Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

minas gerais

  • 2016 vai começar com ICMS mais alto em Minas

    calculadora financeira 03O mineiro vai começar 2016 com aumento da carga tributária. É que, a partir do dia 1º de janeiro, a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de mais de 160 produtos vai subir. E os impactos da medida não são positivos, segundo o coordenador do curso de ciências econômicas do Centro Universitário Newton Paiva, Leonardo Bastos Ávila.

    Para ele, aumento de tributos – ainda mais num cenário de inflação – e desemprego elevado significam empobrecimento da população. “Com imposto mais alto, o consumidor vai precisar de mais dinheiro para comprar um produto ou pagar por um serviço. Assim, ele fica mais pobre, pois sua renda é reduzida”, observa.

    O aumento do ICMS em Minas Gerais é fruto de duas medidas. A primeira é resultado da sanção, pelo governador Fernando Pimentel, da Lei 21.781, que elevou a carga tributária sobre produtos considerados supérfluos. A norma teve origem no Projeto de Lei (PL) 2.817/15, de autoria do chefe do executivo mineiro, aprovado em votações tumultuadas e com placares apertados nos dois turnos, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais em 30 setembro deste ano.

    Leia também: Economista dá uma "aula de economia" em resposta a Tico Santa Cruz

    A lei aumentou em dois pontos percentuais o ICMS de produtos como refrigerantes, ração tipo pet, telefones celulares, câmeras fotográficas e de vídeo, perfumes e cosméticos (com exceção de xampu, sabonete e filtro solar). A maior parte das alíquotas variam entre 14% e 27%. E a alíquota do ICMS sobre as bebidasalcoólicas (com exceção da cachaça) vai variar entre 25% e 32%.

  • Adélia Prado ganha o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura

    Adelia PradoA poetisa Adélia Prado ganhou o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura 2016 na categoria conjunto da obra. Ela vai receber R$ 150 mil. O resultado foi divulgado na edição deste sábado do Minas Gerais, diário oficial do estado.

    O governo mineiro destinou R$ 258 mil aos contemplados em 2016. Silvio Rogério Silva levou o prêmio na categoria ficção/romance; Tadeu de Melo Sarmento venceu na categoria poesia; e Jonathan Tavares Diniz foi contemplado na categoria jovem escritor mineiro.

    Os premiados em poesia e ficção receberão R$ 30 mil. Jonathan Diniz terá direito a seis parcelas mensais de R$ 8 mil para escrever um livro.

  • Artistas fazem show no dia 8 de dezembro no Mineirão em prol das vítimas da tragédia da Samarco

    caetano velosoNo próximo 8 de dezembro, Dia de Imaculada Conceição, e que é feriado em Belo Horizonte, vários artistas vão se mobilizar para prestar solidariedade às vítimas da tragédia da barragem da Samarco.

    O cantor e compositor baiano Caetano Veloso, a banda mineira Jota Quest e o rapper paulista Criolo são alguns dos nomes confirmados para o show que vai acontecer na Esplanada do Mineirão.

    Segundo o cantor Rogério Flausino, o formato do evento ainda não foi definido, mas a intenção é não apenas prestar auxílio às cidades mineiras e capixadas atingidas pela lama, mas também conscientizar. "O que aconteceu é muito sério e a gente quer ajudar de alguma forma. E não apenas falar desse acidente, mas até tentar encontrar soluções para que não aconteça mais nenhum", destacou em entrevista ao Estado de Minas. 


    publicidade

  • Até quando as barragens vão se romper?

    tragedia bento rodrigues mariana 02 Um ditado (piada na verdade) popular diz que Deus ao criar o mundo colocou um pouco do que Ele tinha de melhor e de pior em cada região do mundo. Os americanos seriam os mais inteligentes e ricos, mas ao mesmo tempo sofreriam com catástrofes climáticas como tornados e furacões. Os europeus teriam toda a riqueza cultural e os grandes mestres em diversas áreas, mas sofreriam com as guerras e suas mazelas. E o Brasil teria as mais belas praias, a maior floresta, a maior bacia hidrográfica, mas em contrapartida um povinho...

    Deixando de lado a brincadeira não podemos negar que esse ditado tem um fundo de verdade e quanto mais vivencio certas situações mais me vejo tendencioso a acreditar que o fim está cada dia mais distante. Infelizmente.

    Não vou falar de Lula, Dilma e da corja PTista que já citei no post Eu votei no PT e fui trapaceado, não vou falar do cinismo descarado que o Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha vem debochando em rede nacional da inteligência de todos nós. Vou falar de uma regra institucionalizada no Brasil que é a famosa LEI DE GERSON e que muito me envergonha.

    O que ocorreu essa semana em Mariana não é um fato isolado ou uma fatalidade, é sim um ato criminoso de pessoas que querem levar vantagem em tudo. Pode até ser que nos próximos dias viemos descobrir que a verdadeira causa da tragédia tenha sido realmente um abalo sísmico (já há geólogos dizendo isso). Mas não poderíamos prevê-lo? Em uma rápida pesquisa pelo Google usando as palavras: barragem rompe 2014 (clique aqui para ver o resultado) encontrei três casos semelhantes, um em Arvoredo (SC), outro em Jari (AP) e o terceiro em Várzea Alegre no Ceará. Então, o que foi feito com as demais barragens no Brasil desde então? O que aprendemos com esses acidentes? NADA!

  • BH tem dia mais quente em 105 anos, diz Instituto Nacional de Meteorologia

    temperatura 56Esta sexta-feira (16) foi o dia mais quente de Belo Horizonte em 105 anos. A medição na capital mineira começou a ser feita em 1910.

    A temperatura chegou a 37,4°C nesta tarde, na Região da Pampulha, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

    A umidade relativa do ar caiu para 12%, se equiparando aos índices registrados no Deserto do Saara que ficam entre 10% e 15%. O recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é 60%.

    De acordo com o Inmet, a previsão é que as temperaturas fiquem mais amenas neste fim de semana com o aumento de nebulosidade. Porém, as chuvas só devem voltar a Belo Horizonte depois do dia 24 de outubro.

    A maior temperatura registrada na capital mineira antes desta sexta-feira (16) havia sido em 31 de outubro de 2012. Neste dia, os termômetros marcaram 37,1° C.


    publicidade

  • Casal receberá R$ 15 mil de Igreja por casamento mal celebrado

    paroquia mateuslemeA 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por maioria de votos, condenou a Paróquia Santo Antônio, de Mateus Leme a indenizar um casal por danos morais. Marido e mulher receberão R$ 15 mil, porque, na celebração de matrimônio deles, o padre agiu de forma displicente.

    Na inicial, o casal alega que no dia 24 de fevereiro de 2012, durante a celebração de seu casamento, o padre teve conduta displicente, ausentando-se do altar mais de uma vez em momentos importantes e conduzindo a cerimônia com dicção inaudível e incompreensível. Além disso, ele encerrou a cerimônia antes da bênção das alianças, sem presenciar a troca das mesmas e a assinatura do livro de registro.

    Os noivos requereram indenização por dano moral, alegando que a atitude do padre causou indignação, mal-estar, grande constrangimento e humilhação perante os convidados. Eles apresentaram como prova um DVD com a gravação da cerimônia.

    Na contestação, a paróquia alegou que o padre foi acometido de mal súbito, passando mal, tendo que se dirigir à sacristia, afastando-se do altar e da condução da cerimônia, para tomar medicações na tentativa de se recobrar.

    Atestado médico

    O juiz da 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais de Mateus Leme negou o pedido do casal, considerando que a paróquia apresentou atestado médico que comprovava o comparecimento do padre em pronto-socorro no dia seguinte à celebração do casamento. O juiz entendeu que a conduta do padre se deveu a problemas de saúde, o que afastava a responsabilidade civil da paróquia.

  • Cidades

    Notícias e informaações sobre as cidades de Minas Gerais escritas por um jornal isento e ético, aqui no DiviCity.com você também lê sobre o nosso estado.

  • Coisas que nenhum mineiro te contou

    mineiridade 01Ser mineiro é comer quieto o fim das palavras. Mineiro que é mineiro tem fome de sílaba e deve ser por isso que guarda dentro do peito poemas inteiros. Entre tantas letras embaralhadas, o vagão das ideias se perde e a coisa vira trem, ou o trem vira coisa.

    É, o trem tá feio.

    Ser mineiro é escutar no silêncio uma prosa bonita e musicar em sotaque frases curtas. O mineiro não fala, ele canta com um sorriso tímido no canto da boca.

    Nem todo mineiro é tímido, mas todo mineiro carrega o charme da timidez. Das bochechas coradas, do sorriso amarelo que ganha novas cores num piscar de olhos abertos, bem abertos.

    Mineiro parece não gostar de elogio, mas gosta, pode apostar. Sempre retruca, mas cá dentro tá todo feliz.

    São seus olhos. Ele diz.

    Mineiro se esconde em suas montanhas, mas desmorona em abraço apertado. Chora água doce e se derrama em cachoeira.

    Ser mineiro é fazer da cozinha a melhor parte da casa. Receber os amigos com mesa farta. Mineiro tem mesmo fome seja de letra ou de amor.

    O mineiro não se apaixona “pelas” pessoas e, sim, “com” as pessoas. Ser mineiro é sentir as coisas sem dar nome. É se confundir entre dois ou três beijinhos quando conhece alguém.

    São três pra casar.

    publicidade

    Ser mineiro é passar a noite inteira em um ônibus e ainda não sair de Minas. As montanhas parecem continentes, mas fazem tudo parecer pertim.

    É logo ali.

    Nunca confie em um “ali” de mineiro.

    De resto, pode confiar. Seja nas reticências que ele não diz ou nos versos dos seus poemas inteiros.

    Ser mineiro é saber que as melhores coisas da vida não são coisas.

  • Corte de verba em MG vai afetar até combustível de viaturas da PM

    viatura pmSem realizar até agora a anunciada reforma administrativa, que pretende cortar cargos e reduzir órgãos para gerar economia aos cofres públicos estaduais, o governo de Minas quer enxugar R$ 2 bilhões em despesas e custeio da máquina em 2016. O objetivo é reduzir o déficit estimado em R$ 8,9 bilhões para este ano. Apesar de o anúncio das medidas estar marcado para a próxima segunda-feira, num evento que deve reunir a cúpula do governo, o decreto está publicado desde nesta quinta no “Minas Gerais”.

    Para áreas consideradas prioritárias como segurança pública, meio ambiente e infraestrutura estão previstos cortes de quase R$ 700 milhões.

    Leia também: Governo de Minas desembolsa R$ 527 mil para alimentar palácios com carnes nobres

    Os anexos do Decreto 46.949, disponível no site da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), apontam que o governo Fernando Pimentel (PT) realizará cortes em custeio, investimentos e inversões financeiras (que também são investimentos). O decreto contempla apenas algumas fontes de recursos e grupos de despesa. Não estão incluídos, por exemplo, despesas de pessoal, de convênio e empréstimos, e ainda os recursos de emendas parlamentares.

  • Deputado quer proibir festas com “open bar” em Minas

    bebidas no barUm projeto de lei apresentado pelo deputado Roberto Andrade (PTN) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) pretende proibir festas comerciais que possuem bebida liberada, também conhecidas como “open bar”, em todo o Estado.

    Apesar de polêmico, já que se trata de uma intervenção do Estado na vida privada, o texto já foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. Como justificativa, a medida pretende coibir a chamada “venda casada”, prática vedada pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), e “combater o uso indiscriminado de bebidas alcoólicas entre os jovens”.

    De acordo com a proposta, bares, restaurantes, boates, casas de diversão e similares, bem como eventos abertos ao público em que haja cobrança de ingresso, não poderão promover o consumo liberado de bebidas alcoólicas, nem exigir dos clientes um mínimo de consumação.

    publicidade

    Para Roberto Andrade, festas em que o preço de entrada está condicionado ao acesso livre a bebidas alcoólicas, ou mesmo sua venda a preços módicos, “gera transtornos à sociedade por estimular o consumo excessivo do álcool, principalmente entre os mais jovens”. O deputado também argumenta que essa modalidade de festa “fere as leis de defesa do consumidor, pois a legislação não permite que o comerciante vincule a permanência no estabelecimento ao consumo de determinada quantia de produto”.

    O texto ainda precisa ser analisado pelas comissões de Direito do Consumidor, de Segurança Pública e de Fiscalização Financeira antes de ir à votação em plenário.

  • Economia

    Leia no DiviCity.com todas as notícias e informações sobre a economia do estado de Minas Gerais.

  • Em déficit, governo eleva folha em R$ 3,3 mi com nomeações

    secretario planejamento de minas geraisQuinze dias após avisar que não iria conceder reajustes nem nomear concursados ou comissionados neste ano, o governo de Minas concedeu um total de 118 novas nomeações, gratificações e designações a servidores com cargos comissionados do Estado. O impacto será de quase R$ 3,3 milhões por ano na forlha de pagamento.

    O fato contrasta com a situação dos cofres de Minas. Segundo o secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Helvécio Magalhães, o Estado deve fechar o ano com déficit de R$ 10 bilhões. A decisão de interromper as contratações foi justificada por Magalhães para conter as despesas do Estado com pessoal, que atingiram o limite prudencial para esse tipo de gasto previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O sinal de alerta é aceso ao bater os 46,55% da receita corrente líquida. Minas, segundo ele, atingiu 46,6%.

    Leia também: Concursos já autorizados estão mantidos, diz Ministério do Planejamento

    No entanto, mesmo após o recado – que desagradou parte do funcionalismo e de concursados –, a Imprensa Oficial de Minas Gerais (IOF) continuou a publicar normalmente nomeações de diversos novos funcionários, inclusive com cargos de remuneração mais alta, como o DAD-11, que corresponde a um salário de R$ 8.500. Além disso, muitas gratificações, que chegam a R$ 1.000, também foram dadas a servidores da ativa. “Nenhuma dessas nomeações teve exoneração correspondente, o que reforça o peso extra na folha de pagamento do Estado”, explicou uma fonte com trânsito na Seplag.

    Em meio às nomeações e gratificações, o governador Fernando Pimentel (PT) admitiu, na última quinta-feira, que pode enviar para a Assembleia uma nova proposta de corte de gastos.

  • Em Mariana, menina de 5 anos foi arrancada do colo do pai pela lama

    menina morta em marianaEmanuelly, de 5 anos, escapou dos braços do pai, Wesley Izabel, de 23, e sumiu na lama que cobriu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana (a 124 km de Belo Horizonte), após o rompimento de duas barragens da mineradora Samarco, nesta quinta-feira (5).

    Desde o desaparecimento da menina, a família espalhou cartazes pelo centro de acolhida dos desabrigados e hospitais com foto da menina e telefones de contato de parentes. Wesley estava com a menina e o outro filho, Nicolas Izabel, de 3 anos, na casa onde morava quando recebeu o aviso para fugir para uma parte alta da comunidade e escapar do mar de lama. A mãe das crianças já havia sido socorrida por vizinhos.

    publicidade

    O pai agarrou as duas crianças e atravessava a rua quando foi atingido pela lama. Vizinhos conseguiram puxar Wesley e Nicolas, mas Emanuelly se perdeu. O pai está internado no hospital Santa Bárbara com fratura nas pernas. Já o garoto segue no Hospital de Pronto-Socorro João XXII, em Belo Horizonte, sob tratamento - ele está com água nos pulmões - como conta a tia Débora Monteiro da Silva, 23.

  • Em Minas Gerais 13 mil produtores serão beneficiados pelo Programa Leite Saudável

    programa leite sustentavelA partir do próximo dia 15 terá início a seleção dos pequenos produtores que serão contemplados pelo Programa Leite Saudável, desenvolvido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Em Minas Gerais, até 2018, 13 mil produtores rurais de 149 municípios mineiros terão a oportunidade de melhorar a renda e contribuir com o aumento da competitividade do setor lácteo do país.

    Serão beneficiados 80 mil produtores Do total de recursos de R$ 387 milhões a serem investidos, serão viabilizados R$ 57 milhões para Minas Gerais, onde o Leite Saudável está sendo implantado com a ajuda da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), por meio de articulações e parcerias institucionais com os setores público e privado. Desse montante, 40% sãos recursos do Mapa e 60% do Sebrae.

    Para ser incluída no programa, a propriedade rural tem de produzir no mínimo 50 litros de leite/dia, sendo o máximo desejável de 200 litros/dia. Entre as exigências técnicas estão ainda a sua permanência no Leite Saudável por dois anos, a comprovação de potencial para implementar as melhorias propostas, ter uma estrutura mínima para receber assistência técnica, cursos de gestão e tecnologia, bem como inseminação artificial, e estar inserida nas rotas de comercialização. Buscando elevar os índices de produtividade do rebanho leiteiro, o Mapa e o Sebrae selecionarão agricultores com potencial para adotar práticas de melhoramento genético.

    Capacitação

  • Estado admite que pode não pagar piso aos professores em 2016

    greve professoresO governo do Estado pode não honrar o acordo com os professores e não aplicar o piso nacional da categoria, previsto a partir de janeiro do próximo ano. O motivo é o limite constitucional com gastos com o funcionalismo. O alerta foi feito pelo secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag), Wieland Silberschneider, em uma audiência pública da na Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) na última quinta-feira (19).

    Diante da possibilidade, a presidente do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-Ute) e presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-MG), Beatriz da Silva Cerqueira, avisou que o problema pode significar “que o ano letivo não vai começar”.

    Wieland explicou que o governo já atingiu o limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal por comprometer, já desde setembro, 48,7% do orçamento com pagamento de pessoal. Caso atinja 49% - o que ele calcula que alcançará em dezembro -, o Estado fica impedido de conceder aumentos. “O governo pactuou esse compromisso (seguir o aumento do piso nacional) e vamos ter que discutir em termos legais como enfrentar esta situação, caso ela se confirme”, disse ele sobre a previsão de reajuste do salário da categoria. Durante a reunião, Beatriz Cerqueira havia advertido para a estimativa de um aumento de quase 12% no piso nacional.

    A sindicalista avisou ao secretário-adjunto que o pacto assinado com o governo pelos professores, só foi assinado em função do conjunto de propostas. “Parte desse conjunto não pode ser rompida. É preciso se pensar para não chegar em janeiro e nos depararmos com a ruptura do acordo” - afirmou. O deputado Rogério Correia (PT) disse que o entendimento da legislação é clara: “o reajiuste do piso nacional deverá ser aplicado aos professores”.

    publicidade

    Além do aumento dos professores, segundo Wieland o Executivo está com dificuldades de garantir o pagamento do 13º para os servidores. Ele disse que a dificuldade econômica do Estado é fruto de herança deixada pelo governo anterior. Lembrou que a aprovação tardia do orçamento, apenas em abril, também foi outro fator que complicou a disponibilidade de recursos. “Foi um ano atípico”, justificou.

    O secretário-adjunto disse que o governo está comprometido com o que foi acordado com os professores. Garante a nomeação de 60 mil concursados ao longo dos quatro anos de mandato e está avaliando a possibilidade de incrementar esses números para ampliar o número de efetivos. Essa foi uma das demandas apresentadas pelos participantes da audiência pública, cuja finalidade foi fazer um balanço sobre o que já foi implementado do que foi acordado em negociações realizadas de março a maio.

    Em nota, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) afirmou que o governo está comprometido com o que foi acordado com os professores e está atuando para criar as condições financeiras legais para garantir o reajuste dos salários dos professores de acordo com piso nacional da categoria. “Em razão do Estado de Minas Gerais ter atingido o limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal, a Lei estabelece diversas restrições para novas concessões de aumentos. Gestores e técnicos das secretarias de Planejamento e Gestão, Fazenda, Educação e Casa Civil já estudam alternativas para solucionar o problema”, informou.


    publicidade

  • Ex-governador de MG Eduardo Azeredo pega 20 anos de prisão por mensalão tucano

    eduardo azeredoA Justiça federal em Belo Horizonte condenou o ex-senador Eduardo Azeredo a 20 anos de prisão, em regime fechado, pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro. A decisão é em primeira instância e o ex-senador poderá recorrer em liberdade.

    Azeredo é acusado de montar um esquema de corrupção na campanha eleitoral para sua reeleição ao governo de Minas Gerais, pelo PSDB, em 1998. O escândalo ficou conhecido como mensalão tucano, por ocorrer de forma parecida ao mensalão que posteriormente ocorreu no plano federal.

    Leia também: Nova etapa da Operação Acrônimo assusta o Governador Fernando Pimentel

    publicidade

    Segundo a denúncia, Azeredo se associou ao grupo do publicitário Marcos Valério para desviar verbas e arrecadar de forma ilegal recursos para a campanha eleitoral. A acusação diz que o esquema resultou no desvio de R$ 3,5 milhões, em valores da época.

    Azeredo nega as acusações. À TV Globo de Minas Gerais, ele disse que não estava sabendo da condenação.

  • FAB faz buscas por aeronave desaparecida em Minas Gerais

    aeronave desaparecidaA Força Aérea Brasileira (FAB) faz buscas por uma aeronave desaparecida entre as cidades de Caratinga, na Região do Rio Doce, e Pará de Minas, na Centro Oeste de Minas Gerais. O monomotor, prefixo PT-NKU, sumiu dos radares depois de decolar de Caratinga por volta das 11h30 de terça-feira. Ainda não há informações se o avião caiu e nem sobre os ocupantes. Buscas são realizadas na rota que seria realizada desde o início desta quarta-feira. Os documentos da aeronave estavam vencidos.

    Equipes da FAB utilizam uma aeronave C 105 Amazonas para realizar a rota que seria feita pela aeronave. Até as 10h, ainda não havia pistas sobre a localização. Informações preliminares indicam que dois ocupantes estavam no monomotor. Segundo o piloto Dennis Campos, as duas pessoas são João Paulo Gomes Araújo e Fausto Mesquita.

    Leia também: Dois pilotos desaparecem em voo particular para Pará de Minas

    O administrador aeroportuário do Aeroporto de Pará de Minas, Gustavo Melo Faria, conta que o monomotor saiu do ponto de origem por volta das 11h30 com pouso previsto na cidade para as 13h. Eles aguardaram cerca de quatro horas para o caso de ter acontecido algum imprevisto, como atraso ou parada para reabastecer. Às 17h, eles entraram em contato com o Comando Aéreo Regional (Comar), em Belo Horizonte, para solicitar uma equipe de resgate para fazer o caminho inverso de Pará de Minas até o local da decolagem.

  • Feriado de finados termina com 29 pessoas mortas nas estradas mineiras

    Acidente em Minas GeraisO feriado de finados, deixou 29 pessoas mortas nas estradas que cortam Minas, sendo 19 mortes nas rodovias estaduais e 10 nas rodovias federais que cortam Minas. Os balanços foram divulgados nesta terça-feira (3) pelas policias rodoviárias e consideram de meia-noite da última sexta-feira (30) até 23h59, desta segunda-feira (2).

    De acordo com a Polícia Rodoviária Militar (PMRv) neste período foram registrados 218 acidentes e 214 pessoas ficaram feridas. Além disso, 58 pessoas foram presas por embriaguez ao volante em 1.846 testes de etilômetro em vários pontos da rodovia. No período, foram fiscalizados 40.593 veículos, apreendidos 100 e removidos 587.

    publicidade
    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

    Segundo a Diretoria de Meio Ambiente e Trânsito (DMAT) da PM as principais causas dos acidentes foram falta de atenção ao volante, embriaguez e excesso de velocidade. Já nas rodovias federais, de acordo com balanço divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no primeiro dia de operação morreram quatro pessoas. Nos outros três dias foram registrados dois óbitos em cada.

    Além disso, 152 pessoas ficaram feridas, em 146 acidentes. Cerca de 8.000 veículos foram fiscalizados e 726 motoristas foram multados por ultrapassagens proibidas. Os acidentes com vítimas fatais aconteceram nas BRs 262, 365, 381, 116, 050, 040 e 364.

  • Golpe é aplicado a empresários de Nova Serrana em nome de Prefeitura

    fabrica sapato em nova serranaA Polícia Civil em Nova Serrana investiga dois casos de estelionato cometidos na última quarta-feira (30) por um homem que se apresentou a donos de fábricas de calçados como ex-funcionário da Prefeitura. Segundo a investigação, ele afirmou que trabalha com licitações e que pretendia comprar milhares de pares de calçados. Como garantia do contrato, exigiu que os empresários fizessem pagamentos antecipados. As duas vítimas do golpe desembolsaram, cada uma, R$ 4 mil e R$ 10 mil. A Prefeitura de Nova Serrana informou que desconhece os casos e resssaltou que não encaminha representantes públicos a empresas com propostas de licitação, muito menos exige dinheiro em troca de alguma garantia.

    A Polícia Militar (PM) registrou dois casos desta modalidade de crime nesta quarta-feira. Uma das vítimas é o dono de uma fábrica de calçados, que teve a identidade preservada. Ele contou aos militares que o homem esteve na empresa e se apresentou como ex-funcionário da Prefeitura de Nova Serrana. "Ele disse que presta serviços de licitação na cidade e que era funcionário de outra Prefeitura. Pelo depoimento da vítima, ele ofereceu uma licitação para compra de 18 mil pares de calçados. Porém, para confirmar o negócio o empresário precisaria adiantar R$ 4 mil em dinheiro. Depois desse adiantamento, o suposto servidor público responsável por licitações não foi mais visto", explicou a PM sobre o Boletim de Ocorrência.

    Depois de desaparecer, o criminoso ainda telefonou algumas vezes ao empresário exigindo mais dinheiro. A vítima também contou à polícia que ouviu dizer que o homem cometeu o mesmo crime contra outros empresários de Nova Serrana. A própria PM confirma isso, pois outra pessoa também registrou boletim de ocorrência de caso parecido.

  • Governo confirma desligamento de efetivados da Lei 100

    professores minas geraisO governo do Estado de Minas informou nesta quarta, em nota, que irá que demitir todos os servidores efetivados pela Lei Complementar nº 100/2007, conhecida como Lei 100, e que não estão em condições de se aposentar até o dia 31 de dezembro. A decisão, segundo o Estado, é em cumprimento a uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Com o julgamento da ADI 4876, em março de 2014, o Supremo definiu pela inconstitucionalidade da Lei 100.

    De acordo com a nota do governo, os trabalhadores efetivados pela medida e que tiverem em condições de se aposentar poderão fazê-lo pelo Regime Próprio de Previdência do Estado de Minas Gerais (Ipsemg).

    A Secretaria de Educação, consultada pela reportagem, informou que não poderia precisar o número exato de profissionais afetados pela demissão, uma vez que os trabalhadores ainda podem pedir a aposentadoria até o próximo dia 30.

    Uma fonte ligada à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) disse, no entanto, que “numa previsão otimista” serão pelo menos 40 mil servidores dispensados. Questionado sobre o número, o governo reafirmou que não tem os cálculos.

    A batalha em torno dos efetivados pela Lei 100 começou em março de 2014, quando o STF declarou inconstitucional a medida que efetivou cerca de 98 mil profissionais para atuar no Estado sem concurso. A maioria dos trabalhadores é de professores, faxineiros e vigilantes de escolas públicas.

    Leia também: 348 professores da UEMG podem ser demitidos até o fim do ano

    Entre diversas medidas adotadas à época, restaram ainda cerca de 60 mil profissionais sem vínculo com o Estado. “As secretarias de Planejamento e Gestão e da Educação nomearam somente neste ano 15 mil servidores aprovados em concurso público e continuará as publicações com o objetivo de atingir 60 mil nomeações até o fim deste mandato”, afirmou nesta quarta o governo, no comunicado.

    Segundo o Estado, os servidores demitidos ainda terão a chance de ser reintegrados aos quadros públicos a partir de janeiro de 2016. “Esses servidores poderão participar do processo de designação que ocorrerá a partir de janeiro de 2016. Nesse caso, terá prioridade o profissional que já foi aprovado em concurso e ainda não foi nomeado e, em seguida, aquele que tiver mais tempo de serviço público prestado no âmbito do sistema estadual de educação. No segundo critério, os servidores atingidos pela Lei 100 terão grande possibilidade de serem designados, já que contam com um mínimo de oito anos de trabalho contínuo na educação pública”, diz a nota.

    Adiamento

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS