×

Aviso

There was a problem rendering your image gallery. Please make sure that the folder you are using in the Simple Image Gallery plugin tags exists and contains valid image files. The plugin could not locate the folder: images//photos/caderno_especial/viladamulher/fotos_sensuais/
Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

naked ensaio sensual capaQualquer pessoa, seja gorda, magra, alta, baixa, jovem ou mais velha pode querer ter um book sensual de si mesma. É em cima dessa visão que estúdios de fotografia encontraram oportunidades de negócio. Eles buscam realçar a sensualidade de pessoas comuns e, assim, alimentar sua autoestima. Pelo menos dois estúdios atuam no segmento em São Paulo: Naked e Nude.

Criado em 2013 pelas irmãs Michelle Moll, 34, e Mariana, 28, fotógrafa e designer gráfica, o estúdio Naked Fotografia é especializado no estilo "boudoir", nome em francês para quarto feminino, dando a ideia de uma abordagem íntima, mas não explícita. O faturamento anual é de R$ 180 mil. O lucro não foi informado. Por ensaio, cobra entre R$ 2.000 e R$ 2.800.

Leia também: A fotógrafa Raquel Duarte expõe a sua sensualidade e intimidade na internet

A dupla estima que a maioria das clientes tem formação universitária e é atuante em suas áreas, como direito, arquitetura, saúde. A maioria faz o ensaio para dar de presente ao companheiro em datas especiais, mas também há solteiras que fazem para si próprias. "Acaba sendo um presente para os dois, mas a princípio acredito que fazem para se verem bonitas e trabalhar a autoestima", diz Michelle.

Já a Agência Nude, das fotógrafas Darcy Toledo e Jane Walter, prioriza ensaios inspirados em revistas masculinas e também temáticos, com produção de cenas ou roupas que representam fetiches. O faturamento mensal da empresa varia de R$ 7.000 a R$ 40 mil. O lucro não foi informado. E os ensaios custam de R$ 1.250 a R$ 5.250.

Leia também: Ensaio nu de Madonna aos 20 anos é revelado; veja fotos

Trabalhos são personalizados e levam em conta hobbies

publicidade

Cada trabalho é personalizado. Começa com uma reunião para descobrir os gostos, hobbies, cotidiano e o que cada cliente acredita ser sensual – ou não – e as motivações para o ensaio. "A gente busca trazer a personalidade do cliente para o ensaio, o que acha sensual, bonito, e tenta fazer com que se sinta bem à vontade", diz Michelle, do Naked.

A produção, que conta com maquiagem e figurino, dependendo do pacote, dura cerca de duas horas. Já a sessão fotográfica tem duração de até três horas. "Tem gente que rende muito bem, tem quem fique mais tímido e recatado, ou que tem menos expressão corporal", afirma Michelle. Mas, durante as fotos sensuais, as irmãs trabalham para que os clientes sintam confiança em si mesmos e se soltem.

A dupla realiza de 10 a 15 ensaios por mês. A maior procura pelo serviço é feita por mulheres, em sua maioria entre 35 e 40 anos, mas a Naked faz também ensaios masculinos e às vezes até com casais. São clicadas em média 400 a 450 fotos por ensaio. Mas os books têm de 25 a 40 fotos.

Depois de escolhidas pelo cliente, Mariana cuida do tratamento das imagens, com ajuda do Photoshop. "Eu já falo na reunião: usamos Photoshop, sim, mas não vamos aumentar seu peito, diminuir seu nariz, diminuir sua bunda. Você vai ser você", diz.

Estúdio firma contrato de confidencialidade de imagens

publicidade

Estúdio e cliente assinam um contrato de confidencialidade das fotos no qual a gráfica que imprime as imagens também participa. Para evitar qualquer risco de vazamento de fotos, Michelle e Mariana procuram trabalhar off-line, com HD fora do estúdio, e seis meses após cada ensaio deletam todas as fotos.

Por causa disso, o negócio vê a divulgação como um desafio, pois não pode usar as imagens dos trabalhos nas redes sociais. Periodicamente, a dupla precisa investir em ensaios próprios para isso. "As ferramentas que todo mundo consegue usar para o próprio negócio a gente não consegue." Além disso, correm risco de ter imagens barradas pelas políticas do Facebook. Já o Instagram é mais aberto.

Falta de compreensão do público pode restringir negócio

publicidade
Desire Resort & Spa Riviera Maya

Segundo Gustavo Carrer, consultor do Sebrae (Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa), além da divulgação, uma dificuldade para esse tipo de negócio é conseguir deixar claro para o público que o serviço não é pornografia. "É preciso um cuidado especial em acertar a dose da comunicação, texto e abordagem, o que sai na mídia, como construir a percepção do serviço."

Porém, ele visualiza oportunidades com o crescente aumento do papel da mulher na sociedade. "Isso dá liberdade para a mulher fazer o que quiser, e essa maior liberdade está gerando oportunidades de negócio. Existem mais mulheres com interesse e com mais recursos para isso; está mais na agenda delas se 'autopresentear' e não consumir tendo de prestar conta a ninguém", diz.

Onde encontrar:

Naked Fotografia: nakedfotografia.com.br
Agência Nude: nude.art.br

Fotos sensuais:

Vitaminada: www.vitaminada.com.br

Bella e Nuda: www.bellaenuda.com

Bella da Semana: www.belladasemana.com.br

{gallery}/photos/caderno_especial/viladamulher/fotos_sensuais/{/gallery}

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS