Menu
Façamos uma auto crítica

Façamos uma auto crítica

Quem me conhece sabe que sou inquieto e ...

O que aconteceu com a nova classe média: economista faz diagnóstico do antes e depois da crise econômica

O que aconteceu com a nova classe m…

‘A nova classe média est&aa...

Meu namorado não gosta de sexo. O que fazer?

Meu namorado não gosta de sexo. O q…

"Tenho vinte e seis anos, sou de Belo Ho...

Estudantes de escolas públicas dominam a UFMG

Estudantes de escolas públicas domi…

O predomínio de alunos de escolas...

Motorista de carreta que arrastou 23 carros diz que houve falha mecânica

Motorista de carreta que arrastou 2…

“Quando percebi que os freios falh...

Adélia Prado ganha o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura

Adélia Prado ganha o Prêmio Governo…

A poetisa Adélia Prado ganhou o P...

Minas Gerais se torna a Bélgica brasileira das cervejas artesanais

Minas Gerais se torna a Bélgica bra…

Quando alguém pensa na gastronomi...

Divinopolitano é o autor da música “Sosseguei” sucesso na voz de Jorge e Mateus

Divinopolitano é o autor da música …

A música mais ouvida neste ano na...

A triste geração que tudo idealiza e nada realiza

A triste geração que tudo idealiza …

Demorei sete anos (desde que saí ...

Votos de Galileu serão registrados como nulos pelo TSE

Votos de Galileu serão registrados …

Os votos recebidos pelo candidato &agrav...

Prev Next
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

carlos antonio rodrigues falso neymar aplicava golpesCarlos Antônio Rodrigues, de 30 anos, suspeito de criar perfis falsos de celebridades, como o jogador Neymar para extorquir mulheres pela internet está preso desde quarta-feira (30) em Nova Serrana, no Centro-Oeste de Minas. O esquema foi desarticulado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro e os mandados de prisão cumpridos na cidade mineira.

Segundo a investigação, ele exigia das vítimas o pagamento de quantias em dinheiro para não divulgar os vídeos íntimos. A Polícia Civil em Nova Serrana também informou que o homem agia em uma lan house da cidade. O dono do estabelecimento, de 40 anos, também foi preso por suspeita de ajudar nos crimes e o computador de onde eles cometiam o crime foi apreendido.

Investigação

A DRCI informou que para convencer que as mulheres tirassem a roupa em frente à câmera, eram criados perfis falsos de celebridades. Ainda de acordo com a DRCI, a quantia exigida pelos criminosos variava conforme o poder aquisitivo de cada vítima.

Após se aproximarem afetivamente das vítimas, enviavam vídeos íntimos da suposta celebridade e pediam que elas também fizessem o mesmo. Quando a vítima mandava imagens íntimas, os criminosos se revelavam e exigiam que fossem feitos depósitos, em conta bancária indicada, para que eles não divulgassem os vídeos em mídias sociais e sites pornográficos.

Antes de se fingir de Neymar, o suspeito se passou por um fotógrafo de uma revista masculina, segundo a polícia, e cobrou R$ 600 com a promessa de incluir a vítima em uma lista para entrar no reality show Big Brother Brasil (BBB).

"Paguei por uma vaga de Big Brother, porque ele falou: 'Ah, eu tenho contato lá dentro'", contou a vítima, que teve a identidade preservada. Em seguida, se passando pelo fotógrafo, ele a apresentou ao falso Neymar pela rede social. A mulher foi convidada pelo golpista a ir a uma festa em Barcelona e o falso perfil ofereceu um "parça" para ajudar a conseguir passaportes para a vítima e uma amiga.

"Falou que poderia agilizar o passaporte, pediu R$ 350 de cada e a gente foi depositando, acreditando. Depois, a gente conversou por vídeo achando que era o Neymar na tela. Passou muito tempo e o passaporte não chegava em casa", explicou.

As garotas foram convencidas a tirar a roupa na webcam. "No começo eu falei que não, fiquei um pouco de calcinha, sem sutiã, porque eu realmente achava que era ele. E, aí, a gente ficou meio deslumbrada, até (...) Aí, ficou fazendo várias chantagens, dizendo que a gente não tinha o dinheiro. E ele pressionava e tal".

Diante da continuidade da extorsão, as vítimas procuraram a delegacia especializada, dando início à investigação. O suspeito foi identificado como Carlos Antônio Rodrigues, que está foragido. O advogado dele informou à polícia que ele vai se entregar.

Segundo Daniela Terra, pelo menos outros cinco suspeitos já foram detidos recentemente pela DRCI por crimes com a dinâmica semelhante. A delegada destaca a importância do registro de ocorrência e pede a eventuais vítimas que procurem a delegacia ou façam o registro através pela internet, no link https://dedic.pcivil.rj.gov.br/.

Adicionar comentário

Antes de postar o seu comentário, saiba que temos como identificar o seu computador, portanto é importante que NÃO poste comentários homofóbicos, anti racial ou que venha a denegrir a imagem de alguém. Você será responsabilizado caso isso venha a acontecer.


Código de segurança
Atualizar

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS