Menu

Zeos Travelling Agência de Viagens

TwitterFacebookPinterestGoogle+

PM assassinada divinopolisPolícia Civil de Divinópolis, em conjunto com a equipe de Rio Pomba, na Zona da Mata, investigam as causas que levaram um soldado da Polícia Militar (PM), de 24 anos, a matar a namorada em Divinópolis, que também era militar, a sogra, a própria mãe e depois se matar. De acordo com a delegada de Mulheres, Maria Gorete Rios, o crime está sendo tratado como feminicídio e será apurado se ele tinha problemas psicológicos.

"As investigações estão no início e ainda serão ouvidos familiares e amigos das vítimas e do militar. Vamos aguardar o laudo pericial da necropsia e do local onde os corpos foram encontrados. Vamos avaliar a possibilidade de outra pessoa estar envolvida no crime, mas parece que não”, explicou.

Gorete ainda informou que a corporação também será ouvida para saber sobre o comportamento do soldado Igor Quintão Vieira. “Não foi um surto na hora da raiva, ele cometeu os crimes com as vítimas dormindo e ainda teve muito tempo para chegar até a cidade dele e se acalmar, se esse fosse o caso. Vamos investigar se ele apresentava problemas psicológicos”, explicou a delegada.

Na manhã deste domingo (13) foram enterrados em Divinópolis os corpos da soldado Aline Guimarães Rodrigues e da mãe dela, Elisabete Guimarães Rodrigues. O enterro foi no cemitério Parque da Serra e vários militares, familiares e amigos estiveram no local prestando as últimas homenagens.

Já o soldado Igor Quintão Vieira e a mãe foram enterrados no Cemitério Municipal da cidade de Tabuleiro, Zona da Mata. Em nota, a Polícia Militar informou que Igor e Aline faziam curso de formação de sargentos e não tinham nada que desabonassem as condutas deles. “A PMMG lamenta o corrido e informa que Igor estava de folga no momento dos crimes”, finalizou.

Banner Zeos TravellingQUATRO MORTES

O soldado da Polícia Militar (PM), Igor Quintão Vieira, de 23 anos, é o principal suspeito de ter matado a namorada, de 34 anos, a mãe dela, de 63 anos, a própria mãe, de 48 anos e depois tirado a própria vida.

De acordo com o major Flávio Santiago, chefe da Sala de Imprensa da PM de Minas Gerais, os militares em Rio Pomba foram acionados por volta das 6h30 deste sábado (12) por parentes do jovem, que chegaram à casa da família, no Bairro Rosário, e encontraram ele e mãe mortos em uma cama. Na mão do rapaz havia um revólver calibre 38.

LEIA TAMBÉM: MAYARA AMARAL, A VIOLONISTA DE CAMPO GRANDE MORTA DUAS VEZES

Ainda segundo a PM, o irmão do jovem informou que havia recebido uma mensagem através de um aplicativo de celular em que o soldado pedia desculpas e confessava os homicídios e o suicídio. Diante da informação, os policiais de Rio Pomba fizeram contato com as equipes de Divinópolis pra que eles fossem até a casa da namorada do jovem para confirmar a informação.

Por volta das 9h, os militares de Divinópolis chegaram ao imóvel no Bairro Sidil e lá encontraram a namorada do jovem, que também é da PM, e a mãe dela, cada uma em um quarto, com marcas de tiros de revólver calibre 38.

O jovem e a namorada participavam do Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar na cidade de Belo Horizonte.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS