Menu

Zeos Travelling Agência de Viagens

TwitterFacebookPinterestGoogle+

Salao de beleza em Divinopolis

A correria do dia a dia faz com que muita gente adie algumas tarefas como arrumar o guarda-roupas ou lavar o carro. Receber visitas em casa também pode ser um pesadelo devido à falta de tempo de preparar algo e é justamente por conta dessa realidade que empreendedores vêm ganhando espaço com o atendimento personalizado.

Uma pesquisa realizada pela International Stress Management Association Brasil (ISMA-BR) - entidade internacional dedicada à prevenção e estudo do estresse- aponta que 62% dos brasileiros sofrem com a falta de tempo devido à sobrecarga e o excesso de tarefas diárias. Muitas pessoas têm buscado terceirizar alguns serviços.

Observar essas situações levam a boas oportunidades de negócio. Foi assim que o prestador de serviços Eugênio Santos Duarte conquistou muitos clientes para o lava jato dele. Vendo a dificuldade de clientes em deixar o carro para lavar, ele resolveu buscar os veículos onde estiver. “Vou na minha moto até a casa ou local de trabalho. Pego o veículo e levo para o meu lava jato, deixo tudo limpo e levo de volta. Enquanto isso, o cliente usa o tempo para outras coisas”, contou.

O preço do serviço varia por modelo e tipo de lavagem. Ele ressalta que não cobra pelo deslocamento. “Faço da lavagem simples até a geral com cera. Tudo depende do tempo que o cliente pode ficar sem o carro e quanto ele pode gastar”, destacou.

Promoção de viagem da Zeos TravellingBOM NEGÓCIO À MESA

E quando você convida alguns amigos em casa e não tem tempo de preparar algo para recebê-los? A chef Cléo Mileib oferece um serviço de alimentos e bebidas que dá todo toque de planejamento e organização que o momento merece.

Ela começou a preparar tira gosto congelado há cerca de dois anos, mas achava estranho que o alimento fosse servido em embalagens de alumínio. Foi então que começou a emprestar bandejas, até que amigos deram a ideia de preparar todo o menu. Segundo a chef, as mulheres representam a maior parte da clientela.

“As pessoas não têm muito tempo hoje em dia para preparar jantares, happy hour, almoços; e alguns amigos começaram a me contratar para fazer e foram fazendo propaganda. Uma coisa foi puxando a outra e hoje faço desde uma simples bandeja de frios até jantares completos, camarotes de festas”, conta Cléo.

Os aperitivos, por exemplo, podem variar de R$ 13 a R$ 120 e os jantares completos variam de acordo com o cardápio exigido pelo cliente. “As pessoas querem praticidade e o único trabalho que elas têm é colocar a comida na mesa. Já aconteceu de eu preparar até a decoração e os clientes gostam deste tipo de atenção”, finalizou.

Cléo disse que pretende expandir e procurar um local maior para poder atender mais pedidos. Para o fim do ano, a agenda já está quase fechada de pedidos.

SALÃO DE BELEZA EM CASA

Na hora de cuidar do visual, a beauty home Fernanda Senna Resende leva o salão de beleza até onde a pessoa estiver. “A cliente entra no site, escolhe a maquiagem e o penteado, marca o horário e a gente leva o salão portátil”, explicou.

Ela conta que atende cerca de 30 clientes por mês e que para o fim do ano a agenda está quase toda lotada. “Têm muitas formaturas e formandas que são de outras cidades. A gente leva o salão para o hotel que ela está hospedada e atendemos todo mundo, a mãe, irmãs. As noivas também têm escolhido muito casar em sítios e atendemos ela e as madrinhas, a mãe, sogra, damas”, contou.

Fernanda ressalta que não cobra taxa de deslocamento e o serviço pode variar de R$ 25 a R$ 210 por pessoa. “Eu fiz o curso de maquiagem na Irlanda e no exterior é comum este tipo de serviço. Vendo a falta de tempo das pessoas, principalmente mulheres com crianças pequenas, resolvi criar o site e tem dado muito certo”, destacou.

BAGUNÇA PODE SER UM BOM NEGÓCIO

Se falta tempo para organizar a casa, a personal organizer, Jéssica Caroline resolve o problema. “Organizo tudo, armários, closed. É preciso ter um treinamento para entrar na intimidade das pessoas. Meu público são mulheres de 35 a 60 anos que trabalham fora e não tem tempo de se organizar na correria do dia a dia”, revelou.

Jéssica ainda destaca que pessoas que fazem mudança de residência levam em média seis meses para colocar tudo em ordem e ela faz todo o serviço em até cinco dias, dependendo do tamanho da casa. “Quando a pessoa muda de endereço, geralmente vai colocando os objetos no lugar na medida que tem folga do trabalho e isso vai levando tempo. Além de organizar, eu dou dicas de como manter e faço manutenção a cada quatro meses se necessário e o preço varia de acordo com o serviço a ser feito”, finalizou.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS