Menu
Façamos uma auto crítica

Façamos uma auto crítica

Quem me conhece sabe que sou inquieto e ...

O que aconteceu com a nova classe média: economista faz diagnóstico do antes e depois da crise econômica

O que aconteceu com a nova classe m…

‘A nova classe média est&aa...

Meu namorado não gosta de sexo. O que fazer?

Meu namorado não gosta de sexo. O q…

"Tenho vinte e seis anos, sou de Belo Ho...

Estudantes de escolas públicas dominam a UFMG

Estudantes de escolas públicas domi…

O predomínio de alunos de escolas...

Motorista de carreta que arrastou 23 carros diz que houve falha mecânica

Motorista de carreta que arrastou 2…

“Quando percebi que os freios falh...

Adélia Prado ganha o Prêmio Governo Minas Gerais de Literatura

Adélia Prado ganha o Prêmio Governo…

A poetisa Adélia Prado ganhou o P...

Minas Gerais se torna a Bélgica brasileira das cervejas artesanais

Minas Gerais se torna a Bélgica bra…

Quando alguém pensa na gastronomi...

Divinopolitano é o autor da música “Sosseguei” sucesso na voz de Jorge e Mateus

Divinopolitano é o autor da música …

A música mais ouvida neste ano na...

A triste geração que tudo idealiza e nada realiza

A triste geração que tudo idealiza …

Demorei sete anos (desde que saí ...

Votos de Galileu serão registrados como nulos pelo TSE

Votos de Galileu serão registrados …

Os votos recebidos pelo candidato &agrav...

Prev Next
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

camara municipal de centralinaA pequena cidade de Centralina (MG), com seus 10 mil habitantes e localizada a 669 quilômetros de Belo Horizonte, vive um situação inusitada: todos os seus nove vereadores foram presos preventivamente suspeitos de corrupção.

Eles são investigados pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) de Uberlândia acusados de desvio de dinheiro público.

Segundo a investigação, todos os nove vereadores eleitos para legislatura que termina este ano fraudaram notas fiscais para justificar recebimento de diárias de viagens que nunca foram feitas.

Quatro deles foram presos na semana passada, na primeira etapa da investigação que recebeu o nome de "Viagem Fantasma" e renunciaram aos cargos.

publicidade

Os quatro, entre eles o presidente da Câmara Municipal, Eurípides Batista Ferreira, o Baianinho (Pros), o primeiro secretário, Hélio Matias (PSL), Carla Rúbia (Solidariedade) e Roneslei do Carmo Soares (PR), foram ouvidos e soltos um dia após a prisão. Agora cumprem prisão domiciliar.

Os outros cinco –o vice-presidente da Casa, Ismael Pereira Peres (PT), o 2º secretário Rodrigo Lucas (Solidariedade), Wandriene Ferreira de Moura (PR), Sônia Martins de Medeiros Rosa (PP) e Cleison Vieira (PDT)– foram detidos na manhã desta quinta-feira (28) durante a segunda etapa da operação.

Os cinco serão encaminhados para o presídio Professor Jacy de Assis, em Uberlândia (537 quilômetros de Belo Horizonte). Além dos vereadores, um ex-servidor da Câmara Municipal e um ex-vereador, que hoje atua como advogado, também foram presos na operação. Outros 12 mandados de busca e apreensão foram cumpridos.

Segundo o Ministério Público, os suspeitos cometeram associação criminosa, peculato, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

publicidade

RECESSO

Com a prisão dos cinco vereadores e a renúncia dos quatro primeiros presos, a Câmara Municipal de Centralina fica sem representantes.

A Redação tentou entrar em contato com a comunicação da Casa, mas foi informado que a Câmara está em recesso, retornando aos trabalhos apenas na próxima semana, e que os suplentes devem assumir os cargos.

Adicionar comentário

Antes de postar o seu comentário, saiba que temos como identificar o seu computador, portanto é importante que NÃO poste comentários homofóbicos, anti racial ou que venha a denegrir a imagem de alguém. Você será responsabilizado caso isso venha a acontecer.


Código de segurança
Atualizar

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS