Menu
Façamos uma auto crítica

Façamos uma auto crítica

Quem me conhece sabe que sou inquieto e ...

O que aconteceu com a nova classe média: economista faz diagnóstico do antes e depois da crise econômica

O que aconteceu com a nova classe m…

‘A nova classe média est&aa...

Meu namorado não gosta de sexo. O que fazer?

Meu namorado não gosta de sexo. O q…

"Tenho vinte e seis anos, sou de Belo Ho...

Estudantes de escolas públicas dominam a UFMG

Estudantes de escolas públicas domi…

O predomínio de alunos de escolas...

Motorista de carreta que arrastou 23 carros diz que houve falha mecânica

Motorista de carreta que arrastou 2…

“Quando percebi que os freios falh...

Adélia Prado ganha o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura

Adélia Prado ganha o Prêmio Governo…

A poetisa Adélia Prado ganhou o P...

Minas Gerais se torna a Bélgica brasileira das cervejas artesanais

Minas Gerais se torna a Bélgica bra…

Quando alguém pensa na gastronomi...

Divinopolitano é o autor da música “Sosseguei” sucesso na voz de Jorge e Mateus

Divinopolitano é o autor da música …

A música mais ouvida neste ano na...

A triste geração que tudo idealiza e nada realiza

A triste geração que tudo idealiza …

Demorei sete anos (desde que saí ...

Votos de Galileu serão registrados como nulos pelo TSE

Votos de Galileu serão registrados …

Os votos recebidos pelo candidato &agrav...

Prev Next
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

acccom combate cancerDepois de um ano parado, o acelerador linear , aparelho utilizado no atendimento de radioterapia do Hospital do Câncer em Divinópolis, está apto funcionar. O equipamento foi vistoriado por técnicos da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen). A unidade recebeu o laudo de autorização de funcionamento na segunda-feira (4), entretanto não há previsão de início de atendimentos.

De acordo com o físico médico Rômulo Verdolin, com o aparelho será dobrada a capacidade de atendimentos. Se antes cerca de 100 pessoas faziam o tratamento diariamente, agora cerca de 200 poderão ser atendidas. "Entretanto, dependerá da demanda e de autorizações prévias do hospital. Certamente agora são dois aparelhos aptos, a capacidade dobra, sem dúvidas", destacou.

O aparelho que faz o tratamento atualmente está disponível no hospital há cerca de 15 anos, segundo a unidade e, por conta da demanda, há pacientes que aguardam meses pelo tratamento que poderia ser mais ágil. Quem precisa passar pelo procedimento, têm que esperar, segundo a unidade. Com o novo aparelho a demanda será suprida, como destacou Rômulo.

O aparelho novo chegou no ano passado no hospital. De acordo com a assessoria da Acccom, ele foi viabilizado com recursos públicos no valor de R$ 1,8 milhão. Mais R$ 2 milhões foram fornecidos pela Associação.

Adicionar comentário

Antes de postar o seu comentário, saiba que temos como identificar o seu computador, portanto é importante que NÃO poste comentários homofóbicos, anti racial ou que venha a denegrir a imagem de alguém. Você será responsabilizado caso isso venha a acontecer.


Código de segurança
Atualizar

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS