Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com
Banner Zeos Travelling

viagem

  • 5 dicas para viajar com filhos pequenos

    Crianças viajando Ser mãe não é desculpa para não se divertir mais e não realizar mais seus sonhos. E, se seu sonho inclui viagens cheias de aventura, saiba que também é possível incluir seus filhos e apresentar o mundo a eles!

    Veja algumas dicas para ser uma mãe expert em viagens e responsável:

    Não caia no papo dos outros

    Vai sempre ter alguém pronto para te desencorajar e te assustar quando o assunto for crianças em viagens, além de gente querendo te ensinar regras que consideram universais para a criação e os cuidados com os filhos. Você não precisa seguir as ideias das cabeças das outras pessoas, apenas se informe com médicos e fontes de confiança para saber o que é melhor para seus filhos.

    Prepare todo o arsenal do bebê

    Já pensou estar em uma trilha no meio da floresta e perceber que não tem uma simples fralda para trocá-lo? Por isso é tão importante preparar uma mala completíssima para seu bebê ou criança: para que nenhum item necessário para o conforto ou bem estar dele faça falta.

    publicidade

    Esteja preparada fisicamente

    Não adianta preparar o bebê para qualquer inconveniente se você mesmo não se preparou o bastante! Uma criança tem um peso significativo, ainda mais depois de muito tempo no colo. prepare-se para ter bastante força e resistência ao longo da viagem e das atividades que pretende fazer.

    Respeite o tempo do bebê

    Crianças e bebês não têm a mesma energia e o mesmo relógio biológico com os adultos. Não force seus filhos a te acompanharem ou a ficarem acordados quando eles não se sentirem bem para tal. Respeite o tempo dos pequenos.

    Deixe seu filho seguro

    Algumas aventuras em viagens podem dar aquele medinho e aquela insegurança, mas seu filho sentirá muito mais medo se perceber que você está assustada com a situação. Por isso, planeje, organize e prepare cada detalhe com o maior cuidado possível.

  • 6 hotéis no Nordeste que valem a viagem de férias

    Há pouco mais de um ano, o Room 5 lançou a série de Hotéis que Valem a Viagem. Mas o que faz um hotel valer a sua viagem? É como se você decidisse viajar para ficar naquele lugar: o hotel é o destino das suas férias. E, para se tornar um destino desejado, o hotel precisa oferecer uma estrutura sensacional, ter várias opções de lazer e atividades para todos os gostos, uma localização privilegiada e que a vista faça você perder a noção do tempo sem perceber.

    Dentro dessas exigências, seis hotéis no Nordeste do Brasil ganharam o título Room5 de Hotéis que Valem a Viagem na Bahia, Pernambuco, Ceará e Alagoas. Para te convencer que, nas próximas férias, em vez de ir à cidade X ou Y, você pode ir ao Nannai ou ao Kiaroa, nós listamos alguns motivos que provam que existem hotéis que vão valer as suas férias. Olha só:

    resort costa sauipeRESORT COSTA DO SAUÍPE (BA)

    Se entre os Hotéis que Valem a Viagem existe um que não precisa justificar ser chamado de destino é o Costa do Sauípe. O complexo hoteleiro localizado a aproximadamente 80 km da capital, Salvador, é comumente citado como destino de férias.

    Não é por menos: são três tipos de acomodações diferentes, um Resort, um Hotel Premium e a Pousada, e mais de 1.500 apartamentos divididos entre eles. Veja cada uma delas:

    SAUÍPE RESORTS

    Existe uma minicidade funcionando no complexo, com uma enorme área de lazer que soma 21 piscinas, bares, restaurantes, academia e quadras para praticar esportes. A beleza ao redor é preservada pelo hotel, que está em uma área de proteção ambiental.

    banner zeostravelling 2017 468x60

    ZORAH BEACH HOTEL - TRAIRI (CE)

    zorah beach piscinaO litoral cearense foi o cenário escolhido para acomodar o Zorah Beach Hotel. São 140 km de Fortaleza até a praia de Guajiru, em Trairi, onde o hotel está instalado.

    Dunas, coqueirais e praias semidesertas formam os arredores do Zorah que conta em sua estrutura com piscina, deck de frente para o mar, cabanas de massagem e um restaurante que serve culinária inspirada na Ásia.

    NANNAI RESORT & SPA - PORTO DE GALINHAS (PE)

    nannai resort bangaloO Nannai escolheu simplesmente Porto de Galinhas como endereço e levou de quebra as piscinas naturais de águas mornas da Praia de Muro Alto – uma delas, inclusive, fica bem em frente ao hotel!

    Por falar em piscina, o Nannai tem cinco opções de acomodações e uma delas, os Bangalôs, com piscina privativa!

    KIAROA - PENÍNSULA DE MARAÚ (BA)

    kiaroa bangaloA Península do Maraú, na Bahia, é o endereço do Kiaroa, um Eco-Luxury Resort que foi indicado oito vezes ao prêmio de hotel mais verde do mundo.

    O Kiaroa é um hotel sustentável que fica cercado por Mata Atlântica e só recebe 58 hóspedes por vez. A limitação do número de hóspedes, para proteger o local, também garante ainda mais o sossego no Kiaroa. Toda a tranquilidade pode ser aproveitada na praia, no Spa ou na rede da varanda de uma das suítes e bangalôs.

    TIVOLI ECORESORT - PRAIA DO FORTE (BA)

    tivoli ecoresort praia do forte ap premiumO Tivoli Ecosresort, na Praia do Forte, Bahia, tem 300 mil m² de área onde piscinas, campo de futebol, quadras de esportes, Spa, fitness center e muitos coqueiros estão distribuídos. Embora todo o espaço disponível e a megaestrutura que ainda acomoda 287 apartamentos, o hotel ocupa apenas 20% da área, para preservar a vegetação local.

    O Tivoli é o destino ideal para levar as crianças. Lá, a recreação infantil começa bem cedo, às 9h da manhã e é cheia de atividades legais que incluem aulas sobre meio ambiente e oficina de arte.

    KENOA - BARRA DE SÃO MIGUEL (AL)

    hotel kenoa barra sao miguel praiaNem parece, mas o Kenoa fica a apenas 35 km da turística capital Maceió. Em um calmo balneário chamado de Barra de São Miguel, no Alagoas, o resort fica na beira da praia, entre barreiras de recifes e a Lagoa do Roteiro.

    Além desse visual incrível que você pode ver na foto, o Kenoa completa a lista de pré-requisitos para fazer parte da seleção com: ofertas de passeios e experiências exclusivas, como a visita guiada a um criatório de ostras; e com o conforto das acomodações, que variam entre suítes e vilas.

    Para completar a estrutura, ainda tem Spa, Fitness Center e um combinado entre Restaurante, Winebar & Lounge, o kaamo.

  • 9 erros que você comete nos seus roteiros de viagens internacionais

    organizando a viagemEu, você, todos nós tomamos decisões das quais nos arrependemos nos nossos roteiros de viagem. E, muitas vezes, na próxima, repetimos os mesmos “erros” sem nos dar conta.

    Aqui, algumas coisinhas que você deve prestar atenção para planejar seu próximo roteiro de viagem internacional.

    ERROS COMUNS EM ROTEIROS DE VIAGEM:

    Comprar voos que saem antes das 9h da manhã

    Você vai escolher o horário de voo de uma cidade para outra e pensa: claro, vou pegar o mais cedo possível para aproveitar o dia. O que acontece na prática? Você percebe na noite anterior que vai ter que acordar 4 da matina, que o metrô ainda não abriu esse horário (ainda bem que hoje tem Uber pra resolver esse problema de deslocamento), e vai chegar no hotel supercedo e não vai poder fazer check-in. Ou seja: a história acaba com você zureta de sono esperando no lobby e possivelmente com um cochilo no momento em que você entrar no quarto. E aí ninguém aproveita nada, né?

    Pensar que ônibus noturnos são sempre uma boa ideia para economizar tempo e dinheiro

    Eventualmente eu pego sim ônibus noturnos, mas tem que ser em trajetos bem escolhidos. De preferência para viagens de mais de 7 horas e, se possível, em ônibus com leitos. Pegar um monte de ônibus noturnos durante a viagem te deixa cansado, e tem o mesmo problema do voo muito cedo: chegar no hotel muito antes do horário do check-in. Às vezes pode não ser tão ruim “perder” um dia todo no busão, principalmente se tiver uma paisagem bonita no caminho.

    Ficar só uma noite numa cidade

  • Agências de viagens em Divinópolis adotam estratégias na alta temporada

    Lisboa PortugalA quatro meses para o fim de 2016, agências de viagens em todo o mundo já começam a oferecer pacotes diferenciados a quem deseja viajar durante o Natal e Réveillon. Em Divinópolis essas empresas oferecem catálogos diversos. Algumas focam em roteiros nacionais com o objetivo de cativar especialmente a quem costumava viajar para outros países, mas não tem dinheiro suficiente. Outras apostam em roteiros europeus que afiram ser mais baratos do que muitos destinos nacionais.

    O empresário Morato Júnior, franqueado da CVC na cidade, afirma que a procura por pacotes turísticos neste mês de agosto tem sido maior do que em maio, quando o faturamento foi menor. Ele conta que a maior parte do interesse tem sido para roteiros internos, como o arquipélogo Fernando de Noronha, em Pernambuco. Mas, os destinos internacionais também têm espaço.

    "Os pacotes mais procurados atualmente são para destinos dentro do Brasil e também os resorts. Mas também temos vendido muitos internacionais para a Europa, o Caribe e os Estados Unidos. Oferecemos muitas promoções, como as que ocorrem com dólar 'congelado' e descontos", disse o empresário, que projeta crescimento de 5% a 10% no faturamento até o fim do ano, na comparação com o registrado no mesmo período do ano passado.

    Morato afirma perceber uma mudança no comportamento de alguns clientes. Devido às constantes altas do dólar, muita gente que costumava viajar nas férias para Buenos Aires, Santiago ou Bariloche passou a buscar os resorts, visando gastar menos. "A viagem, de modo geral, é algo cada vez mais essencial na vida das pessoas. Se por algum motivo financeiro a pessoa não pode viajar para fora do Brasil, faz questão de viajar para as inúmeras opções de roteiros internos. Essas pessoas só não se conformam em ficar em casa nas férias", pontuou.

    Para o gerente da Ascânio Tuor, Bruno Borba, o mercado local de roteiros turísticos está estável. Não favorece grandes projeções de crescimento, mas também não evidencia os prejuízos que levaram o setor a uma situação bem mais difícil em meados de 2015. "Tendo em vista essa situação pior que o mercado vivenciou, podemos dizer que está muito bom agora. Para manter a nossa cartela de clientes e cativar outros, buscamos o tempo todo o 'pensar fora da caixa'. Mantemos um relacionamento bastante próximo com quem se interessa por nossos produtos", comentou.

    banner lisboaBruno também percebe a migração de clientes de roteiros internacionais para os nacionais. "Mas essa busca por idas ao exterior tende a crescer ainda em 2016, pois temos percebidos constantes quedas no dólar [na tarde desta quarta-feira (10) a moeda americana, que recentemente alcançou a marca dos R$ 4, custava R$ 3,12]. Essa baixa favorece a compra de passagens aéreas", detalhou.

    O gerente também cita um fator da logística aérea em Divinópolis como favorecedor da procura pelos roteiros nacionais. O recente início de voos da companhia aérea Azul de Divinópolis à Campinas estimula o turismo.

    "De Campinas, nossos clientes podem partir para várias outras partes do Brasil. Essa conexão aérea falicita e estimula muito as viagens internas, como por exemplo aquelas com destino a Foz do Iguaçu, no Paraná", citou.

    Europa a preço baixo

    Já na Zeos Travelling, a maior aposta é nos roteiros à Europa, principalmente a Portugal. O diretor da empresa, Fred Oliveira, explica que recentemente a marca adquiriu uma agência de viagens naquele país- mercado que considera bastante promissor.

    "Temos vendido, em média, dois pacotes por dia com Portugal. Por muito tempo a maior parte da procura foi por destinos nacionais. Hoje, a maior parte das nosssas vendas é de pacotes para a Europa, como o de duas pessoas para Lisboa, que sai a R$ 5 mil. Muito mais barato do que para muito destino nacional", frisou.

    Leia também: Para driblar a crise, empresa de Divinópolis abre filial em Portugal.

    Proximidade cultural, semelhança da língua e a chance de conhecer locais turísticos famosos no mundo todo por preços bem menores do que muitas viagens nacionais são fatores encantadores, afirma o diretor. "Projetamos crsecimento de 20% dessas vendas até o fim do ano. É uma situação atípica para um período de crise econômica. Mas, vimos nessa crise uma oportunidade", finalizou.

    Fonte: G1 por Ricardo Welbert

  • As coisas que você pode (e as que não pode) “surrupiar” de um quarto de hotel

    Royal Tulip AmenitiesAo que tudo indica, nada mais eficiente do que quatro paredes de um quarto de hotel para despertar o cleptomaníaco que existe dentro de (alguns de) nós. Segundo uma pesquisa publicada em reportagem do jornal britânico The Telegraph, a variedade de objetos roubados é bastante mais vasta do que o bom senso faz supor. Toalhas e roupões estão entre os clássicos da mão leve hoteleira, como todo mundo sabe. Mas o povo vai além: cortinas, lâmpadas e até a bíblia de cabeceira (acessório que eu acho acho bizarro, diga-se de passagem) estão entre os 10 itens mais surrupiados. Shame on you, humanidade!

    É bastante óbvio que cortinas e lâmpadas não estão entre os objetos que o hóspede pode levar para casa como suvenir. Mas, verdade seja dita, há uma lista coisinhas que podem dar margem a diferentes interpretações (e transformar um cidadão honesto em ladrão sem que ele se dê conta disso).

    Um bom jeito de escapar de gafes é seguir duas regras essenciais. Primeira: tudo o que for reutilizável pertence ao hotel. Segunda: na dúvida, não leve. Continua na dúvida? Eu ajudo:

    Livros

    Muitos hotéis incrementam o quarto com livros de design e de fotos da cidade em questão. A menos que eles não venham com uma cartinha explicando que aquilo é um presentinho para você, controle-se. Muitos livros são marcados com um carimbo ou uma etiqueta com o nome do hotel. Esses são sinais bem claros que não se trata de um brinde.

    Revistas

  • Casal viaja o mundo e ganha até R$ 28 mil por foto no Instagram

    jack e lauren tripViajar o mundo e ainda ganhar dinheiro compartilhando fotos. Quem não queria uma vida assim? É isso que faz o casal Jack Morris, 26 anos, e Lauren Bullen, 23, que ganha até US$ 9.000 (mais de R$ 28 mil) por foto publicada no Instagram.

    Jack tem 2 milhões de fãs na rede social, enquanto Lauren soma 1,2 milhão de seguidores. O casal consegue acumular dinheiro o suficiente das marcas e companhias de turismo que patrocinam suas publicações.

    Jack --que é britânico-- e Lauren --australiana—se conheceram no começo do ano passado em Fiji. Desde então, os dois estão viajando pelo mundo e compartilhando belíssimas fotos, mas têm um “quartel general” em Bali, na Indonésia.

    Recentemente Jack compartilhou no blog do casal (Do You Travel) algumas dicas para alcançar a fama no Instagram. "Eu edito todas as minhas fotos sempre no mesmo estilo, com a minha própria iluminação", revelando o efeito “sonhador” dos registros.

    468x60 Menina Aviadora

  • Comece logo a planejar sua viagem de 2018. Pesquisa mostra que preços vão subir

    mala feriasRosane Moreira e o filho Fabiano não estarão mais cruzando as rodovias de Áustria, Holanda e Bélgica em setembro. Desde o início de junho pesquisando preços de passagem para voar até a Europa, semana passada ela desistiu de procurar alguma promoção combatível com seu orçamento. Não está disposta a pagar R$ 17 mil pelos dois bilhetes e decidiu trocar a viagem à região por algum destino latino-americano. Resolveu deixar a cruzada europeia para o verão de 2018, para o qual, já sabe, terá que começar a se planejar agora a sua viagem. Uma pesquisa divulgada nos últimos dias aponta que as viagens ficarão até 4% mais caras no ano que vem.

    A conclusão está no "2018 Global Travel Forecast", relatório sobre o mercado de viagens internacionais produzido pela consultoria Carlson Wagonlit Travel e pela GBTA Foundation. Segundo o estudo, passagens aéreas globais terão um aumento médio de 3,5%, enquanto que a hospedagem ficará em média 3,7% mais cara. Esses aumentos impactarão nos custos finais, tanto para viajantes independentes quanto para operadores e agências de viagem.

    LEIA TAMBÉM: BLOGUEIRO AJUDA A ORGANIZAR A VIAGEM PERFEITA E MAIS BARATA

    A subida dos preços está relacionado à melhora da economia global e à crescente demanda, sugere o estudo. Outro fator que tornará o trabalho dos planejadores de viagem mais complexo - e, portanto, mais caro - é o aumento da instabilidade geopolítica em diversas partes planeta, tanto em mercados emergentes quanto nos Estados Unidos e Europa. Entre os fatores específicos, o aumento do preço bruto do petróleo impacta nas tarifas aéreas e a construção de novos hotéis e a consolidação, ou não, de modelos alternativos de hospedagem, refletem nos novos preços da hotelaria.

    ESTUDO MOSTRA AMÉRICA LATINA MAIS EM CONTA

    América Latina e Caribe terão aumentos menos significativos de preços, ou seja, representam uma opção de viagem mais econômica. As passagens aéreas na região devem aumentar apenas 0,3%, resultado de uma combinação de aumento no número de voos (de 20% até 2019), melhor posicionamento de companhias aéreas de baixo custo e a chegada de aeronaves mais eficientes. Na hotelaria, as tarifas devem cair 1,2%, puxadas sobretudo pelas quedas previstas no Brasil (-8,7%) e na Argentina (-2,7%). Na outra ponta da gangorra, Peru e Chile terão altas substanciais: 7,7% e 5,5%, respectivamente.

    banner zeostravelling 2017 468x60

    Para o outro lado do Atlântico, o estudo aponta aumento de tarifas aéreas em 5,5% na Europa Ocidental, 7,1% na Europa Oriental e 3% na África. Na América do Norte, o aumento previsto de 2,3% nos preços dos bilhetes aéreos é considerado modesto, e um dos motivos é a forte concorrência que as empresas canadenses têm causado nas dos Estados Unidos. Já a crescente demanda doméstica chinesa deve puxar para 2,8% o aumento nas passagens da região Ásia-Pacífico.

    Na hotelaria, as tarifas podem ficar 6,6% mais caras na Europa Ocidental e 6,3% na Europa Oriental, com picos nos hotéis noruegueses (14%) e russos (11,9%), estes por causa da Copa do Mundo de 2018. Em compensação, o valor das diárias no Oriente Médio e na África deve subir apenas 0,6%.

  • Compra de pacote turístico pela internet pode virar uma bela dor de cabeça

    menina triste do turista assentada ao lado de uma mala de viagem 19517517Apesar da recessão econômica, do dólar em alta e da insegurança das famílias com os gastos domésticos, as festas de fim de ano devem continuar levando uma carga extra de passageiros a aeroportos, rodoviárias e hotéis. Especialmente na alta temporada, as compras de pacotes turísticos pela internet podem se transformar em dor de cabeça e ações judiciais. No setor de turismo, a contratação online costuma estar no topo da lista de ações na Justiça, segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

    Leia também: Vai viajar? Leia isto: Situações em que o agente de viagens é INDISPENSÁVEL

    As principais queixas envolvem promessas não cumpridas. São questões como a qualidade das acomodações ou a distância entre o hotel e o aeroporto, que não eram exatamente como estavam na propaganda. Nos Procons, hospedagem aquém do contratado e descasamento entre o que foi ofertado e o que foi efetivamente usufruído pelo viajante também estão entre as principais reclamações. Conforme os especialistas do Idec, tudo o que está sendo ofertado nos pacotes de viagem tem que ser entregue ao cliente. No caso de um serviço contratado não estar disponível, a empresa pode oferecer alternativas. Se for uma acomodação superior, por exemplo, não pode fazer qualquer tipo de cobrança. E se for inferior, tem que oferecer algum tipo de compensação.

    Os especialistas alertam que, antes de efetivar a compra do pacote pela internet, o consumidor pesquise sobre a empresa e os fornecedores dos serviços, verifique a reputação de todos nas redes sociais, nos sites dos Procons e dos tribunais de Justiça.
    publicidade
    Seguro Viagem 300x250

    Embarques. Nos aeroportos, a expectativa é que, até 10 de janeiro, mais de 20 milhões de passageiros movimentem os terminais em viagens de Natal, Ano Novo e férias escolares. Na rodoviária de Belo Horizonte, o movimento é tanto que uma série de partidas e chegadas são transferidas para a estação José Cândido do metrô. Com tanta gente circulando, está formada a situação ideal para os transtornos, quando prestadores de serviços muitas vezes ignoram suas obrigações. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) lembra que é dever da empresa aérea informar aos passageiros sobre atrasos e cancelamentos de voo, e o motivo. Além disso, a companhia deve oferecer facilidade de comunicação, alimentação e acomodação, de acordo com o tempo de atraso. Veja no quadro abaixo quais são os seus direitos.

    Banner Zeos Travelling

  • Conheça 8 castelos europeus onde é possível se hospedar

    hotel castelo na francaDormir em castelos não é um privilégio apenas dos membros das famílias reais. Algumas dessas construções se transformaram em hotéis e estão à disposição de todos - além de prometem te tratar como um rei.

    Ashford Castle (Irlanda)

    O castelo de Ashford foi construído em 1228 pela dinastia de Burke, uma das primeiras famílias reais a se instalarem na Irlanda. O local também foi residência da família Guinness. O palácio (foto principal) já foi usado como local de gravação do filme Depois do Vendaval. Desde 1939 o palácio funciona como um hotel de luxo e já hospedou pessoas como Oscar Wilde, Brad Pitt e John Lennon.

    Dairsie Castle (Escócia)

    Localizado no bairro de Dairsie, na Escócia, o castelo foi originalmente construído no século 12 e funcionava como residência dos bispos de St. Andrews. No início do século 19, o castelo foi esquecido e começou a ruir. Entre 1993 e 1996 foi restaurado por seus atuais donos que passaram a alugar o local para turistas. Com 13 quartos, os visitantes mais corajosos podem dormir em um calabouço que foi transformado em quarto.

    Ruthin Castle Hotel (Reino Unido)

  • Conheça os países que estão com as portas abertas para a contratação de brasileiros

    mapa mundiTrabalhar e morar fora do Brasil é o desejo de muita gente. Em outros países, há muitas oportunidades de emprego. Qualidade de vida e a infraestrutura também atrativos para quem quer ter uma vida mais estável e conhecer novas culturas. Mas, conseguir um trabalho interessante e em um país bacana nem sempre é tão fácil. É preciso pesquisar bastante e pelo menos saber falar um pouco o idioma local.

    Alguns países estão estimulando os estrangeiros a se mudarem em busca de mão de obra. Nesse artigo, vamos citar quatro que contam com mais oportunidades de empregos para brasileiros.

    Austrália

    Constantemente no ranking de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) entre os melhores países do mundo, a Austrália conta com ótima qualidade de vida. Educação de qualidade, natureza por todos os lados e paixão pelo esporte são benefícios que você vai encontrar no país. Praticamente todas as áreas precisam de trabalhadores, mas a saúde, especialmente enfermeiros, fisioterapeutas e médicos, é que têm maior demanda.

    Canadá

  • Consumir menos para viajar mais

    homem viajando o mundoRecentemente, vários blogs de viagem repercutiram o resultado de um estudo do professor de psicologia Thomas Gilovich, da norte-americana Cornell University, segundo o qual investir em experiências traz mais felicidade do que consumir bens materiais. Não sei se essa fórmula funciona para todo mundo. Mas o fato é que a minha vida está orientada a esse sentido: consumir o mínimo para experimentar o máximo.

    Já gostei de roupa de marca, tive carro do ano, me endividei por motivos fúteis e gastei pequenas fortunas em tratamentos estéticos. Hoje em dia, essas mesmas coisas simplesmente não me despertam o menor interesse – carro, por exemplo, não tenho há 15 anos. O desapego não foi uma decisão consciente e com data marcada. Não tenho nenhum guru. O processo aconteceu gradual e naturalmente (num ritmo que ganhou força na medida em que comecei a gostar mais e mais de viajar). E imagino que seja irreversível.

    Todas as minhas roupas cabem em duas malas grandes. Não me daria bem como blogueira de moda, mas isso não quer dizer que ande por aí molambenta (acredite, a gente não precisa de tanto para fazer bonito). A última peça de roupa que comprei foi em dezembro de 2015: uma malha de lã que substituiu uma anterior que estava velhíssima (tinha uns quatro anos). Antes disso, minhas últimas aquisições tinham acontecido em julho de 2015, durante a liquidação espanhola – quando geralmente aproveito para substituir algumas peças que estão sem condições. Veja bem: substituir. Somar já não interessa mais. Se algo entra, algo tem que ser descartado. A visão de um armário abarrotado hoje em dia de provoca aflição.

    Banner Zeos Travelling

    Viajar para consumir (alô, Miami) é, provavelmente, a última coisa que faria na minha vida. Compro pouquíssimo durante viagens – e apenas coisas com um mínimo de significado. Eis o que adquiri em dois meses de África até agora: enfeites pequenos em forma de passarinho, cremes de Aloe Ferox (uma planta milagrosa sul-africana), duas capas de almofadas artesanais e um colarzinho. Só. Não à toa, é raríssimo que eu dê dicas de compras no blog.

    Minha casa é gostosa e simples. Justamente por isso, não tenho o menor pudor em alugá-la a outros viajantes quando estou rodando o mundo. Basta a gente transferir o conteúdo do armário para algumas malas e voilá, há espaço de sobra para os novos moradores. O processo seria muito mais complicado se tivéssemos muitas coisas.

    E então muita gente me pergunta (e se pergunta) como é que conseguimos – maridão e eu – viajar tanto. Obviamente, isso tem a ver com um estilo de vida flexível (somos freelancers), com as facilidades que morar numa cidade como Barcelona oferece (não ter carro é uma delas) e com uma conjunção de outros fatores. Mas a base de tudo é matemática pura: consumir menos para viajar mais. Aquela maravilhosa jaqueta de couro que quase comprei no início do inverno, por exemplo, acaba de ser convertida em 10 dias numa praia em Moçambique. Quantas experiências você poderia ter vivido com o que investiu no seu último objeto do desejo? Será que você se lembrará dele com carinho daqui a dez anos? Pense nisso.

  • Crise faz Roberto Carlos trocar cruzeiro por resort na BA

    roberto carlos em cruzeiroComo diz o ditado, quem é rei nunca perde a majestade. Mas o seu cruzeiro pode enfrentar mar revolto. Roberto Carlos está à frente do Projeto Emoções em Alto Mar, feitos a bordo de navios pela costa brasileira, há 12 anos. Mas a próxima edição do evento será em terra firme, provavelmente em um resort na Praia do Forte (BA), entre fevereiro e abril.

    A mudança, segundo o jornal, se deve à crise e alta do dólar, que inflou os preços do produto. O próprio setor de cruzeiros vive esse momento difícil no Brasil, com a previsão de apenas quatro navios na próxima temporada (já foram 20 no auge do segmento). Os brasileiros estão preferindo fazer cruzeiros no Exterior. Além disso, mercados como Dubai e a China atraem os navios com incentivos, infraestrutura de primeira e preços acessíveis de operação para as companhias marítimas. Com menos navios por aqui, Roberto Carlos achou mais seguro ir para terra firme.

    publicidade

    Neste ano, as apresentações de Roberto Carlos acontecem no Costa Pacífica, com mais de três mil fãs a bordo, até domingo (24). A cabine interna mais barata custava a bagatela de R$ 8,8 mil para cinco dias, enquanto a mais cara chegou a R$ 27,8 mil.

    “Quando começamos, o dólar era R$ 1. Hoje está R$ 4 e com previsões de aumentar. Do ano passado para cá, a tarifa quase dobrou, porque 70% das nossas operações são em dólar. A gente se preocupa com os fãs do Roberto. Pela primeira vez, o projeto será em terra firme, com o mesmo conceito all inclusive”, explicou o empresário do cantor, Dody Sirena.


    publicidade

  • Decolar.com é condenada a pagar R$ 43 mil a aposentados por hotel fechado

    decolarcomA empresa Decolar.com foi condenada pela Justiça de Araraquara (273 km de São Paulo) a indenizar um casal de aposentados em R$ 43,4 mil. Por meio do site, eles reservaram um quarto em um hotel em Roma, na Itália, mas ao chegar ao local se depararam com as portas fechadas.

    A Decolar.com informou que "não comenta casos que ainda estejam em processo de julgamento". No processo, a empresa alegou que não caberia a ela a indenização, já que é apenas a intermediária do serviço, e que o valor estabelecido é excessivo.

    A empresa recorreu da sentença e o caso será analisado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

    Empresa afirmou que hotel funcionava normalmente

    Ramon Belda, 68, e Ana Maria Vianna Belda, 60, programaram, por cerca de um ano, uma viagem à Europa com um grupo de amigos entre julho e agosto de 2012. A cidade italiana seria a última parada, onde eles permaneceriam de 12 a 16 de agosto.

    Para a hospedagem em Roma, eles escolheram o hotel Palazzetto Degli Artisti, que fica nas proximidades do Coliseu. A reserva foi feita pelo site Decolar.com.

    publicidade

    Após a reserva, o casal pesquisou sobre o hotel na internet e descobriu que estava fechado. Entraram em contato com a Decolar.com, que retornou, em alguns dias, informando que o hotel estava funcionando normalmente. A empresa se negou, entretanto, a fornecer a reserva, mas afirmou que tinha sido feita.

    'Sonho quase vira pesadelo'

    Ao chegar a Roma, os aposentados descobriram que o hotel não estava funcionando.

    publicidade
    Seguro Viagem 300x250

    "Conseguimos informações que indicaram que estava fechado há mais de quatro meses. E o pior é que ninguém falava italiano, tivemos que ficar na rua, com um monte de malas, em um calor infernal, acima de 40ºC, sem termos nem ideia de aonde ir", conta Ramon.

    Depois de algumas horas andando pela cidade, encontraram outro hotel para se hospedar, mas a diária era mais cara.

    "A viagem era nosso sonho, não tínhamos como deixar de visitar Roma. Tivemos que pagar. Um dos nossos amigos teve, inclusive, que pedir dinheiro emprestado para pagar. Foi horrível. O sonho quase vira pesadelo", diz Ana Maria.

    Juiz: empresa tem obrigação de garantir segurança dos clientes

    O casal decidiu entrar com a ação em agosto de 2013, quase um ano depois de voltar da viagem. "Tentamos resolver a questão de outra forma, mas não conseguimos", afirma Ramon.

    De acordo com Heitor Luiz Ferreira do Amparo, juiz responsável pela sentença, os autores da ação "confiaram na segurança dos serviços prestados, bem como na reserva efetuada".

    Segundo ele, a empresa tem "obrigação de utilizar dos procedimentos adequados de forma a garantir a segurança dos seus usuários" e, se isso não acontecer, "responde pelos prejuízos suportados aos seus consumidores".

    Segundo o o advogado Thiago Coletto, que representou o casal na ação, o caso deve servir de jurisprudência para casos semelhantes. "Ficou evidente o dano causado aos clientes e a necessidade de que eles fossem reparados. A Decolar.com nunca poderia confirmar a reserva sem averiguar que o hotel estava em funcionamento", avalia o profissional.

  • Descubra Punta del Este

    la mano punta del estePunta del Este é pequena, com belo traçado urbanístico e construções mesclando tons modernos e aristocráticos. Cercada pelo rio da Prata e pelo oceano Atlântico, é uma cidade com mais coisas para se fazer do propriamente para ver.

    Como é muito espalhada e se expande ao longo do mar ou do rio, faz-se necessário alugar um carro para se deslocar mais facilmente ou contratar um receptivo – a indicação é o de Daniel Reyes, uma espécie de guia local.

    O centro de Punta chama-se Península. O programa ali é caminhar pela avenida principal, a Gorlero, para visitar o Farol, a Plazoleta Grã-Bretanha – bom local para admirar o encontro do rio da Prata com o oceano Atlântico –, a Fashion Road, com suas lojas de marca, e o Design District.

    Leões-marinhos

    Do outro lado está a área do porto. Caminhar pelo cais reserva um atrativo a mais: procurar por leões-marinhos que o frequentam em busca dos peixes lançados ao mar pelos barcos de pescadores. No porto também estão os melhores restaurantes da cidade.

    No local, ainda, pode-se contratar tours às ilhas de Lobos e Gorriti, essa última a 2 km da orla, com muitas prias e vestígios de construções espanholas.

  • Dólar mais caro leva brasileiros a renegociar pacotes de viagem

    agencia de viagemO dólar em alta está obrigando muitos brasileiros a mudar o roteiro que tinha sido planejado para a viagem das férias de verão. É sempre assim: quando você se dá conta, o ano já está quase acabando. E nessa época, as pessoas começam a planejar: a lista de presente, onde vão passar o Natal, Ano Novo.

    Sair pra passear, viajar todo mundo gosta. Mas a gente sabe, não dá para fazer as malas sem, antes, calcular: quanto eu posso gastar? O brasileiro tá mais cauteloso, segurando o dinheiro, porque não está fácil pra ninguém. Por isso, muita gente que ia para longe resolveu ficar um pouco mais perto.

    O Carlos e a Roseli tinham comprado um pacote de 21 dias na Itália. Mas o dólar começou a subir – ia ficar pesado. Solução? Eles trocaram por um cruzeiro de uma semana na Argentina e no Uruguai.

    “Você vai viajar pra fora, o dólar como está, você gasta no cartão de crédito e não sabe na volta quanto vai custar aquilo que você está gastando”, disse Carlos Luiz Vitiello, aposentado.

  • Filhos não são empecilho para viajar: família prova com fotos absolutamente lindas

    familia vanthuyneAntes de ter filhos, é bom aproveitar para viajar porque depois fica difícil, certo? Não para a família de Tanya Vanthuyne. Junto com o marido, Trent, e seus dois filhos – Kade, de 2 anos, e Blake, de 6 anos – ela faz “mochilões” por lugares paradisíacos da província canadense de Alberta e posta as fotos em sua conta no Instagram.

    Família viajante

    Uma das imagens, que mostra seu filho mais novo em um cenário paradisíaco, foi vencedor do Hero Session Challenge, um concurso que premia a melhor foto de aventura no verão realizado pela empresa que produz as câmeras GoPro.

    Em entrevista Tanya contou que os quatro saem em viagem para as montanhas algumas vezes por semana. “Kade geralmente se senta feito um rei em seu canguru enquanto curte a viagem, o que sempre acontece. Você não precisa de academia quando tem 10 kg extras nas suas costas. Ele me deixa forte!”, contou.

    A maior curtição da família é o Stand Up Paddle - esporte em que o praticante fica em pé (ou sentado) sobre um tipo de prancha e se movimenta na água com o impulso de remos. Kade, o mais novo, acompanha a mãe desde que conseguiu sentar-se sozinho, e Blake, o mais velho, já é praticamente um profissional.

    Viagens de aventura com crianças

    300x250 Menina AviadoraPara Tanya, as crianças nunca são empecilho para viajar. “Nunca hesitamos antes de ir a qualquer lugar por causa das crianças, nós fazemos ajustes e fazemos acontecer”, conta. “Às vezes, pode ser difícil, afinal, eles são crianças, junto vêm a falta de paciência, a irritação, a hora do cochilo ou eles querendo fazer atividades diferentes”.

    A solução, para Tanya, é muito simples: “Eu não crio expectativas, nós apenas seguimos o fluxo”.

    Como resultado, a viagem acaba sendo ainda mais gratificante: “Eu amo tudo que diz respeito a ser mãe e ver como eles se sentem nessas viagens me faz ser uma pessoa melhor. Isso desacelera a vida para que a vida possa ser vivida. E eu sei que eles vão crescer apreciando as coisas simples. Sem mencionar as risadas sem fim e que cada experiência não tem preço, por mais clichê que isso seja. Isso tudo é muito bom”, finaliza.

  • Flyways a nova companhia aérea brasileira

    cia aerea flywaysA Flyways Linhas Aéreas é a nova companhia aérea do Brasil. Criada em 2014, a empresa aguarda a certificação da Anac para dar início às operações.

    A empresa, que tem como presidente o empresário Pedro Paulo Valverde Pedrosa, é uma aérea regular de passageiros que atuará no segmento regional. Atualmente, ela se encontra na fase final da quarta etapa, de um total de cinco que prevê a tabela de prazos médios para o processamento das atividades do Escritório Emissor de Certificado (Esec).

    A mais nova empresa brasileira terá uma frota composta inicialmente por modelos ATR 72-500, com capacidade para 68 passageiros. No site da empresa, que já pode ser acessado no www.flyways.com.br, a aérea promete ter a cabine mais espaçosa da categoria, alta tecnologia em termos de segurança operacional e menor impacto ambiental. O serviço de bordo será composto de um lanche, bebida a escolha do passageiro e água, sem nenhum custo extra para o cliente.

    publicidade

    Leia também: Viajar é bom para qualquer idade e bolso

    Segundo o perfil oficial da companhia no Instagram, a Flyways vai operar voos inicialmente entre Galeão, no Rio de Janeiro, e Pampulha, em Belo Horizonte, nos dois sentidos. Inclusive já há balcões de atendimento nesses dois aeroportos. Um suposto terceiro destino (Brasília) consta no site da aérea na aba “Rotas Atendidas”.

    O uniforme da Flyways foi desenhado pelo estilista mineiro Victor Dzenke. Um comercial de apresentação da empresa foi gravado em setembro, pela B2.

    A Flyways Linhas Aéreas estará baseada na Avenida Vinte de Janeiro, na Ilha do Governador (T1).

  • Hotéis caninos em Divinópolis são opções durante viagens no fim de ano

    hotel para caes em divinopolisO fim de ano, para muitos, é uma época para viajar, aproveitar os feriados e as férias. Mas, muitas famílias que têm cães não podem levar os animais e então procuram locais seguros e de confiança para deixá-los. Em Divinópolis os hotéis para cachorros têm sido uma alternativa. As diárias variam entre R$ 30 e R$ 50 com tudo incluso.

    Além de serem bem cuidados, os empresários do ramo garantem que os animais vivem um período de colônia de férias, com atividades que envolvem caminhadas e brincadeiras. Um dos hotéis da cidade conta com 30 canis, porque o proprietário percebeu o aumento na demanda e ampliou o espaço para receber os animais. Para cuidar de tantos cães de uma vez, Adriano Soares conta com uma equipe de quatro pessoas que se dividem nas atividades.

    publicidade

    De acordo com ele, este ano a procura tem sido baixa. Ainda assim ele já reservou seis vagas no hotelzinho. "Em anos anteriores, encerrava novembro com o hotel lotado até o réveillon. Este ano a procura só começou agora no final deste mês. Pode ser a crise econômica. Imagino que as pessoas estão evitando de viajar. De qualquer forma estamos disponíveis e agora com um espaço maior", destacou. Adriano tinha 20 canis e este ano construiu mais dez. A intenção era manter a atividade de treinamento de cães que ele precisava encerrar no período de fim de ano para receber os cães no hotel. "Não cabia os cães de treinamento junto com os hóspedes, então decidi ampliar para que essa atividade não fosse paralisada", contou.

    Leia também: 5 dicas para viajar com filhos pequenos

    Outro hotel para cães no Centro da cidade já está com seis reservas e até réveillon deve lotar, segundo a proprietária. O local tem capacidade para 21 animais. Durante toda a estadia eles recebem acompanhamento, participam de brincadeiras e recebem alimentação equilibrada.

    Alessandro Adami é dono de um canil e ele também recebe hóspedes nos feriados. O hotel dele já está no mercado há oito anos. A diária é de R$ 30 para cães de pequeno porte e R$ 50 para os maiores. Está incluído no valor banhos, banhos de sol pela manhã, alimentação, passeios, brincadeiras e até babá. E ainda tem um veterinário de plantão, caso algum hóspede precise.

    Leia também: Viajando com os seus amiguinhos sem problemas

    A vendedora Cristiane Silva disse que irá viajar no fim de ano durante as férias e como a família é de outra cidade, a opção que encontrou foi hospedar o Pingo, o cão dela de um ano, em um hotelzinho. "É a opção mais segura. Se tivesse como eu o levaria comigo. Mas me sinto segura e será minha escolha", disse.

    Banner Zeos Travelling

  • Mudança nas regras de inspeção nos aeroporto muda a rotina dos passageiros

    mala raio x aeroportoA Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou que os procedimentos de inspeção dos passageiros e de bagagens em aeroportos serão intensificados a partir desta segunda-feira (18). As medidas, que já existiam, serão aplicadas de forma mais rigorosa.

    Considerando que a inspeção mais intensa vai aumentar o tempo para chegar às salas de embarque, as companhias aéreas orientam que os passageiros passem a se apresentar para o check in com uma antecedência de pelo menos 1h30 antes do horário de partida do voo.

    Segundo a Anac a medida, que começará dias antes da Olimpíada, não tem ligação com os jogos ou com outro fator externo. A agência reguladora informou, ainda, que no exterior são adotadas medidas semelhantes de segurança.

    A mudança, que vale para voos nacionais e internacionais em todos os aeroportos brasileiros, não tem prazo para acabar.

    Confira os procedimentos que devem ser intensificados, segundo a Anac:

  • Natal Luz: uma viagem para emocionar

    natal luz em gramadoTodos os anos, de outubro a janeiro, a cidade de Gramado, na Serra Gaúcha, se transforma para receber mais de dois milhões de visitantes no Natal Luz. A festa, que combina decoração natalina, show de luzes e diversas atrações, chega à sua trigésima edição recheada de novidades pensadas para encantar.

    A principal delas é o espetáculo “Eu Sou Maria – Nativitaten”, uma superprodução que substitui o já consagrado “Nativitaten”, no Lago Joaquina Bier. São mais de 200 artistas distribuídos por um palco de 66 metros de largura e 27 metros de altura. Atores, cantores, músicos de orquestra e bailarinos participam da ópera popular, que é narrada pela ótica feminina. A história começa com Maria dizendo “sim” ao Anjo Gabriel e segue até o momento do nascimento do Menino Jesus. Tudo em meio a projeções de imagens e poderosos efeitos especiais.

    O tradicional e disputado desfile natalino também ganha proporções épicas nessa temporada e promete ser o maior de todos os tempos. O “Grande Desfile de Natal” relembra as transformações na música, moda, comportamento e nas brincadeiras infantis durante os últimos 30 anos.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS