Menu
Aumenta o número de empresas abertas em Divinópolis

Aumenta o número de empresas aberta…

O número de constituiç&ati...

Comerciante de Guarapari diz que mineiro é ‘o pior turista’

Comerciante de Guarapari diz que mi…

É comum a gente ouvir que Guarapa...

'Desafio' com vestido de Aline Riscado gera comentários machistas

'Desafio' com vestido de Aline Risc…

Um "desafio" com o vestido usado pela mo...

Três pessoas ficam feridas em acidente envolvendo caminhão em Divinópolis

Três pessoas ficam feridas em acide…

Um acidente envolvendo um carro de passe...

Horário de verão: Norte e Nordeste terão voos antecipados

Horário de verão: Norte e Nordeste …

Vai viajar de avião nos pró...

Bombeiros alertam para risco de ataques de pirambebas em lagoas e cachoeiras no Centro-Oeste de Minas durante feriado do Dia das Crianças

Bombeiros alertam para risco de ata…

Feriado prolongado com sol e calor combi...

'Se o brasileiro soubesse tudo o que sei, seria muito difícil dormir', disse a Ministra Cármen Lúcia

'Se o brasileiro soubesse tudo o qu…

A presidente do Supremo Tribunal Federal...

Prefeitura de Divinópolis promove 1º Festival de Turismo

Prefeitura de Divinópolis promove 1…

A Prefeitura de Divinópolis, atra...

Prefeito de Divinópolis confirma obras para o Terra Azul

Prefeito de Divinópolis confirma ob…

O Prefeito de Divinópolis, Galile...

Acusado de estuprar a filha de 2 anos será transferido para Divinópolis

Acusado de estuprar a filha de 2 an…

O homem de 40 anos, condenado pelo estup...

Prev Next
TwitterFacebookPinterestGoogle+

Banner Zeos Travelling

dilma pimentel mercadanteO TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais) rejeitou as contas do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais e do Comitê Financeiro Único do PT relativas às eleições de 2014, quando Fernando Pimentel (PT) foi eleito governador do Estado, e apontou indícios de "caixa dois" em repasses feitos à campanha da presidente Dilma Rousseff.

"Utilização de recursos sem trânsito pela conta bancária, cuja origem não se sabe, configurando o uso de "caixa dois", falha grave que compromete a regularidade e transparência das contas", afirma a auditoria técnica do TRE, que embasou a decisão.

"Dentre as irregularidades existentes nas contas do PT e seu Comitê Financeiro Único -- eleições 2014, foi apontada, em ambas, sonegação fiscal, conduta que, em tese, configura crime contra a ordem tributária", afirmou o procurador regional eleitoral, Patrick Salgado, em seu parecer.

Entre as irregularidades em sua prestação de contas, está a omissão da transferência de R$ 11.660.148,65 para a campanha de reeleição de Dilma, que, segundo o TRE, parte do montante não teria a origem comprovada.

No total, o PT mineiro transferiu R$ 11,7 milhões para campanhas nacionais de vários candidatos, entre elas de Dilma, que recebeu a quase totalidade dos recursos. Desse total transferido, R$ 455.291,19 não tiveram a origem comprovada, segundo o TRE.

publicidade

Além da reprovação das contas, por quatro votos a um, a corte decidiu nesta terça-feira (16) que a legenda no Estado deverá pagar uma multa de R$ 1,6 milhão e será suspensa por seis meses do recebimento do Fundo Partidário.

Em dezembro de 2014, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou, com ressalvas, as contas da campanha da presidente. Porém, em outubro do ano passado, o TSE reabriu uma ação que pede a cassação dos mandatos de Dilma e do vice-presidente, Michel Temer (PMDB).

A acusação, deita pelo PSDB, é que a campanha foi beneficiada pelo esquema de corrupção da Petrobras. O julgamento deve ocorrer este ano.

Os técnicos da corte verificaram ainda a existência das irregularidades após cruzamento de dados, que apontaram notas fiscais eletrônicas emitidas ao PT, mas não declaradas nas contas relativas a 2014.

publicidade

Recurso

O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), ex-presidente do Diretório do PT de Minas Gerais, afirmou na noite desta terça-feira (16) que a legenda vai entrar com recurso no próprio TRE-MG contra a decisão.

"Todas as diligências solicitadas foram realizadas pelo Diretório Estadual. Como não foi uma decisão unânime no TRE-MG, o partido vai entrar com recurso no próprio tribunal contra a decisão", afirmou o parlamentar.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS