Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

TECH & MÍDIAS

Por que milhares de pessoas caem em golpes vindos do WhatsApp? Existe uma forma de proteger automaticamente nossos smartphones?

  • Escrito por Avast

mexendo no celularEspecialistas dizem que o WhatsApp, o mensageiro do Facebook tem mais de 120 milhões de usuários no Brasil. A gigantesca popularidade faz com que seja um dos alvos preferidos dos cibercriminosos. Algumas pessoas pensam que somente pessoas distraídas caem nesses golpes. O fato é que todos nós podemos nos distrair por um momento e clicar em um link de uma mensagem. Você não clica nos links que seus amigos lhe enviam? Precisamos de uma proteção robusta e automática

Enviar links por e-mails e mensagens é uma tática muito antiga chamada de phishing. Links levam suas vítimas a clicar nesses links que lhes levam até sites falsos, mas muito parecidos com os verdadeiros. Somente uma proteção automática irá impedir que elas digitem seus dados (email, senha, CPF...) e que eles sejam enviados para os cibercriminosos.

Proteção completa sem deixar lento o seu smartphone

300x250 Menina Aviadora

Você pode estar se perguntando se isso vai deixar lento o seu telefone. De jeito nenhum, o trabalho lento e difícil é feito na nuvem e você conta com a qualidade da maior Comunidade internacional de sensores – são 400 milhões – alimentando a inteligência da CyberCapture. 

Já foi o tempo em que os criadores de malware faziam isso por desafio ou hobby. Atualmente, o malware é transformado em dinheiro quando:

  • As credenciais de login (email e senha) são vendidas no mercado negro
  • Aplicativos e jogos maliciosos (ou desatualizados) permitem que cibercriminosos assumam o controle do seu smartphone e roubem seus logins (email e senhas), dados pessoais e bancários
  • Arquivos são sequestrados (criptografados) e exigem o pagamento de um resgate: os ransomwares
  • Propagandas em sites redirecionam as pessoas para sites falsos (malvertising)

Como eles sabem que as pessoas não aprendem e usam a mesma senha em todos os seus serviços na internet, vender o par email/senha continua sendo muito lucrativo. Você já trocou a sua senha no Yahoo? Recentemente, tornou-se público que os dados de 3 bilhões de usuários foram vendidos no mercado negro...

Baixe e instale o Avast Mobile Security, deixe o Módulo Internet sempre habilitado e se proteja contra um dos golpes mais comuns na internet brasileira. Quer saber sobre outros golpes e como se proteger?

Apple apresenta novos celulares iPhone 8, iPhone X e Watch 2017

  • Escrito por Tech Tudo

iphone x 1 Os iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X são os novos celulares da Apple anunciados na tarde desta terça-feira (12). Ao contrário de outros anos, a companhia também revelou uma terceira opção de celular em comemoração aos dez anos de lançamento do primeiro iPhone. O modelo tem ficha técnica avançada, com processador hexa-core, e inovações, como o reconhecimento facial. Seu preço também é mais elevado: de US$ 999, equivalente R$ 3,1 mil, em conversão direta, sem considerar impostos. Além dos smartphones, a empresa lançou o Apple Watch 3 e na Apple TV 4K.

IPHONE 8 E IPHONE 8 PLUS

O iPhone 8 (tela de 4,7 polegadas) – junto com o iPhone 8 Plus (5,5 polegadas) – traz o mesmo visual já conhecido do iPhone 7 e do iPhone 6S. No entanto, dessa vez a fabricante adotou vidro na contrução do smartphone – como fazia até o iPhone 4S. Outra diferença fica por conta do hardware, mais poderoso do que o visto no ano passado. O processador A11 Bionic tem seis núcleos, com ganho de velocidade da ordem de até 70% em relação ao chip A10 do iPhone 7.

iPhone 7 fica R$ 300 mais barato no Brasil após lançamento dos iPhone 8 e X

Em relação à camera, os modelos se assemelham à geração passada. A variante "normal" vem com uma câmera traseira única de 12 megapixels, enquanto a versão Plus traz câmera dupla com sensores de 12 MP e lentes de abertura f/1.8 e f/2.8. Um diferencial do iPhone 8 Plus é o recurso Portrait Lighting. A ferramenta combina o modo retrato, que ficou famoso no iPhone 7 Plus, com um efeito que analisa a luz em tempo real e identifica o objeto principal da foto, deixando-o mais iluminado e com fundo escurecido.

A gravação de vídeos, segundo a companhia, é a melhor já vista em um smartphone. Agora, o celular captura imagens com mais quadros por segundo. Ele é capaz de filmar em 4K a 60 fps ou em 1080p a 240 fps. Em relação à câmera frontal, os dois modelos possuem os mesmos 7 MP da versão de 2016. Além disso, os telefones vêm com alto-falantes estéreo, com som mais profundo e 25% mais alto do que o iPhone 7.

Outro destaque é o carregamento sem fio e mais rápido. Essa é a primeira vez que a Apple utiliza a tecnologia em seu smartphone, que possui um suporte para carregamento wireless. A fabricante também manteve a resistência à água e poeira nos produtos. Os iPhone 8 e 8 Plus estarão disponíveis nas cores preto espacial, prateado e dourado.

Dessa vez, os modelos chegam com armazenamento de 64 GB e 256 GB. Os preços começam em US$ 699 (cerca de R$ 2.192, em conversão direta, sem impostos) para o iPhone 8 e em US$ 799 (aproximadamente, R$ 2.505) para o iPhone 8 Plus. A pré-venda tem início em mais de 25 países na próxima sexta-feira, 15 de setembro, com as vendas nas lojas começando do dia 22.

IPHONE X

iphone x 5 2017O iPhone X é a edição em comemoração aos dez anos de lançamento do celular. Ele tem, pela primeira vez em um produto da Apple, bordas mínimas, com promessa de melhor ergonomia na hora de usar o telefone.

A tela de 5,8 polegadas, chamada de Super Retina, também é diferente: ela ocupa praticamente toda a face do smartphone, com exceção de um espaço na área superior frontal para acomodar os sensores, a saída de áudio e as câmeras. São duas, por sinal – o sistema de captura de imagem auxilia num recurso novo e exclusivo do modelo X: o desbloqueio por reconhecimento facial. Outro detalhe a respeito do display está na resolução de 2436 x 1125 pixels, que gera uma densidade de 458 pixels por polegada, a maior já vista um iPhone. Além disso, a tela suporta HDR Dolby Vision e HDR10.

Com a mudança no visual, o modelo X perde o tradicional botão de início, também chamado de botão Home. As funções que eram executadas por ele agora podem ser feitas pelo próprio display do smarpthone. A Siri pode ser ativada pelo botão lateral e o desbloqueio vai acontecer por meio da tecnologia de Face ID, capaz de ler diversos pontos do rosto da pessoa antes de liberar o uso do telefone. Ela funciona, inclusive, no escuro ou se o usuário estiver vestindo acessórios, como óculos ou chapéus. A tecnologia, que utiliza redes neurais, também servirá para aprovar ações dentro de aplicativos ou transações com o Apple Pay.

O iPhone X tem câmera dupla (também chamada de dual camera) de 12 megapixels. O modelo, assim como o iPhone 8 Plus, também possui o recurso Portrait Lighting, que oferece efeitos mais profissionais para a foto utilizando a luz. Uma diferença está na localização da câmera, que agora está posicionada na vertical.

Dessa vez, a principal novidade fica por conta da câmera frontal, capaz de fazer selfies em modo retrato – quando a pessoa em cena fica em destaque, enquanto o cenário ao fundo ganha um efeito de desfocado. Também é possível usar o Portrait Lighting para as fotos com a câmera frontal.

Promoção de viagensEm relação ao processador, o iPhone X também utiliza um Apple A11 Bionic. Além disso, a Apple incluiu nos produtos o suporte a recarga sem fio, algo que existe há tempos em outros smartphones à venda no mercado. O usuário não precisa mais plugar o cabo Lightning na parte de baixo do celular para injetar mais energia. Segundo o vice-presidente Phil Schiller, será possível usar o carregador wireless em casa, no trabalho e até mesmo no carro. Ainda de acordo com o executivo, o iPhone X consegue “duas horas a mais de bateria” do que o iPhone 7. A fabricante, no entanto, não revelou detalhes sobre a capacidade do celular.

Os telefones empregam “o vidro mais durável já colocado em um smartphone”, segundo a empresa, além de serem selados microscopicamente para evitar ingresso de água. Outro recurso apresentado pela Apple durante o evento foi os emojis animados. As figurinhas agora reproduzem fisionomia semelhantes às humanas e o usuário pode, inclusive, gravar vídeos nos quais o emoji imita em tempo real suas expressões. O celular também oferece máscaras no estilo do Snapchat.

Além disso, o iPhone X têm sistema de câmeras mais robusto para o uso com realidade aumentada (AR). Durante o congresso anual dedicado a desenvolvedores, a WWDC, a empresa chegou a mostrar novidades como a simulação de profundidade e iluminação ao exibir objetos virtuais que aparecem no display do iPhone e interagem com o ambiente.

Em relação à preço e disponibilidade, o iPhone X terá sua pré-venda iniciada em mais de 55 países no dia 27 de outubro, com envio a partir de 3 de novembro. O smartphone chega com opções de armazenamento de 64 GB e 256 GB e preços a partir de US$ 999 (cerca de R$ 3128, em conversão direta, sem impostos).

Outra novidade anunciada com o iPhone X é o AirPower, um dispositivo capaz de carregar a bateria de um iPhone, um Apple Watch 3 e um AirPods sem fio, ao mesmo tempo. Esse aparelho, no entanto, só estará disponível no próximo ano.

APPLE TV 4K

O hub de entretenimento Apple TV chega à quinta geração com suporte a imagens em altíssima definição por meio da tecnologia 4K (também chamada de Ultra HD) e do HDR. Filmes, séries e programas de TV ganham mais detalhes e as imagens ficam com maior contraste. Para tanto, é necessário que a TV do usuário tenha suporte às duas tecnologias.

A oferta de conteúdo em formato 4K vem aumentando nos últimos anos, com iniciativas da Netflix, YouTube, iTunes e outros importantes serviços do mercado para valorizar o Ultra HD. A TV Globo se junta a esse grupo, ao anunciar hoje a chegada do Globo Play à Apple TV – também com suporte a 4K e HDR. Os internautas poderão assistir ao conteúdo da emissora neste fomato, quando disponível, e também à programação ao vivo nas cidades atendidas.

As vendas nos Estados Unidos começam em 15 de setembro. O preço sugerido é de US$ 179 (cerca de R$ 559, em conversão direta e sem impostos) para a versão com 32 GB de armazenamento e de US$ 199 (aproximadamente R$ 620) para a versão com 64 GB.

APPLE WATCH SÉRIE 3

apple watch 2017O Apple Watch 2017 – oficialmente chamado de Apple Watch Série 3 – ganhou um visual mais moderno, com mais curvas. Pela primeira vez, o relógio inteligente da Apple também traz suporte a rede de telefonia 4G/LTE, para que o usuário não fique dependendo da conexão entre o acessório e o iPhone. Tirando proveito da Internet nativa, o comprador do Apple Watch terá compatibilidade com Apple Music, o serviço de música online da Apple. Para escutar as canções será preciso ter os AirPods, fones de ouvido sem fio da empresa, com suporte a Bluetooth.

O detector de batimentos cardíacos foi aprimorado para alertar ao usuário quando houver um pico, mas a pessoa não estiver realizando atividades físicas. Além disso, a Siri ficou mais esperta e agora pode falar com o usuário, o que em gerações anteriores não era possível.

Segundo o diretor-executivo da Apple, Tim Cook, o produto é atualmente o relógio mais vendido do mundo, à frente de Rolex, Fossil, Omega e Cartier. Ele roda o sistema watchOS 4.

Os preços são os seguintes: US$ 399 (cerca de R$ 1.250, sem considerar os impostos) pelo modelo com 4G e US$ 329 (aproximadamente R$ 1.030) pela versão sem Internet nativa. A Apple mantém no mercado o Apple Watch Série 1 por US$ 249 (cerca de R$ 780).

Sarahah, o novo aplicativo que revela o que as pessoas pensam de você

  • Escrito por Estadão

logo sarahahCuriosos por saber como são vistos por amigos, desafetos, colegas, pretendentes, familiares, chefes e empregados, os brasileiros aderiram nos últimos dias à “febre” da vez: o aplicativo de mensagens anônimas Sarahah. Na descrição, a plataforma sugere que os usuários escrevam “mensagens construtivas”, mas alguns já preveem o envio de comentários maldosos.

“Baixei justamente para saber o que os ‘anônimos’ pensam sobre mim”, diz a geóloga Bruna Dantas, de 24 anos. “Porque ninguém fala o que pensa assim, na internet, se não for anonimamente.” Ela, que aderiu ao app porque os amigos estavam utilizando, conta que até agora recebeu comentários de amigos e de pretendentes.

Entre os que baixaram o aplicativo, como Bruna, a principal queixa é a impossibilidade de resposta. Por enquanto é possível ler os comentários, mas e não respondê-los - o app já estuda oferecer essa opção.

Criado por um saudita, o termo Sarahah é árabe e remete a “franqueza” e “honestidade”. O aplicativo permite que somente o alvo leia os comentários. É possível “favoritar”, bloquear ou denunciar os comentários recebidos. Também é permitido o compartilhamento da mensagem nas redes sociais.

“As pessoas gostam de saber, de ter uma ideia, sobre o que os outros acham dela. É uma curiosidade para saber a imagem que passa, como é vista e sentida pelos outros”, explica Luciana Ruffo, psicóloga do Núcleo de Pesquisa da Psicologia da Informática, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

‘Covarde’

Pacotes de viagem promocional

Mas a aceitação do Sarahah não tem sido unânime. Nas redes sociais, usuários dizem que o aplicativo é “covarde”. No Google Play, por exemplo, o app tem nota 2,9. O diretor e roteirista Jean Franco Borges, de 41 anos, não instalou e diz que o aplicativo “serve apenas para alguém destilar sua raiva contra outra pessoa”.

Para Luciana, há, sim, o risco da invasão de comentários maldosos: “A maldade implícita é do ser humano, e por isso há a possibilidade de cyberbullying”.

De tempos em tempos, aplicativos com opção de textos sob anonimato caem no gosto popular. É o caso, por exemplo, do Secret, lançado em 2014, em que os segredos publicados anonimamente ficavam expostos para qualquer usuário ler.

Para Carlos Affonso Souza, diretor do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio (ITS-Rio), o risco de exposição da intimidade alheia do Sarahah é menor. Segundo ele, o uso da ferramenta implica registro do IP usado para acesso do aplicativo.

Por isso, de acordo com Souza, “com a guarda do IP de quem postou as mensagens, a empresa cumpre a obrigação constitucional de levar à identificação de quem disse o quê”. Essas informações estão sendo coletadas e armazenadas e poderão ser informadas às autoridades competentes.”

A redação entrou em contato com o Sarahah, mas não obteve resposta sobre downloads e detalhes do serviço no País.

Facebook desativa inteligência artificial que criou linguagem própria

  • Escrito por Olhar Digital

robo de inteligencia artificialUm grupo de pesquisadores do Facebook desativou uma inteligência artificial que deixou de falar em inglês e desenvolveu uma linguagem própria para se comunicar. A informação foi publicada hoje pelos sites Independent e Digital Journal.

A inteligência artificial em questão foi criada pela Fair (Facebook AI Research, a divisão de pesquisa da rede social) em junho para simular situações de negociação. Ela tinha dois agentes distintos, chamados de Bob e Alice, que deveriam conversar como se estivessem negociando uma troca.

Ela foi programada para que os dois agentes tentassem chegar à solução que melhor atendesse aos dois, e seu objetivo era ajudar os pesquisadores a entender como duas pessoas podem negociar de maneira mais construtiva. Os agentes recebiam "pontos" para cada negociação bem-sucedida, e, se não conseguissem chegar a um acordo, não ganhavam nenhum ponto.

Falando diretamente

A venda do primeiro iPhone completa 10 anos; veja como o celular mudou a comunicação visual

  • Escrito por Shutterstock

Acorde com o seu alarme. Cheque alguns e-mails, depois veja como está o trânsito. Ouça sua música favorita. Poste uma foto do seu cachorro quando estiver no metrô. Leia um artigo sobre produtividade e, em seguida, confira sua agenda de tarefas do dia. Converse com amigos. Veja a localização exata do restaurante do jantar de mais tarde. Lembre-se de comprar papel higiênico.

Tudo isso sem sair do seu dispositivo móvel. Ou celular.

Há 10 anos, no dia 29 de junho de 2007, a Apple vendia o iPhone, o primeiro smartphone multi-touch do mundo. Desde então, o iPhone revolucionou nossa comunicação visual, desde o surgimento do vídeo vertical a um novo mundo quando o assunto é UX design, passando pelo jornalismo em tempo real à fotografia onipresente e user-friendly.

O iPhone também mudou as coisas aqui na Shutterstock. A fotografia móvel nunca esteve tão em voga, e esperamos até o final de 2017 o upload de 1,5 milhão de fotos diretamente do iPhone.

Acesse nosso infográfico e saiba como o iPhone mudou a coleção da Shutterstock e o jeito como pensamos sobre comunicação visual.

10 tendencias mudadas pelo iphone

Samsung Galaxy S7: supercâmera, submergível e memória de 200GB

  • Escrito por El Pais

samsung gear 360A Samsung apresentou no Mobile World Congress, em Barcelona, os modelos de seus Galaxy S7 e S7 Edge (versão com tela curva). A marca sul-coreana liderou a venda de smartphones em 2015 e quer defender sua hegemonia frente à Apple, ausente nesta feira e cujas vendas do iPhone caíram pela primeira vez na história. Embora o novo produto principal da Samsung tenha pouca diferença em termos de design em relação à linha anterior Galaxy S6, as novidades estão no interior e foram determinadas pelas exigências mais comuns dos clientes: uma câmera superpoderosa, um processador mais rápido para rodar os aplicativos, uma bateria mais durável e uma carcaça à prova d’água e de choque.

Com essas quatro melhorias –simples, mas eficazes– a Samsung renunciou desta vez a reviravoltas revolucionárias ou acréscimos técnicos bizarros que os usuários não pedem e que estão condenados ao repentino esquecimento, como aconteceu com os S4 e S5 (alguém vira as páginas com os olhos quando navega num site?).

A empresa também entendeu que corrigir é coisa de sábios. E o demonstrou restabelecendo nos Galaxy S7 e S7 Edge dois recursos que já estavam no S5 e foram suprimidos, não se sabe por que, no S6. O primeiro é a capacidade de submersão na água, no caso até 1,5 metro de profundidade e durante meia hora (certificação IP68), e resistência à poeira. O segundo é a capacidade de introduzir um cartão microSD, de até 200GB, graças a um duplo slot híbrido no qual também se insere o cartão SIM. Os novo S7 e S7 Edge chegarão ao mercado no dia 11 de março com 32 GB internos e 4 GB de RAM.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS