Menu

Zeos Travelling Agência de Viagens

TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

fred oliveiraFred Oliveira é administrador de empresas onde atua nos ramos da comunicação, turismo e imóveis. Em sua tragetória de vida aprendeu que nada dura para sempre e que não se pode perder a oportunidade de mudar sempre. Aqui você vai ler sobre política, comportamento e turismo. Ele também escreve para os blogs Toda Crônica, Tô de Folga e Sempre Viajar.

Façamos uma auto crítica

repressao policialQuem me conhece sabe que sou inquieto e muito crítico, com os outros e comigo mesmo. Também adoro viajar e já conheço alguns países, o que me dá tranquilidade para comparar a realidade de alguns lugares com o Brasil.

Diante desse momento terrível que o nosso país tem passado, com a falência completa das instituições de poder e a derrocada dos valores, da ética, da cidadania e da moral do povo brasileiro, vide o que anda acontecendo no estado do Espírito Santo onde pais de família saqueiam lojas "aproveitando-se" da greve dos policiais militares, me deparei com o vídeo abaixo onde brasileiros que moram no Canadá dizem quais valores gostariam de ver aplicados aqui no Brasil.

Este trecho do vídeo deixa bem claro o que o Canadá tem de valoroso e diferente do Brasil: "Você pensa também nos outros... Você pensa em construir o ambiente que você está, que seja bom para todo mundo, porque isso faz crescer o país e junto com isso você também cresce."

É muito interessante e didático, se você tiver auto crítica.

Assista!

Ser conveniente é diferente de ser ético e você deveria saber disso

honestidadeÉ lamentável como as pessoas estão agindo nos últimos tempos, guiam-se pela "conveniência" e não pelos valores, a ética, o justo, o moral, a civilidade e principalmente pela honestidade. E assim deixam-se levar pelo momento, esquecendo completamente do dia de amanhã.

Pode me considerar um cara antigo ou ultrapassado, mas para mim uma relação (social, amorosa ou profissional) só pode ser vantajosas se for bom para os dois lados, se os dois tiverem lucros, como meus pais me ensinaram e a vida me mostrou.

Cada dia que passa fico mais decepcionado ao ver o caminho que as relações estão tomando e não vejo muito futuro para uma sociedade com embasamento no "conveniente".

Ser conveniente é ser volúvel, ser manipulável e agir sem pensar nas consequências. Ser conveniente é querer levar vantagem em qualquer situação e não considerar o preceito do que é justo.

- É conveniente, então hoje eu posso dizer o que penso nas redes sociais, mesmo que seja uma falácia e que possa causar graves problemas a outra pessoa.

- É conveniente, então hoje eu posso usar uma pessoa para atingir os meus objetivos, mesmo que sejam os mais sórdidos e mesquinhos.

- É conveniente, então hoje eu posso romper com um contrato e acusar o outro por não ter cumprido com a sua parte, mesmo que tudo esteja claro, limpo, transparente e tenha sido assinado por todos.

- É conveniente, então hoje eu posso apossar de um bem de outra pessoa, afinal a outra pessoa deveria ter sido mais esperta e não 'ter dado bandeira'.

- É conveniente, então hoje eu posso julgar alguém pelas suas atitudes, esquecendo que também tenho meus defeitos, cometo meus erros e amanhã posso ser julgado por todos eles.

Até quando as barragens vão se romper?

tragedia bento rodrigues mariana 02 Um ditado (piada na verdade) popular diz que Deus ao criar o mundo colocou um pouco do que Ele tinha de melhor e de pior em cada região do mundo. Os americanos seriam os mais inteligentes e ricos, mas ao mesmo tempo sofreriam com catástrofes climáticas como tornados e furacões. Os europeus teriam toda a riqueza cultural e os grandes mestres em diversas áreas, mas sofreriam com as guerras e suas mazelas. E o Brasil teria as mais belas praias, a maior floresta, a maior bacia hidrográfica, mas em contrapartida um povinho...

Deixando de lado a brincadeira não podemos negar que esse ditado tem um fundo de verdade e quanto mais vivencio certas situações mais me vejo tendencioso a acreditar que o fim está cada dia mais distante. Infelizmente.

Não vou falar de Lula, Dilma e da corja PTista que já citei no post Eu votei no PT e fui trapaceado, não vou falar do cinismo descarado que o Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha vem debochando em rede nacional da inteligência de todos nós. Vou falar de uma regra institucionalizada no Brasil que é a famosa LEI DE GERSON e que muito me envergonha.

O que ocorreu essa semana em Mariana não é um fato isolado ou uma fatalidade, é sim um ato criminoso de pessoas que querem levar vantagem em tudo. Pode até ser que nos próximos dias viemos descobrir que a verdadeira causa da tragédia tenha sido realmente um abalo sísmico (já há geólogos dizendo isso). Mas não poderíamos prevê-lo? Em uma rápida pesquisa pelo Google usando as palavras: barragem rompe 2014 (clique aqui para ver o resultado) encontrei três casos semelhantes, um em Arvoredo (SC), outro em Jari (AP) e o terceiro em Várzea Alegre no Ceará. Então, o que foi feito com as demais barragens no Brasil desde então? O que aprendemos com esses acidentes? NADA!

Eu votei no PT e fui trapaceado

manifestacao pro impeachment dilmarousseff fred oliveiraQuem me conhece ou me segue pelas redes sociais deve estar estranhando o título deste post, no mínimo deve estar me pré julgando de incoerente, mas realmente eu votei no PT e hoje me sinto trapaceado. 

Veja bem, eu não me sinto enganado e sim TRAPACEADO. Enganar é induzir ao erro, iludir-se, e trapacear é um contrato efetuado por meio de fraude. A diferença é que a eleição é um contrato entre o eleito e seus eleitores e no caso em questão esse contrato já era uma fraude e não fomos avisados.

Trapacear:  s.f. Contrato que, efetuado por meio de fraude. Toda ação que está repleta de má-fé; aquilo que envolve logro; fraude.
(Etm. trapa + aça)

As pessoas mais próximas devem se lembrar quando, em 2002 na primeira eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, eu dizia que votaria nele por acreditar que seria capaz de reduzir a corrupção no Brasil e compartilhar com os mais pobres esse dinheiro. Lula foi eleito e conseguiu grandes feitos para as classes sociais menos favorecidas, aumentando o poder de compra através de maior acesso ao crédito, além, claro, dos programas sociais de distribuição de 'dinheiro'.

publicidade

Já em 2006 minha visão sobre o candidato e o Partido dos Trabalhadores não era tão romântica o que me levou a não repetir o voto da eleição anterior. Pelo meu prisma enxergava um governo populista e sem qualquer visão de futuro, fazendo valer o assistencialismo para se perpetuar -e virar o Deus dos manipuláveis- no poder, a inconsequência era tanta que durante a crise mundial de 2008 a primeira medida do Governo foi reduzir o IPI de certos produtos, o que só fez com que os pobres se endividassem ainda mais. Dar crédito e não dar educação é o mesmo que dar comida aos peixes do aquário o dia todo, ou seja, vão se matar de tanto comer.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS