Menu
Empresários de Itaúna são investigados por falsificação e contrabando

Empresários de Itaúna são investiga…

O Ministério Público Feder...

O sexo flexível dos héteros

O sexo flexível dos héteros

Ter relações sexuais espor...

Leilão da Receita Federal tem IPhones, vinhos, relógios e drones

Leilão da Receita Federal tem IPhon…

No dia 25 de agosto, a Receita Federal r...

Duas mulheres são encontradas mortas em sacos plásticos em MG

Duas mulheres são encontradas morta…

Os assassinatos de duas mulheres com req...

Divinopolitano disputa emprego de R$100 mil

Divinopolitano disputa emprego de R…

Parece fackenews, mas não é...

Justiça manda herdeira que prometeu R$ 500 mil a Lula pagar dívida antes

Justiça manda herdeira que prometeu…

A Justiça de São Paulo det...

CNH digital deve ser implantada antes de fevereiro

CNH digital deve ser implantada ant…

O Conselho Nacional de Trânsito (C...

Jovem é encontrada morta; fotos de corpo foram enviadas pelo WhatsApp para amigos e familiares

Jovem é encontrada morta; fotos de …

Uma jovem de 16 anos foi encontrada mort...

Suspeito de vários estupros é preso em distrito de Itapecerica e apresentado em Divinópolis

Suspeito de vários estupros é preso…

Polícia Civil em Divinópol...

Preços de passagens internacionais a partir do Brasil têm redução

Preços de passagens internacionais …

As tarifas aéreas internacionais ...

Prev Next
TwitterFacebookPinterestGoogle+

dilma pimentel mercadanteO TRE-MG (Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais) rejeitou as contas do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais e do Comitê Financeiro Único do PT relativas às eleições de 2014, quando Fernando Pimentel (PT) foi eleito governador do Estado, e apontou indícios de "caixa dois" em repasses feitos à campanha da presidente Dilma Rousseff.

"Utilização de recursos sem trânsito pela conta bancária, cuja origem não se sabe, configurando o uso de "caixa dois", falha grave que compromete a regularidade e transparência das contas", afirma a auditoria técnica do TRE, que embasou a decisão.

"Dentre as irregularidades existentes nas contas do PT e seu Comitê Financeiro Único -- eleições 2014, foi apontada, em ambas, sonegação fiscal, conduta que, em tese, configura crime contra a ordem tributária", afirmou o procurador regional eleitoral, Patrick Salgado, em seu parecer.

Entre as irregularidades em sua prestação de contas, está a omissão da transferência de R$ 11.660.148,65 para a campanha de reeleição de Dilma, que, segundo o TRE, parte do montante não teria a origem comprovada.

No total, o PT mineiro transferiu R$ 11,7 milhões para campanhas nacionais de vários candidatos, entre elas de Dilma, que recebeu a quase totalidade dos recursos. Desse total transferido, R$ 455.291,19 não tiveram a origem comprovada, segundo o TRE.

publicidade

Além da reprovação das contas, por quatro votos a um, a corte decidiu nesta terça-feira (16) que a legenda no Estado deverá pagar uma multa de R$ 1,6 milhão e será suspensa por seis meses do recebimento do Fundo Partidário.

Em dezembro de 2014, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) aprovou, com ressalvas, as contas da campanha da presidente. Porém, em outubro do ano passado, o TSE reabriu uma ação que pede a cassação dos mandatos de Dilma e do vice-presidente, Michel Temer (PMDB).

A acusação, deita pelo PSDB, é que a campanha foi beneficiada pelo esquema de corrupção da Petrobras. O julgamento deve ocorrer este ano.

Os técnicos da corte verificaram ainda a existência das irregularidades após cruzamento de dados, que apontaram notas fiscais eletrônicas emitidas ao PT, mas não declaradas nas contas relativas a 2014.

publicidade

Recurso

O deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), ex-presidente do Diretório do PT de Minas Gerais, afirmou na noite desta terça-feira (16) que a legenda vai entrar com recurso no próprio TRE-MG contra a decisão.

"Todas as diligências solicitadas foram realizadas pelo Diretório Estadual. Como não foi uma decisão unânime no TRE-MG, o partido vai entrar com recurso no próprio tribunal contra a decisão", afirmou o parlamentar.

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS