Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com
Banner Zeos Travelling

prefeitura

  • Atrasos e paralisações em obras públicas em Divinópolis preocupam

    obras prefeitura divinopolisQuanto tempo leva para uma obra pública ficar pronta? Em Divinópolis, vários anos. Prédios públicos que já deveriam abrigar unidades de saúde e também o Centro Administrativo estão parados ou com obras em ritmo lento, dependendo de mais recursos financeiros para serem concluídas. A Prefeitura não respondeu a redação sobre os atrasos.

    O Programa de Saúde da Família (PSF) do Bairro Belvedere tem vidros quebrados e muros pichados. Reflexos de obra parada. O serviço deveria ser concluído em 2012. O local só não sofre mais atos de vandalismo porque um vigia toma conta do lugar.

    Leia também: IPTU tem reajuste de 10,54% em Divinópolis

    O site da Prefeitura de Divinópolis exibe a informação de que a obra de 460 quilômetros quadrados e orçada em mais de R$ 1 milhão foi assinada em 22 de fevereiro de 2011 e deveria ficar pronta 12 meses depois. Mas, até agora, nenhum atendimento médico foi feito no local.

  • Bairro Itaí em Divinópolis receberá praça prometida desde 1977

    praca no bairro itai em divinopolisO prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, assinou a ordem de serviço na manhã desta quarta-feira (11/11) para construção da Praça Geraldo Mota, no Bairro Itaí. As máquinas estavam no local para execução da obra realizada em parceria entre a prefeitura e a associação dos moradores do bairro. Uma academia ao Ar Livre também será instalada no bairro.

    De acordo com o presidente da Associação de Moradores do Bairro Itaí, Geraldo Magela Ferreira, desde 1977 existia uma proposta para construir a praça.

    “Será importante para a comunidade este espaço de lazer. Teremos uma área boa para os moradores aproveitarem para diversão e ainda ser palco de eventos”

    publicidade

    A moradora, Sheila dos Santos Vieira, destacou a valorização do bairro: “Nosso bairro ganha muito com essa praça. Nossa região ficará mais valorizada”. 

    O Prefeito de Divinópolis lembrou que o nome da praça faz uma homenagem a uma liderança comunitária do bairro.

    “Geraldo Mota foi vereador e uma liderança comunitária importante do bairro. A praça que leva seu nome será uma área de lazer, confraternização, esporte e convivência para os moradores. Neste momento de crise essas parcerias são necessárias. Hoje está nascendo uma vontade de todos para fazer juntos essa praça e cada um com sua responsabilidade. Queremos a praça seja ocupada por pessoas de bem que poderão ocupar durante o dia e principalmente a noite”,

  • Câmara autoriza empréstimo de R$ 2 milhões para continuidade das obras do Centro Administrativo de Divinópolis

    sede prefeitura divinopolisA Câmara Municipal de Divinópolis acaba de aprovar projeto de autoria do prefeito Vladimir Azevedo (PSDB), já sancionado e transformado na Lei Municipal 8.070/2015, que autoriza o município a contratar empréstimo de R$ 2 milhões junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, com a finalidade de concluir a primeira etapa das obras do Centro Administrativo. Inicialmente prevista para ser entregue em 2013, a primeira etapa do empreendimento deverá ser entregue somente em meados do ano que vem, com três anos de atraso, conforme previsão feita ontem pelo prefeito.

    Essa primeira etapa compreende a finalização do primeiro bloco, a urbanização da área, a iluminação e execução de obras para uma estação de tratamento de esgoto. Ainda nesta primeira etapa será concluída a construção de um auditório para 500 pessoas e a execução das obras no bloco sul.

    Leia também: Prefeitura de Divinópolis vai parcelar 13º salário dos servidores

    O BDMG já efetuou empréstimo de R$ 5 milhões utilizados nesta primeira fase da obra. Esse empréstimo ainda está sendo pago, porém um novo aporte de recursos foi necessário para que o prefeito consiga concluir a primeira etapa antes do fim do mandato no ano que vem. Ontem Vladimir Azevedo reafirmou que a obra é prioritária. “É uma obra que vai reduzir o custeio da máquina pública em quase R$ 200 mil mensais quando tiver plenamente funcionando e esse financiamento praticamente se paga com o que seria gasto para pagamento de aluguel”, justificou.

    PRÓXIMO PREFEITO

  • Chuvas evidenciam buracos nas ruas de Divinópolis

    burcao ruas de divinopolisCom as chuvas dos últimos dias um problema comum da região periférica se estendeu ao centro Divinópolis: os buracos. Motoristas precisam se arriscar em manobras para evitar cair nas crateras. Isso ocorre na Primeiro de Junho, Goiás e também nas vias do bairro Sidil, onde houve o recapeamento no ano passado. Em algumas delas não há ainda, nem mesmo sinalização.

    Apesar das chuvas terem evidenciado a “buracada” da região central da cidade, é nos bairros onde a situação é mais crítica. Na Avenida Gabriel Passos, no bairro Interlagos, é praticamente impossível desviar. O ponto crítico está em uma curva perto da Gerdau. Quem passa por lá, não consegue fazer o caminho sem cair em pelo menos um buraco.

    Lá, além da chuva, o tráfego pesado de caminhões também agrava a situação. A via é a principal de acesso à região sudeste. Moradores preocupados colocaram galhos de árvores para tentar sinalizar.

    O mesmo ocorre na única entrada dos bairros Jardim das Oliveiras, Candelária, Santa Marta, na Rua Pitangui. A precariedade foi registrada em um vídeo pelo vereador Edmilson Andrade (PT).

    “Tem motoqueiro passando, caindo e batendo a boca. Quebram dentes, braços”, relata.

  • Estado atrasa repasses para o Hospital Público de Divinópolis

    hospital publico divinopolisA Prefeitura de Divinópolis recebeu até agora apenas R$ 2 milhões dos R$ 10 milhões anunciados pelo governador, Fernando Pimentel (PT) para agilizar a construção do Hospital Público. Nesta terça-feira (15), prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) disse que as obras não pararam apenas por comprometimento da construtora, Marco XX.

    “Ainda fizemos a visita com o secretário Fausto pela obra, houve até a possibilidade de antecipação do cronograma de pagamento e até agora recebemos apenas R$ 2 milhões. A obra só não parou por heroísmo e comprometimento da empresa”, afirmou Azevedo.

    O anuncio foi feito em meados desde ano. De janeiro a julho as obras andaram apenas com recursos repassados pelo mandado anterior. De junho até o início desde mês foram depositados apenas 20% do previsto. Mesmo os R$ 10 milhões não são suficientes para concluir a obra em execução há 5 anos. Seriam necessários mais R$ 12 milhões para a inaugurar a parte física.

    Crítica

    Com os atrasos, o deputado federal, Domingos Sávio (PSDB) não perdeu a oportunidade para cutucar o governo estadual. Disse que a atual gestão criticava a anterior alegando lentidão e, mesmo assim, não conseguiu agilizar o cronograma.

    “Curioso é que quem criticava diminuiu ainda mais o ritmo da obra”, disparou.

    publicidade
    Seguro Viagem 300x250

    O tucano ainda lembrou que há R$ 13,5 milhões no caixa do Estado já reservados para a compra de equipamentos. O montante foi indicado por ele e foi repassado há três anos. Na época não foi possível realizar o processo licitatório, segundo o deputado, por não haver espaço para guardar os equipamentos.

    “Com mais de 80% das obras construídas talvez já seja possível a licitação. Assim, os equipamentos podem ficar guardados em alguma ala já concluída do hospital”, comentou.

    Domingos sugeriu que o prefeito agende uma reunião como secretário de Estado de Saúde, Fausto Pereira dos Santos para providenciarem a licitação. Serão necessários mais de R$ 40 milhões para equipar a unidade que terá, inicialmente, 120 leitos e atenderá 55 municípios da macrorregião oeste.

    Ao todo, a obra custará R$ 80 milhões. A previsão de conclusão é 2016.

    A reportagem do PORTAL tentou contato com a Secretaria de Estado de Saúde, mas nenhum retorno sobre o assunto foi dado até o fechamento desta matéria.

  • Funcionários da Prefeitura de Divinópolis já podem abrir suas contas na CEF

    Caixa Economia Federal DivinopolisNesta segunda-feira (14/12), a Caixa Econômica Federal iniciou o atendimento aos servidores para finalização do processo de abertura das contas. De acordo com a Caixa, as contas já estão criadas, entretanto, resta somente à assinatura e a conferência dos dados com criação de senhas e a entrega das cópias dos documentos. Sem a conta, o servidor ficará sem receber o salário no próximo mês.

    A licitação foi realizada pela Prefeitura de Divinópolis em 20 de novembro e a fase de transição de conta para o servidor será de 14 a 29 de dezembro de acordo com a tabela (abaixo).

    Todos os servidores da Prefeitura de Divinópolis, além de aposentados, pensionistas e servidores do Instituto de Previdência dos Servidores de Divinópolis (Diviprev) precisam comparecer aos postos de atendimento levando o documento original e cópia dos seguintes documentos: carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho, carteira de habilitação (se possuir), comprovante de endereço atualizado e contra-cheque dos meses de outubro e novembro.

    Para os servidores lotados nas secretarias:

  • IPTU tem reajuste de 10,54% em Divinópolis

    guia de iptuO Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Divinópolis ficou 10,54% mais caro. Segundo a publicação do Executivo Diário Oficial dos Municípios Mineiros, na sexta-feira (8), o percentual corresponde à variação acumulada no período de janeiro a dezembro de 2015 do índice ao Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM) - Fundação Getúlio Vargas (FGV).

    Os contribuintes inscritos no Cadastro Imobiliário da cidade devem pagar o imposto até o dia 15 de março, data do vencimento. De acordo com decreto da Prefeitura, o imposto poderá ser quitado com desconto de 7%, desde que o recolhimento seja feito até o dia 8 de março, em parcela única.

    publicidade

    Segundo a publicação , em caso de parcelamento, o valor de cada parcela não poderá ser inferior a R$50, se pessoa física e R$70, se pessoa jurídica. Além disso, os contribuintes que estiverem com os dados desatualizados no Cadastro Imobiliário Municipal deverão procurar a Prefeitura para realizar a atualização, já que o não pagamento dos tributos ocorrerá na inscrição do débito em dívida ativa, para protesto ou cobrança judicial.

    As reclamações contra os lançamentos contidos nas guias do IPTU deverão ser feitas, por escrito e protocoladas, no prazo máximo de 15 dias, a contar da notificação. No entanto, a data do protocolo não deve ultrapassar o dia 8 de março.

    Caso o contribuinte não receba a guia de arrecadação do IPTU/2016 em casa, poderá retirá-la junto na Prefeitura, na Rua Pernambuco, nº. 60, ou pelo site do Executivo.


    publicidade

  • Levantamento do MPF constata a falta de transparência na prefeitura de Divinópolis

    prefeitura divinopolis

    Em 18 de novembro de 2011, a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.527, que regulamentou o acesso a informações, previsto no inciso XXXIII do art. 5º, no inciso II do parágrafo 3º do art. 37 e no parágrafo 2º do art. 216 da Constituição Federal. A chamada Lei de Acesso à Informação tornou obrigatória a divulgação pelos entes públicos de todas as informações de interesse coletivo, independente de solicitações.

    Além dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, também estão subordinadas à lei as entidades privadas sem fins lucrativos que recebam, para realização de ações de interesse público, recursos públicos diretamente do orçamento ou mediante subvenções sociais, contrato de gestão, termo de parceria, convênios, acordo, ajustes ou outros instrumentos congêneres. Esse é o caso, por exemplo, da Santa Casa de Formiga, que administra a UPA 24h e quase dois anos depois de assumir a gestão, não disponibiliza nenhuma informação sobre a utilização dos R$ 1,599 milhão que recebe mensalmente do município para gerir a unidade.

    Para verificar o cumprimento da Lei, o Ministério Público Federal realizou uma pesquisa no período de 8 de setembro a 9 de outubro desse ano e constatou que nenhum município mineiro cumpre integralmente as leis que obrigam a transparência no recebimento e emprego de recursos públicos. Mais de 100 municípios de Minas Gerais sequer possuem até hoje o portal de transparência, embora a Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar 101/2000), a partir de 2009, tenha obrigado os gestores municipais a "dar amplo conhecimento, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público".

    Essa possibilidade não está longe de acontecer, pois a falta de transparência ficou evidenciada nos resultados obtidos pelo Ministério Público Federal, com a avaliação nacional dos portais da transparência dos 5.568 municípios brasileiros, dos 26 estados e do Distrito Federal. A avaliação levou em conta, além de aspectos legais, as boas práticas de transparência, e mediu o grau de cumprimento da legislação, por parte de municípios e estados, numa escala que vai de zero a dez.O procurador da República em Minas, Leonardo Macedo, lembra que, em razão do descumprimento das regras legais de transparência, prefeitos podem ser acusados de improbidade administrativa e de crime de responsabilidade. "Outra grave consequência é a suspensão das transferências voluntárias ao município que não der publicidade à sua execução orçamentária e financeira. Imagine os prejuízos para a população, já que as verbas federais transferidas por meio de convênios com a União acabam sendo a principal fonte de receita da maioria dos municípios", ressalta.

    Na relação dos itens avaliados, constaram receita e despesa nos últimos seis meses; ferramenta de pesquisa de conteúdo; endereços e telefones das respectivas unidades e horários de atendimento; íntegra dos editais de licitação e dos contratos firmados; relatório de gestão do ano anterior; e possibilidade de pedidos de informação por meio eletrônico, assim como de acompanhamento da solicitação. Dos 853 municípios de Minas Gerais, nenhum obteve nota máxima no ranking e 114 municípios tiveram nota zero.

    DIVINÓPOLIS

  • Nova Serrana terá concurso público para preencher vagas na Prefeitura

    concurso correiosComeçou nesta segunda-feira (30), as inscrições para o concurso público da Prefeitura de Nova Serrana. São 1.238 vagas em diversas áreas, nos níveis superior, médio e fundamental, com salários de R$788 a R$2.940. O edital completo, assim como os planos de carreira está disponível no site da prefeitura.

    A inscrição deverá ser feita pelo site www.ibfc.org.br, de 30 de novembro a 29 de dezembro de 2015. As taxas de inscrição variam entre R$35 e R$100. As provas serão realizadas no dia 31 de janeiro de 2016.

    Mais informações, o edital completo e os planos de carreira estão disponíveis no linkhttp://goo.gl/v0Oue0.

    Banner Unir Consultoria Imobiliária

  • Orçamento da prefeitura de Divinópolis para 2016 estará comprometido com salários e manutenção

    antonio castelo secretario divinopolisA proposta de orçamento da Prefeitura de Divinópolis apresentada nesta semana em audiência pública releva que 73% da receita estará comprometida com folha de pagamento, juros e encargos de dívidas e manutenção da estrutura – aluguel, água, luz – e dos programas sociais. Ao todo, R$ 497,7 milhões do que for arrecadado em 2016 ficará para despesas correntes.

    As despesas correntes são aquelas de custeio de manutenção das atividades dos órgãos da administração pública, como por exemplo: despesas com pessoal, juros da dívida, aquisição de bens de consumo, serviços de terceiros, manutenção de equipamentos, despesas com água, energia, telefone etc. Estão nesta categoria as despesas que não concorrem para ampliação dos serviços prestados pelo órgão, nem para a expansão das suas atividades.

    Isso diminui a capacidade de investimento da prefeitura que trabalhará com previsão de orçamento de R$ 681,4 milhões, e não R$ 640 milhões, como foi divulgado na segunda-feira (28) pela assessoria de comunicação. Isso, segundo o secretário de Fazenda, Antonio Castelo é reflexo da escassez da transferência de recursos feita pelo governo federal.

    As “verbas carimbadas” são aquelas repassadas “fundo a fundo”, ou seja, podem ser utilizadas apenas para uma finalidade. Um exemplo é o dinheiro repassado para as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Apesar de ser um financiamento, ou seja, o município paga por ele, o montante só pode ser aplicado nas obras contratadas. O mesmo ocorre com o Pro-transporte.

    As emendas parlamentares também poderiam ajudar a ampliar a capacidade de investimento se não fossem as contrapartidas. Para cada valor indicado pelos deputados, o município precisa aplicar entre 10 e 90% do valor total.

  • Polícia Civil vai investigar denúncia de cobrança de propina para o Mc Donald's abrir loja em Divinópolis

    procurador de divinopolis e delegado de policiaDiante da denúncia que surgiu por meio de uma colunista de um jornal do município de Divinópolis de que o McDonald’s não viria para a cidade, após cobrança de propina, o Procurador-Geral do Município de Divinópolis Rogério Farnese, conforme informações do Jornal Gazeta do Oeste, esteve na delegacia de Polícia Civil para solicitar uma apuração referente ao suposto pagamento dessa propina. A informação de que Farnese esteve na delegacia foi encaminhada por meio de nota pela Prefeitura.

    Segundo nota, o Procurador compareceu na delegacia de Polícia Civil e protocolou um documento para abertura do inquérito policial sobre o caso. Ainda na nota, o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) comentou sobre o assunto. De acordo com o chefe do Poder Executivo, apesar da denúncia não apresentar a autoria do crime, ele espera que a investigação seja realizada pela Polícia Civil e se o caso for confirmado, que os culpados sejam penalizados.

    Ao ir na delegacia, Rogério Farnese conversou com o delegado regional, Dr. Fernando Vilaça, que afirmou já ter passado o caso para a Delegada Drª Adriene Lopes. Adriene foi procurada, mas não foi encontrada para falar sobre o assunto.

    Banner Zeos Travelling

  • Política

    Todas as notícias e informações sobre a política em Divinópolis. Acompanhe em nosos jornal as notícias sobre a Prefeitura e a Câmera dos Vereadores de Divinópolis e informe-se sobre a situação de cada partido e dos políticos da cidade.

  • Prefeito anuncia contratação de funcionários para unidade do SAMU em Divinópolis

    Foi feita hoje a solenidade de efetivação dos funcionários aprovados em concurso e que irão trabalhar na unidade do SAMU em Divinópolis. A iniciativa cumpre mais um passo do processo de implantação do serviço na cidade.

    Diversos prefeitos da região e autoridades públicas acompanharam na manhã de hoje a assinatura do processo seletivo do SAMU em Divinópolis e a ordem de serviço de reforma para adequação do espaço.

    Leia também: Divinópolis terá Samu em 2016

    publicidade

    Há um ano e meio o Conselho Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste trabalha na implantação do SAMU na região. Para o secretários de saúde de Divinópolis, Davi Maia, este é apenas o primeiro passo. A unidade será composta por médico regulador, farmacêutico, enfermeiros, entre outros.

    A ação será um grande avanço nos atendimentos e agilidade para casos de urgência para a população.

  • Prefeito de Divinópolis garante corte de comissionados para conter gastos

    prefeito de divinopolis e secretariosEm coletiva de imprensa nesta quarta-feira (9), o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo, afirmou que após secretários municipais colocarem cargo à disposição, haverá redução de cargos comissionados. Os ajustes ocorrem em duas etapas com a intenção de reduzir a estrutura dos comissionados de 20 a 30%. As medidas estão agendados para 31 de dezembro e 31 de março.

    O líder do Executivo destacou que a decisão dos funcionários sob recomendação do Conselho de Acompanhamento Administrativo e Financeiro (CAAF) exalta o espírito de equipe diante da dificuldade em fechar as contas municipais. A redação tentou contato por telefone com a assessoria de imprensa da Prefeitura para ter acesso à lista de secretários, mas as ligações não foram atendidas.

    publicidade

    Vladimir Azevedo atentou que é previsto para 2016 a redução de receita corrente que chega ao Município através do Fundo de Participação dos Municípios e Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Devido à arrecadação baixa, o corte nos cargos se tornou uma alternativa. “Vale dizer que quando assumimos a Prefeitura tínhamos 352 cargos comissionados e hoje, temos 221. Já trabalhamos com 25 cargos não ocupados na estrutura atual. A gente ainda vai ter que cortar mais, não vemos outra possibilidade. Com o desenho macroeconômico brasileiro e com a crise que já assolava e hoje está mais aguda nos municípios, nós teremos que tomar medidas mais drásticas”, disse.

    O salário dos secretários atualmente é de mais de R$ 10 mil. A Prefeitura tem atualmente mais de cinco mil funcionários e o pagamento do 13º deve ocorrer no dia 20 deste mês, em única parcela.

    Entre os servidores que colocaram o cargo à disposição, estão o vice-prefeito Rodrigo Resende, responsável pela Superintendência Usina de Projetos; e o secretário de Administração e Fazenda, Antônio Castelo.

  • Prefeito e Vereadores de Divinópolis terão seus salários reduzidos

    prefeitura divinopolisDe acordo com decisão do Desembargador Kildare Carvalho do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, os salários dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários em Divinópolis, deverão ter redução imediata a partir de outubro, novembro e dezembro.

    Os salários voltaram aos valores anteriores à sanção das Leis Municipais 7.631/2012 , 7.632/2012, que fixou o subsidio para a legislatura 2013 a 2016:

    Vereadores em R$ 10.021,00 (dez mil e vinte e um reais)

    Prefeito, em R$ 20.042,00 (vinte mil e quarenta e dois reais), e o do

    Vice-Prefeito e Secretários Municipais em R$ 10.021,00 (dez mil e vinte e um reais) –

    A redução dos salários dos agentes políticos é em consequência de uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) ajuizada pelo Procurador-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais que considerou tais leis inconstitucionais, por terem sido votadas, aprovadas e promulgadas após as eleições de 2012, ou seja, em 27 de dezembro de 2012, quando já era conhecidos os nomes dos candidatos eleitos, violando desta forma o princípio da anterioridade previsto no artigo 29, V e VI da Constituição Federal, além do artigo 13 da Constituição Estadual que impõe observância ao princípio da moralidade, para que se evite a previsão da remuneração após já conhecidos os candidatos eleitos, e o artigo 179 que estabelece a fixação dos salários do prefeito, vice-prefeito e vereador será fixada em uma legislatura para ter validade somente na subsequente –

    Os salários voltam aos seguintes valores:

    Vereadores, Vice-Prefeito e Secretários Municipais em R$ 6.192,00 (seis mil, cento e noventa e dois reis)

    Prefeito, em R$ 12.384,00

  • Prefeitura de Divinópolis convoca profissionais para contratação temporária

    emprego brasil 02A Prefeitura de Divinópolis convoca, para contratação temporária, os profissionais que participaram da seleção para os cargos de psicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional (edital 20/2015).

    Os interessados devem comparecer, nesta sexta-feira (5), às 14h, no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed), na Rua Minas Gerais, 1474, no Centro, os psicólogos classificados de 1º ao 30º lugar e fonoaudiólogos de 1º ao 10º.

    É obrigatório estar com o original do diploma ou certificado de conclusão do curso, mais os diplomas ou certificados dos títulos que informou possuir no ato da inscrição e que foram considerados para classificação.

    De acordo com a Prefeitura, sem a apresentação dos documentos o candidato não fica apto a assumir a vaga existente.


    publicidade

  • Prefeitura de Divinópolis vai parcelar 13º salário dos servidores

    coletiva prefeito divinopolisO 13º salário dos servidores da Prefeitura de Divinópolis será parcelado em duas vezes. O anúncio foi feito pelo Prefeito Vladimir Azevedo, nesta quinta-feira (17). Segundo o chefe do Executivo, a primeira parcela será depositada nesta sexta-feira (18) e a segunda, no dia 29 de dezembro. O motivo do parcelamento, segundo o Executivo, é a queda de receitas nos últimos anos.

    A folha de pagamento dos servidores e aposentados soma R$ 15 milhões. “Com todas as dificuldades no Brasil e nos municípios vamos pagar. Somente neste primeiro decêndio tivemos R$ 800 mil a menor em relação ao primeiro decêndio de 2014. O FPM e ICMS com mais de R$ 3 milhões a menor também. Mas para o nós, a folha de pagamento é prioridade e até o final de governo vamos terminar com essa máxima, mesmo em época de dificuldade”, disse o prefeito.


    publicidade

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS