Menu

Banner Zeos Travelling

TwitterFacebookPinterestGoogle+

Banner Zeos Travelling

chave imovelO início do ano letivo movimenta o mercado imobiliário em Divinópolis. Neste semestre, os estabelecimentos que trabalham com este tipo serviço notaram uma mudança no comportamento dos alunos na hora de escolher onde morar. Se por um lado imobiliárias notaram queda na procura, nos pensionatos a busca por vagas foi maior.

O gerente de locação em uma das imobiliárias da cidade, Sidney Almeida, disse que a procura por apartamentos e quitinetes é moderada já que há jovens que alugam apartamentos maiores para diminuir as despesas com outras pessoas. Para ele, neste primeiro semestre de 2016 houve uma queda na busca por aluguéis se comparado a anos anteriores. “Houve uma queda de 30% ou mais”, contou.

O economista e especialista em Finanças Luiz Ângelo, explicou a redação que a queda na procura por aluguéis é motivada pela atual crise no país. Quem deseja alugar imóveis deve ficar atento à taxa de juros, que, de acordo com ele, está muito elevada no Brasil.

Anuncio UnirConsultoria 01"O mercado imobiliário desaqueceu. É preciso pesquisar e negociar. No cenário atual da economia, com uma retração de preços e muitos imóveis vagos, os proprietários não estão encontrando inquilinos para alugar. É importante negociar o aluguel e colocar tudo na ponta do lápis", orientou.

Já em um pensionato feminino, próximo a uma das faculdades, a proprietária revelou que a procura está maior. “Aumentou em 30%. Nesse semestre muita gente esteve aqui procurando vagas", contou. No local apenas estudantes são autorizadas e os contratos são fechados diretamente com os pais. Nele são oferecidas as refeições e outros benefícios.

Proprietária de um pensionato masculino, Sandra Aparecida Ferreira Machado acha que isso se deve à preocupação da família. “Eu creio que eles estão dando prioridade para o pensionato. Os jovens estão entrando cada vez mais cedo nas faculdades, entre 17 e 18 anos. A família fica muito insegura de colocar em república ou em um apartamento”, explicou.

Escolha

A estudante de Letras Patrícia Soares, de 19 anos, mudou-se para uma república em Divinópolis há cerca de um mês. “Optei por república pela facilidade de se ter uma moradia muitas vezes já mobiliada e pelo preço mais acessível", afirmou.

Ela ainda contou que pesquisou por moradias perto da faculdade para diminuir as despesas com o transporte. “Uma república próxima da faculdade, além de ser uma opção barata por ter as contas dívidas entre as moradoras, também ajuda a economizar nos gastos com transporte uma vez que estes podem ser feitos a pé ou de bicicleta”, comentou.

Já a estudante de Engenharia Civil Nathalia Santiago Oliveira optou por pensionato. Natural de Paineiras, contou que a decisão foi tomada junto com o pai, que estava inseguro com repúblicas ou apartamentos.

“Meu pai conversou com o pai de uma amiga minha que indicou o pensionato. Depois disso ele entrou em contato com a dona da pensão, que disse que estava cheio”, contou. Mas ela insistiu com a proprietária, que abriu uma vaga.

Banner Unir Consultoria Imobiliária

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS