Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

assassinato

  • Após briga, homem matou o irmão em Leandro Ferreira

    policia militar mg 01Um homem de 38 anos está foragido por suspeita de matar o irmão, de 30 anos na tarde dessa sexta-feira (27) em Leandro Ferreira. A vítima teria ido a casa do irmão mais velho com uma faca. A filha do suspeito gritou, afirmando que recebia ameaças do tio quando o pai apareceu com uma machadinha e uma faca, dando início a uma briga entre os dois.

    Segundo a Polícia, o acusado golpeou a vítima no tórax e no pescoço, falecendo no local da briga. O suspeito fugiu antes da PM comparecer ao local e ainda não foi localizado. O autor tem passagens por assalto e a vítima, também tinha registros na polícia por furto e porte ilegal de arma de fogo.

    O corpo foi levado para uma funerária em Oliveira e de lá, seguiria para o Instituto Médico Legal (IML) de Nova Serrana.


    publicidade

  • Após ler mensagem no Facebook, mulher mata marido a facadas no PR

    homem morto facebookUma mulher matou o marido a facadas por causa de uma mensagem na rede social da vítima, na cidade de Paranaguá, no litoral do Paraná, na última sexta-feira (29). A suspeita está presa.

    De acordo com a polícia, Adner Dubiela, de 26 anos, havia bebido e discutido com a mulher, Hellen Eiglmeier Mendes, também de 26.

    Por volta de 5h30, ela pegou uma faca para se defender e acabou acertando o companheiro no peito. No entanto, o exame do Instituto Médico Legal prova que a mulher teria intenção de matar, devido à profundidade e a força do golpe. O corpo foi encontrado no chão da sala da casa, situada no bairro Palmital.

    A briga do casal teria começado depois que Hellen flagrou uma conversa suspeita no Facebook do companheiro, ainda segundo a polícia.

    Hellen está presa na Delegacia de Paranaguá e se diz arrependida do que fez. O casal tem um filho de dois anos.

  • Criminoso se entrega e conta como matou servidor público em Divinópolis

    gilberto castanheiraUm dos suspeitos de participar da morte do comerciante e funcionário da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Divinópolis, Gilberto Castanheira Mendonça, foi apresentado nesta terça-feira (1º), pelo Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Belo Horizonte. Ele foi preso após se entregar, confessar o crime e dar detalhes sobre o caso.

    O crime ocorreu em 2013 e segundo o delegado responsável pelas investigações, Felipe Forjaz, são três suspeitos, sendo um homem e dois sobrinhos. Um dos criminosos, de 26 anos, procurou a Polícia Civil em Divinópolis, no dia 18 de novembro depois de saber das investigações na cidade e confessou participação no sequestro relâmpago seguido de morte. Outro envolvido está internado em coma no município de Sabará e o terceiro está foragido suspeito de estupro. "Mesmo internado foi cumprido o mandado de prisão. Se ele tiver alta será encaminhado ao presídio. Outro envolvido está foragido pelo crime de homicídio e estupro", comentou o delegado.

    Ainda de acordo com Forjaz, a DHPP assumiu o caso há seis meses, mas desde 2013 a polícia de Divinópolis investiga o crime. O suspeito que se entregou, deu detalhes da ação. Ele disse que abordou Gilberto na porta da casa dele no dia 26 de dezembro de 2013 e a intenção era utilizar o cartão de créditos da vítima.

    "Eles abasteceram o veículo, pois já sabiam que iam rodar com a vítima. Compraram bebidas e no município de Conceição do Pará o crime evoluiu para um homicídio. Amarraram as mãos de Gilberto e o jogaram dentro do Rio Pará. Contudo, não se sabe se ele estava vivo, pois o mantiveram com as mãos amarradas durante todo tempo com ele", disse.

    O carro da vítima foi encontrado queimado dois dias depois do sequestro. No mesmo dia o corpo foi encontrado boiando no Rio Pará, perto de Pitangui. A femília fez o reconhecimento da vítima.

    publicidade

    Desaparecido desde o dia 26

    Segundo os parentes do funcionário público, ele saiu de casa para ir ao supermercado um dia após o Natal e, desde então, não foi mais visto. O trio fez a abordagem neste dia e colocaram Gilberto dentro do carro. Neste momento já amarraram as mãos dele e começaram a usar o cartão de créditos dele. O suspeito está preso no Presídio de São Joaquim de Bicas e deve pegar de 24 a 30 anos de prisão pelo crime.


    publicidade

  • Filho mata a mãe em Campo Belo

    assassinato em campo beloUma discussão teria sido o motivo para um filho usuário de drogas matar a própria mãe na tarde de ontem(9) em Campo Belo.De acordo com vizinhos ouviu-se uma discussão com gritos e momentos depois um grande silêncio, em seguida o filho foi até o lado de fora da casa trancou o portão e entrou.

    Suspeitando de que algo de errado havia acontecido os vizinhos arrobaram o portão e ao entrarem na residência depararam com Helena Luíza Pedro, de 51 anos já sem vida, e o filho deitado ao lado do corpo.

    De acordo com a Polícia Militar, o jovem estava sob efeito de medicamentos e foi levado para a UPA 24 horas e posteriormente encaminhado para a Delegacia de Polícia.O jovem foi autuado em flagrante por homicídio. A identidade do suspeito não foi divulgada.


    publicidade

  • Homem com ficha criminal é encontrado morto em Divinópolis

    bairro maria pecanha em divinopolisA Polícia Militar (PM) encontrou, na manhã desta terça-feira (8), o corpo de um homem, de 37 anos, na Avenida Vilage dos Pássaros, no Bairro Maria Peçanha, em Divinópolis. A vítima tinha passagens criminais, mas a motivação e autoria do crime ainda não foram identificadas.

    De acordo com a PM, denúncias anônimas informavam que havia um homem ferido na rua. Ao chegar ao local, os militares encontraram a vítima já sem vida. A perícia da Polícia Civil foi acionada e constatou quatro perfurações no pescoço, peito e braço. Após os trabalhos periciais, o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

    Ao G1, moradores contaram que ouviram disparos de arma de fogo no fim da noite desta segunda-feira (7), mas por medo não saíram na rua para ver o que havia ocorrido. “Esse bairro a noite é escuro e perigoso. Ficamos trancados em casa por medo”, disse uma moradora que pediu para não ser identificada.{jcomments off}

    A polícia procura por suspeitos do crime.


    publicidade

  • Homem é morto a tiros no bairro Orion em Divinópolis

    assassinatos 02Um homem de 30 anos foi morto a tiros no Bairro Orion, em Divinópolis, na noite desta quinta-feira (27). Este foi o segundo homicídio registrado na cidade dentro de sete horas. No primeiro crime, um jovem de 18 anos foi detido.

    De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem andava na Rua Maria Zulmira quando o criminoso chegou e atirou várias vezes. A vítima morreu no local e o autor fugiu a pé sentido linha férrea. A vítima tinha passagens por roubo e tráfico de drogas. O suspeito não foi localizado.

    A perícia da Polícia Civil compareceu ao local e encontrou 14 estojos vazios e três projéteis de pistola calibre 380. Após o trabalho, o corpo foi levado pelo Serviço Municipal de Luto para o Instituo Médico Legal (IML).

    468x60 Menina Aviadora

  • Jovem é executado a tiros em Divinópolis

    De acordo com informações da Policia Militar, Gustavo Henrique de Sousa e Silva, de 23 anos, estava sentado na esquina da Rua Paraíba com 21 de Abril no centro de Divinópolis junto com a esposa dele e um amigo, Saimon Erick Lacerda de Andrade, de 25 anos, na noite deste domingo (13),momento em que um veículo Fiat Strada de cor verde, placa HNH-8081, que foi tomado de assalto no dia 08 de setembro na cidade de Cláudio, e era ocupado por dois homens, passou pelo trio e efetuaram cerca de 15 disparos com um pistola 9 mm contra os três.

    publicidade

  • Jovem é morto a tiros e homem fica ferido em Divinópolis

    policia militar mg 01Um jovem de 24 anos foi morto a tiros e um homem de 53 anos ficou ferido na manhã desta terça-feira (10), em Divinópolis. Segundo informações da Polícia Militar (PM), o jovem chegou a ser socorrido mas morreu a caminho do hospital. A outra vítima foi encaminhada ao hospital e o quadro de saúde é estável.

    Ainda de acordo com a PM, uma testemunha informou que por volta de 6h30 dois homens encapuzados chegaram até a residencia do jovem, efetuaram quatro disparos contra ele e fugiram a pé. O jovem correu por alguns metros até cair, momento em que foi socorrido por um morador. Ao chegar com o ferido a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), o homem de 53 anos foi atingido por um tiro. A suspeita é que o disparo tenha partido dos mesmos autores do atendado contra o jovem.

    O homem foi encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois foi transferido ao Hospital São João de Deus. Os criminoso fugiram e até o momento não foram encontrados.


    publicidade

  • Jovem é morto por engano em Divinópolis

    homicidio divinopolisUm jovem, de 25 anos, foi assassinado a tiros neste sábado (05), em Divinópolis. De acordo com a Polícia Militar (PM), o rapaz teria sido morto por engano. O alvo dos bandidos seria o irmão dele. O crime aconteceu no bairro Manoel Valinhas.

    A vítima e outras pessoas estavam sentadas em uma calçada quando dois homens em uma moto chegaram, o garupa desceu e disparou vários tiros. Delson Leonardo Fagundes foi atingido por pelo menos seis tiros, três deles na cabeça. Ele morreu no local.

    Outro jovem, de 20 anos, foi atingido na perna. Ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA – 24 horas) e passa bem.

    Delson não tinha nenhuma passagem pela polícia e trabalhava. A suspeita, segundo a PM, é que o alvo seja o irmão dele, conhecido como “Charlinho”. Ele estava no local horas antes e contou a PM que foi ameaçado.

    Charlinho já foi vítima de tentativa de homicídio em dezembro do ano passado.

    O rapaz baleado na perna também não possui passagens pela PM.

  • Mayara Amaral, a violonista de Campo Grande morta duas vezes

    violonista mayara amaralMayara Amaral, uma violonista de 27 anos nascida em Campo Grande, foi ensaiar com sua banda e nunca mais voltou. Apareceu no dia seguinte em um matagal com o corpo carbonizado e várias marteladas na cabeça. Dois suspeitos foram presos pelo brutal assassinato num motel da cidade: o músico de 29 anos Luiz Alberto Barros, por quem a jovem estaria apaixonada, e Ronaldo Olmedo, de 33, com passagens por tráfico e roubo, segundo a polícia. Um terceiro homem, Anderson Pereira, 31, também com passagens por tráfico e roubo, foi preso por colaborar com a ocultação do cadáver.

    Antes de queimar o corpo da jovem como o de um animal, os três comparsas dividiram entre si os poucos pertences de Mayara: um Gol de 1992, um notebook, um celular e um violão. Depois, Luiz usou o celular de Mayara para enviar uma mensagem à mãe dela tentando culpar um ex-namorado da violonista. “Ele é louco, mãe. Está me perseguindo. Estava na casa dele e brigamos feio”, dizia o texto. A essa altura o corpo já havia sido encontrado. O crime foi tipificado como latrocínio, roubo seguido de morte.

    O caso poderia ser mais um assassinato num país que mata 13 mulheres por dia, segundo o Atlas da Violência 2016, mas Mayara foi morta duas vezes. Uma pelos seus algozes e outra pelo tratamento do seu caso nos jornais locais nos quais o depoimento dos suspeitos teve mais manchetes que os da família. Quase não se sabe quais eram os sonhos e virtudes de uma jovem que era um portento do violão e que se formou em música pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e fez um mestrado na Federal de Goiás, mas uma simples pesquisa no Google dá ampla conta do que os detidos declararam: que ela foi no motel atrás de drogas, que houve sexo consensual com os dois supostos assassinos e que ela foi morta a marteladas porque reagiu ao saber que seria roubada. “Até agora, o maior jornal da cidade não procurou minha família para dar entrevista. Estão ocupados dando voz ao bandido”, lamenta da Bélgica a irmã de Mayara, Pauliane Amaral, que não pôde ir no velório por não ter dinheiro para comprar sua passagem de volta ao Brasil.

  • Quatro jovens são presos por tentativa de homicídio no bairro Santa Clara em Divinópolis

    jovens presos divinopolisUm jovem de 20 anos foi vítima de uma tentativa de homicídio na noite desse domingo (6), no bairro Santa Clara em Divinópolis. Segundo a Polícia Militar, a vítima estava entre as ruas JK e Joaquim André, no bairro Santa Clara, em um ponto de ônibus, quando foi questionado por um indivíduo, motivos para “mexer com a mulher” dele. O indivíduo então, sacou uma arma e atirou, acertando a perna esquerda da vítima, socorrida na UPA.

    A vítima ouviu uma mulher chamando o autor dos disparos pelo nome de Willian. Testemunhas informaram os policiais que os suspeitos fugiram sentido ao bairro Afonso Pena. Após rastreamento, foram localizados dois homens de 18 e 24 anos e duas mulheres, de 18 e 19 anos.

    Rodrigo Cândido da Silva, de 24 anos, Willian Dias da Silva de 18 anos, Carina Gonçalves de Oliveira, de 18 anos e Mariele Dias da Silva, de 19 foram abordados e reconhecidos por testemunhas do crime. Willian foi apontado como autor dos disparos e os demais, teriam ajudado o rapaz a fugir do local após alvejar o jovem.

    publicidade
  • Suspeito de matar ex-namorada é preso por ameaça em Divinópolis

    assassinatos 02O homem de 30 anos, suspeito de matar a ex-namorada, de 21 anos, a facada, no último domingo (11), em Divinópolis, foi preso na noite desta segunda-feira (13) por ameaça. A prisão foi realizada pela Polícia Militar (PM).

    Mais cedo, acompanhado de um advogado, o suspeito havia se apresentado à delegacia, onde foi ouvido por cerca de quatro horas pela delegada Maria Gorete Rios e liberado por não estar mais no prazo do flagrante.

    Segundo a PM, um adolescente, de 17 anos, recebeu a informação de que o suspeito teria dito que o mataria ao sair da delegacia. Isso porque o adolescente também teria se relacionado com a jovem, de 21 anos. O adolescente registrou a ocorrência e disse à PM que estava com muito medo e iria ficar somente em casa. Após rastreamento, militares conseguiram abordar o homem no Bairro Danilo Passos e deram voz de prisão.

    O suspeito foi encaminhado à delegacia e depois para o Presídio Floramar, informou o delegado regional da Polícia Civil, Leonardo Pio.

    O crime

    Segundo informações da PM, a jovem foi abordada no último domingo (11) na Rua Guapé pelo ex-namorado que, inconformado com o término do relacionamento, a esfaqueou e fugiu. Ainda de acordo com a PM, a jovem foi socorrida com vida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos. Ela foi enterrada nesta segunda-feira (12) em Divinópolis.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS