Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

vanessa e clara do BBB beijandoQuando tinha 22 anos, perguntei para a amiga com quem dividia apartamento se eu poderia ser bissexual.

Sempre me identifiquei como heterossexual e tive vários namorados e parceiros sexuais homens, mas com o tempo fui percebendo que também me sentia atraída por mulheres.

Não acho bonitos apenas o rosto ou os cortes de cabelo delas. Acho (algumas, não todas) as mulheres fisicamente atraentes - incluindo seus corpos, seus seios e seus quadris.

Para minha surpresa, minha amiga sentia exatamente a mesma coisa. "As mulheres são mais atraentes que os homens", disse ela. "Mas achar isso não te faz necessariamente bissexual."

Leia também: Estudo diz que não há mulher hétero; é "bi" ou homossexual

Por quê? Porque há uma diferença entre achar uma pessoa atraente e ter vontade de fazer algo com ela.

Não quero ter intimidade física com mulheres (seja transar ou ficar "abraçadinha"), mas tenho esses impulsos quando se trata de (alguns, não todos) homens.

E meio que sempre foi assim, até agora.

Um estudo divulgado no começo de novembro afirma que mulheres que se identificam como heterossexuais na verdade são ou bissexuais ou gays, mas nunca "héteros".

O estudo, conduzido na Universidade de Essex, na Inglaterra, analisou as respostas sexuais psicológicas de 345 mulheres diante de fotografias de homens e mulheres nus.

Os pesquisadores analisaram a dilatação das pupilas, que tem "100%" de associação com estímulo sexual, segundo outro estudo da mesma universidade.

De acordo com os pesquisadores, as participantes que disseram ser heterossexuais ficaram excitadas sexualmente com as imagens de mulheres nuas.

Esse dado foi comparado com os das mulheres que se identificaram como lésbicas e com os dos homens heterossexuais - ambos os grupos "costumam mostrar respostas sexuais distintas em relação ao sexo preferido", afirmam os autores do estudo.

A conclusão?

publicidade
Desire Resort & Spa Riviera Maya

A mulher heterossexual não existe.

Mas gostaria de dizer que isso é bobagem. Tenho certeza de que, se tivesse participado do estudo, minhas pupilas também teriam se dilatado. Mas isso não quer dizer que eu não seja hétero.

Dou todo meu apoio aos indivíduos que se identificam num espectro de sexualidade. Mas, na condição de alguém que se identifica como heterossexual, não aceito que me digam que não existem mulheres hétero.

Considero um insulto a implicação de que eu não entenda minha própria orientação sexual. Não faz tanto tempo assim que as mulheres não tinham direito ao prazer sexual. Agora querem que eu aceite que meus últimos 27 anos foram uma mentira. Não, obrigado, ciência.

O motivo pelo qual as mulheres me atraem é simples.

Não tem um dia que eu não veja uma mulher sendo apresentada de forma sexualizada. Os corpos das mulheres são tratados como produtos, usados para vender de tudo, de perfume a leite.

Os corpos das mulheres são - seja na pornografia tradicional, nos videoclipes ou na publicidade - invariavelmente apresentados sob o "olhar masculino". Estão sempre disponíveis sexualmente e colocados num contexto sexual.

publicidade

Cresci nos anos áureos da Playboy, então não me espanta que eu fique sexualmente excitada com outras mulheres - é quase como se tivessem me condicionado para isso.

A sociedade diz para as mulheres que seu valor está em sua atratividade - gostemos disso ou não.

Está na nossa cabeça toda manhã quando passamos maquiagem e escolhemos a roupa que vamos usar -- gostemos disso ou não.

É natural, portanto, que prestemos muita atenção e tenhamos muito interesse nas outras mulheres - seja o vestido que elas estão usando, a cor do batom ou a sua silhueta.

Leia também: Blogueira do sexo faz sucesso nas redes sociais e pretende lançar um livro sobre o assunto

Sou hétero, as mulheres me estimulam e, sim, minhas pupilas provavelmente se dilatam quando olho para elas. Mas não é porque quero transar com elas, é mais complicado que isso.

Jamais ousaria dizer que alguém está errado em relação à própria sexualidade, mesmo que estivesse usando um avental de laboratório. Só o indivíduo realmente sabe onde está no espectro da sexualidade, e isso vale para todo mundo, inclusive os heterossexuais.

Desire Resort & Spa Riviera Maya

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS