Menu
Morar fora: ou você muda ou você volta

Morar fora: ou você muda ou você vo…

Quando a gente vai morar fora, a gente &...

Crise impulsiona mudança de brasileiros para Portugal e pedidos de visto crescem 50%, em 2017

Crise impulsiona mudança de brasile…

Impulsionado pela crise, o fluxo migrat&...

Detentos serram cela e fogem de presídio em Pitangui

Detentos serram cela e fogem de pre…

Polícia Militar (PM) está ...

Empresários de Itaúna são investigados por falsificação e contrabando

Empresários de Itaúna são investiga…

O Ministério Público Feder...

O sexo flexível dos héteros

O sexo flexível dos héteros

Ter relações sexuais espor...

Leilão da Receita Federal tem IPhones, vinhos, relógios e drones

Leilão da Receita Federal tem IPhon…

No dia 25 de agosto, a Receita Federal r...

Duas mulheres são encontradas mortas em sacos plásticos em MG

Duas mulheres são encontradas morta…

Os assassinatos de duas mulheres com req...

Divinopolitano disputa emprego de R$100 mil

Divinopolitano disputa emprego de R…

Parece fackenews, mas não é...

Justiça manda herdeira que prometeu R$ 500 mil a Lula pagar dívida antes

Justiça manda herdeira que prometeu…

A Justiça de São Paulo det...

CNH digital deve ser implantada antes de fevereiro

CNH digital deve ser implantada ant…

O Conselho Nacional de Trânsito (C...

Prev Next
TwitterFacebookPinterestGoogle+

biblioteca de rua morro do ferro mgUm morador de Morro do Ferro, Distrito de Oliveira, realiza há dois anos uma ação a fim de estimular a leitura na comunidade. Ele coloca ao ar livre uma prateleira com mais de 150 obras para que as pessoas simplesmente peguem sem cerimônia. Nesta quinta-feira (24), 100 livros foram doados.

De acordo com Ildeano Silva, que é o idealizador do projeto "Livros na Rua", a ação começa pela internet, onde há uma mobilização para que as pessoas doem livros inutilizados. "Divulgamos na internet essa campanha e pessoas de várias partes da região doam. Em seguida a gente disponibiliza para os moradores no período de Natal. Inclusive, é uma ideia para quem quer presentear sem gastar nenhum centavo", disse.

publicidade

A ação ocorre desde o ano passado, quando foram doados cerca de 200 unidades. "É uma forma que encontrei de disseminar a leitura de livros. Mesmo com esse avanço da internet e facilidades de acesso a qualquer tipo de leitura pelo computador, o livro ainda não perdeu esse encanto", destacou. Muita gente que passou pela Avenida José Silveira e viu a tenda montada na porta da casa do morador se surpreendeu. A cabeleireira Liliane Fernandes disse que passava pela avenida para ir em uma loja, mas acabou parando para conferir a iniciativa.

"Eu ainda perguntei quanto eram os livros, foi aí que tive a surpresa. É uma iniciativa muito bacana e muito importante, principalmente no nosso distrito, onde não temos livrarias. Peguei um livro para mim, meu filho também escolheu um e eu faço questão de ler pra ele. Peguei também um livro para minha mãe e um para minha cunhada. Acabei presenteando sem gastar nada. Muito legal mesmo essa oportunidade", contou.

Desta vez, segundo Ildeano, sobraram alguns livros e, por isso a intenção é fazer outra ação em janeiro, durante um encontro de motociclistas que ocorre no distrito.


publicidade

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS