Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

salários

  • Prefeito e Vereadores de Divinópolis terão seus salários reduzidos

    prefeitura divinopolisDe acordo com decisão do Desembargador Kildare Carvalho do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, os salários dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários em Divinópolis, deverão ter redução imediata a partir de outubro, novembro e dezembro.

    Os salários voltaram aos valores anteriores à sanção das Leis Municipais 7.631/2012 , 7.632/2012, que fixou o subsidio para a legislatura 2013 a 2016:

    Vereadores em R$ 10.021,00 (dez mil e vinte e um reais)

    Prefeito, em R$ 20.042,00 (vinte mil e quarenta e dois reais), e o do

    Vice-Prefeito e Secretários Municipais em R$ 10.021,00 (dez mil e vinte e um reais) –

    A redução dos salários dos agentes políticos é em consequência de uma ADIN (Ação Direta de Inconstitucionalidade) ajuizada pelo Procurador-Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais que considerou tais leis inconstitucionais, por terem sido votadas, aprovadas e promulgadas após as eleições de 2012, ou seja, em 27 de dezembro de 2012, quando já era conhecidos os nomes dos candidatos eleitos, violando desta forma o princípio da anterioridade previsto no artigo 29, V e VI da Constituição Federal, além do artigo 13 da Constituição Estadual que impõe observância ao princípio da moralidade, para que se evite a previsão da remuneração após já conhecidos os candidatos eleitos, e o artigo 179 que estabelece a fixação dos salários do prefeito, vice-prefeito e vereador será fixada em uma legislatura para ter validade somente na subsequente –

    Os salários voltam aos seguintes valores:

    Vereadores, Vice-Prefeito e Secretários Municipais em R$ 6.192,00 (seis mil, cento e noventa e dois reis)

    Prefeito, em R$ 12.384,00

  • Prefeitura de Divinópolis vai parcelar 13º salário dos servidores

    coletiva prefeito divinopolisO 13º salário dos servidores da Prefeitura de Divinópolis será parcelado em duas vezes. O anúncio foi feito pelo Prefeito Vladimir Azevedo, nesta quinta-feira (17). Segundo o chefe do Executivo, a primeira parcela será depositada nesta sexta-feira (18) e a segunda, no dia 29 de dezembro. O motivo do parcelamento, segundo o Executivo, é a queda de receitas nos últimos anos.

    A folha de pagamento dos servidores e aposentados soma R$ 15 milhões. “Com todas as dificuldades no Brasil e nos municípios vamos pagar. Somente neste primeiro decêndio tivemos R$ 800 mil a menor em relação ao primeiro decêndio de 2014. O FPM e ICMS com mais de R$ 3 milhões a menor também. Mas para o nós, a folha de pagamento é prioridade e até o final de governo vamos terminar com essa máxima, mesmo em época de dificuldade”, disse o prefeito.


    publicidade

  • Saiba quais são os 20 supersalários da TV brasileira

    fausto silvaNem eles sabem quanto ganham exatamente, já que os valores podem incluir salários e participação em merchandising, além de variáveis como estar ou não no ar e ter um contrato fixo ou por tarefa. Para listar os 20 maiores salários da TV, cruzamos vazamentos na imprensa e informações sobre contratos, mas pode ter gente fora da lista ganhando fortunas e que não deixa escapar nadinha. Assim como alguns desses valores podem ter sido reduzidos nas negociações de fim de ano. De qualquer forma, todos eles ficam muuuuuito acima do salário médio do trabalhador brasileiro. Mas eles merecem, né?

    1 Fausto Silva: acima de R$ 5 milhões por mês
    2 Galvão Bueno: cerca de R$ 5 milhões por mês
    3 Gugu, R$ 3 milhões
    4 Ratinho, R$ 2 milhões

    publicidade

    5 Fátima Bernardes, R$ 1,5 milhão
    6 Xuxa, R$ 1 milhão
    7 Luciano Huck, R$ 1 milhão
    8 Ana Maria Braga, R$ 1 milhão
    9 Rodrigo Faro, R$ 1 milhão
    10 Sabrina Sato, R$ 1 milhão
    11 Roberto Justus, R$ 800 mil
    12 Eliana, R$ 700 mil
    13 Jô Soares, R$ 500 mil
    14 Angélica, R$ 500 mil
    15 Carlos Alberto Nóbrega, R$ 500 mil
    16 Serginho Groisman, R$ 400 mil
    17 Ana Hickman, R$ 400 mil
    18 Luciana Gimenez R$ 400 mil
    19 Marcos Mion, R$ 400 mil
    20 Mônica Iozzi, R$ 100 mil

  • Salário mínimo de 2016 será de R$ 880 a partir de 1º de janeiro

    salario minimoA presidente Dilma Rousseff assinou nesta terça-feira (29) decreto que fixa em R$ 880 o salário mínimo que entrará em vigor em 1º de janeiro de 2016. O decreto será publicado na edição desta quarta-feira (30) do "Diário Oficial da União".

    Atualmente, o salário mínimo é de R$ 788. O novo valor representa um reajuste de 11,6%. A inlfação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) é de 10,28% no acumulado de 2015 até novembro e de 10,97% no acumulado dos últimos 12 meses.

    A previsão do mercado é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial, feche este ano em 10,72%.

    Em agosto, quando enviou a proposta de Orçamento de 2016 ao Congresso Nacional, o governo previa uma elevação do mínimo para R$ R$ 865,50. Quando o Congresso aprovou, no último dia 17, a previsão era R$ 870,99.

    O valor foi alterado porque é atualizado com base nos parâmetros estabelecidos para sua correção – crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes e inflação do ano anterior medida pelo INPC, índice que reflete a alta de preços para famílias com renda entre um e cinco salários mínimos.

    Em nota, o governo informou que o reajuste dá continuidade à política de valorização do mínimo, "com impacto direto sobre cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional".

    Previsões iniciais

  • Vereadores de Oliveira concordam em ganhar salário mínimo

    Vereadores OliveiraA cidade de Oliveira, no Oeste de Minas Gerais, passa por uma revolução. Na semana antes do Carnaval, os vereadores da cidade decidiram que iriam aprovar um aumento de seus próprios salários. Os vencimentos passariam, assim, de cerca de R$ 3.000 para pouco mais de R$ 5.000.

    O projeto, assinado por dez dos 13 vereadores, incluindo o presidente da Casa, foi incluído na pauta do plenário na última hora. Imediatamente depois, foi pedida a urgência da proposta.

    O vereador Leonardo Leão (PSDB) foi o único que decidiu agir. Pediu vistas do projeto. “Então, pela primeira vez na cidade, o presidente não me concedeu vista. Foi feita uma reunião com uma comissão, eles saíram por cinco minutos, e então decidiram que eu teria esse direito”, afirma Leão.

    Enquanto não se realizava a próxima reunião, a história do aumento dos vereadores se espalhou pela cidade, e indignou muitos moradores, como a bacharel em direito Cristiane de Sá Ferreira, 34. “No ano passado, a prefeitura cortou um monte de coisas, salário de estagiário, a Apae deixou de receber R$ 60 mil, e a própria Câmara reduziu o horário de funcionamento”, afirma ela.

    Indignada, Cristiane se uniu a outros moradores, e decidiram fazer um abaixo-assinado pedindo a redução dos salários dos vereadores para R$ 1.200.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS