Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com
Banner Zeos Travelling

adélia prado

  • Adélia Prado festeja seus 80 anos com 'Poesia Reunida'

    Adelia PradoAdélia Prado comemora 80 anos neste domingo, 13. “Comemora” é força de expressão - uma das principais poetas contemporâneas do Brasil, a mineira dispensa qualquer tipo de festa, preferindo ficar ao lado da família em Divinópolis, cidade onde nasceu, sem qualquer badalação. 

    A data só não passará totalmente em branco graças ao lançamento de uma nova versão de Poesia Reunida (Record), luxuoso volume onde se encontram todos os poemas de seus oito livros. Lidos em sequência, os versos de Adélia tanto flertam com a metafísica como se atêm aos detalhes do cotidiano, mas, acima de tudo, apostam na grandeza das pequenas coisas. E principalmente estabelecem um diálogo com Deus.

    “Adélia é lírica, bíblica, existencial, faz poesia como faz bom tempo: está à lei, não dos homens, mas de Deus”, escreveu Carlos Drummond de Andrade, em um artigo publicado no Jornal do Brasil em 1975 e reproduzido com posfácio do livro, que conta ainda com um texto de Affonso Romano de Sant’Anna, que serviu de prefácio da primeira edição de O Coração Disparado (1978), e um alentado ensaio inédito de Augusto Massi.

    Nascida em 1935, Adélia trabalhou como professora durante anos até se formar em Filosofia. Os primeiros versos foram escritos aos 15 anos, mas o primeiro livro, Bagagem, foi lançado apenas em 1976, quando estava com 40 anos. Aparentemente tardia, a estreia, na verdade, revelou uma poeta já formada. “Não existe transcendência sem passar pela cozinha e o banheiro, por isso que a literatura é suja, incompleta, com excrementos”, disse ela em Ouro Preto, em 2010. Por isso, não inventa poemas, apenas os recolhe. 

    Há figuras que te assombram e que a senhora utiliza na poesia?

  • Adélia Prado ganha o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura

    Adelia PradoA poetisa Adélia Prado ganhou o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura 2016 na categoria conjunto da obra. Ela vai receber R$ 150 mil. O resultado foi divulgado na edição deste sábado do Minas Gerais, diário oficial do estado.

    O governo mineiro destinou R$ 258 mil aos contemplados em 2016. Silvio Rogério Silva levou o prêmio na categoria ficção/romance; Tadeu de Melo Sarmento venceu na categoria poesia; e Jonathan Tavares Diniz foi contemplado na categoria jovem escritor mineiro.

    Os premiados em poesia e ficção receberão R$ 30 mil. Jonathan Diniz terá direito a seis parcelas mensais de R$ 8 mil para escrever um livro.

  • Festa Literária de Divinópolis (Flid) acontecerá em Agosto

    festival literario de divinopolisFalta pouco menos de um mês para mais uma edição da Festa Literária de Divinópolis (Flid), evento que movimenta leitores e escritores de várias partes do estado e até do país. E os organizadores seguem na busca de apoio. Mais uma vez, a empresa divinopolitana, Katuxa Calçados, decidiu patrocinar o evento que promete ser sucesso, assim como nas edições anteriores.

    A quarta edição do evento está prevista para ser realizada entre os dias 25 a 27 do próximo mês, no Teatro Municipal Usina Gravatá. O homenageado será Geraldo Teles de Oliveira, o GTO. Essa escolha, segundo os organizadores, deve encantar os participantes da festa, pela delicadeza das peças do artista plástico, que levou o nome de Divinópolis além das montanhas de Minas.

    Destaque também para a programação infantil, que auxiliará na formação de público para os eventos futuros. Em breve, serão anunciados os nomes que vão compor a programação, já bastante esperada nas redes sociais.

    BATALHA

    A falta de previsão de recursos colocou essa edição da “Flid” em xeque. Isso porque, desta vez, não houve respaldo das Leis de Incentivo à Cultura. Porém, os idealizadores e organizadores, a editora Gulliver e livraria Boutique do Livro, não se deixaram abater e buscaram na iniciativa privada a força necessária para garantir o evento, ainda que mais tímido e com custo reduzido.

    468x60 Menina Aviadora

    APOIO

    O objetivo é voltar os olhos principalmente para a cultura local e regional, que é tão rica.

    – Para nós, da “Flid”, a entrada da Katuxa, mais uma vez, como patrocinadora do evento vem confirmar duas coisas: por um lado, a seriedade com que desenvolvemos a Festa Literária de Divinópolis. Por outro, o comprometimento da Katuxa Calçados com a cultura da nossa cidade. Empresas que valorizam e apoiam iniciativas culturais demonstram sua responsabilidade com o crescimento sócio-cultural da sua comunidade. E a Katuxa Calçados vem provando que tem essa visão, apoiando e garantindo a manutenção de eventos em vários segmentos – definiu Daniel Bicalho, um dos organizadores do evento.

    Para a diretoria do Grupo Katuxa, é uma satisfação ver a empresa mais uma vez envolvida em um evento cultural desse porte.

    – Ficamos sempre muito orgulhosos de ver o nome da Katuxa atrelado a um evento como a Festa Literária de Divinópolis. Por esse motivo, não queríamos ficar de fora – destacou o empresário do ramo calçadista Vitor Gomes Gontijo.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS