Menu

Zeos Travelling Agência de Viagens

TwitterFacebookPinterestGoogle+

empresa abertaO número de constituição de empresas em Divinópolis, no primeiro semestre de 2017, é maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Já a extinção apresentou retração e vários fatores econômico e social contribuíram para o resultado, avaliam especialistas.

De acordo com dados da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), de janeiro e setembro de 2017 foram constituídas 421, número maior que as 407 do mesmo período de 2016. A extinção de empresa neste ano, no período, foi de 333, contra 463 do ano passado. Os meses de março e agosto foram os que registraram maior número de abertura – 68 e 73 respectivamente. Já a extinção, a média foi de 37 por mês entre janeiro e setembro.

Pacotes de viagem da Zeos Travelling Agência de Viagens

Este resultado, segundo o economista e membro do Clube de Diretores Lojistas de Divinópolis (CDL), Luiz Ângelo, é o cenário de indicadores positivos como a redução do desemprego, inflação abaixo da meta estabelecida pelo Banco Central e a queda na taxa de juros. “A economia é uma ciência social que reage ao cenário. Quando a perspectiva é ruim, as pessoas consomem menos e os empresários ficam receosos de investir. O fundo do poço ficou para trás e a perspectiva é melhor, possibilitando a abertura de novas empresas ou mantendo aquelas que estão em funcionamento”, destacou.

Ângelo ainda ressalta que a perspectiva para o comércio está melhor em 2017 do que no ano passado. Para o final do ano, é esperado um crescimento de 10%. “Isso faz com que o empresário invista e contrate. Alguns setores como confecção e siderúrgicas, que são importantes para Divinópolis, foram muito afetados. O crescimento está sendo retomado, mesmo que pequeno, mas a estagnação e as incertezas estão ficando para trás”.

Para o presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid), Leonardo Gabriel, os números são otimistas. “A Acid, seguindo suas diretrizes de desenvolvimento econômico, representatividade e articulação, vem trabalhando para buscar novos negócios e empresas para Divinópolis. E entende, também, ser de suma importância manter toda cadeia produtiva no município, criando mecanismos para valorizar as empresas já existentes na cidade e dotar o município de infraestrutura necessária para a retomada do desenvolvimento. O superávit na abertura de CNPJs nos dá otimismo para continuarmos lutando pela melhoria no ambiente de negócios de Divinópolis”, finalizou.

EXTINÇÕES

Durante a prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), realizada na semana passada, a Vigilância em Saúde apresentou um dado e se mostrou preocupada com a situação. Nos últimos quatro meses, 163 estabelecimentos fecharam ou mudaram de endereço. “Tem muita empresa que temos que cancelar cadastro que a gente imagina que é em função da crise. Estes estabelecimentos a gente vê que são mais na prestação de serviços simples, como salões de beleza, bares, lanchonetes e sorveterias. Houve uma alteração muito grande do cancelamento de cadastro deles conosco”, explicou a diretora do órgão, Janice Soares".

Segundo o economista, com relação ao fechamento de empresas, a queda pode ter sido relacionada a desburocratização. “Existe um sistema burocrático. Em Divinópolis, por exemplo, havia um entrave na liberação de alvarás. A Prefeitura realizou um mutirão e vários setores puderam dar prosseguimento nos negócios. Alguns têm dificuldade de se regularizar e acaba fechando as portas”, finalizou Luiz.

banner zeostravelling 2017 468x60

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS