Menu
TwitterFacebookPinterestGoogle+

feed-image Siga o DiviCity.com

Minas Gerais se torna a Bélgica brasileira das cervejas artesanais

cervejas artesanais mgQuando alguém pensa na gastronomia de Minas Gerais, logo vêm a mente itens como pão de queijo, doce de leite, torresmo e cachaça. Mas nos últimos anos essa lista ganhou um novo produto: a cerveja artesanal. Não é à toa que o Estado vem sendo chamado de “a Bélgica brasileira”, uma referência ao país europeu mais famoso por suas cervejas artesanais. É da Bélgica que vem a cerveja trapista, produzida por monges e considerada uma das melhores do mundo. Além da qualidade, há quantidade: são mais de 1.500 cervejarias.

Minas Gerais não fica para trás e já ganhou destaque no cenário cervejeiro mundial, com rótulos especiais e uma produção intensa.

A MELHOR CERVEJA ARTESANAL DO MUNDO

O mercado das cervejas artesanais em Minas Gerais vem experimentando crescimento nos últimos anos e acabou coroado em abril de 2014, quando uma cerveja produzida pela Wäls, a Dubbel, ganhou medalha de ouro na World Beer Cup, a Copa do Mundo da Cerveja, evento bianual realizado nos Estados Unidos.

Para chegar ao título de melhor do mundo, o rótulo da Wäls superou 4.800 cervejas de mais de 1.400 cervejarias de 58 países do mundo. Para completar a façanha, a cervejaria ainda levou a medalha de prata, com a Quadruppel.

MERCADO EM MINAS CRESCE

Minas aproveitou para surfar no crescimento que a bebida apresenta no Brasil. Segundo o Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral do Estado de Minas Gerais (SindBebidas), o mercado cresceu 21% no último ano, acima da média nacional, calculada em 12,6% pela Nielsen. No Estado, são produzidos mais de 50 tipos de cerveja.

Para se ter uma ideia da força da cerveja artesanal em Minas Gerais, uma feira realizada em junho em Nova Lima, cidade que fica colada a Belo Horizonte e que desponta como um dos polos de produção da bebida no Estado, reuniu 20 cervejarias.

O número deu um salto em menos de dois anos. Em 2013, eram 12 as cervejarias artesanais, que produziam 1 milhão de litros por mês. Para 2015, a expectativa é que essa produção dobre.

INOVAÇÃO NAS RECEITAS É CARACTERÍSTICA DAS CERVEJARIAS MINEIRAS

Financiamento direto com construtora é solução para quem não tem crédito

imovel a vendaNa hora de comprar um imóvel, o consumidor pode recorrer às instituições bancárias, por meio de um financiamento ou mesmo consórcio. Pode ainda negociar diretamente com as construtoras. Algumas oferecem financiamento direto, uma opção com juros ligeiramente mais caros que os praticados em banco, mas com burocracia infinitamente menor. Em tempos de crise e alto índice de desemprego, esse tipo de facilidade pode definir uma compra.

Segundo Leonardo de Bessas Matos, vice-presidente da Área de Loteadoras da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), o modelo pode ser uma solução à diminuição do crédito direcionado ao mercado imobiliário. “Desde meados do ano passado, a Caixa Econômica Federal (CEF) diminuiu o percentual de financiamento de imóveis. Além disso, os bancos estão, de modo geral, mais rigorosos com a aprovação de crédito.”

O recurso também impactaria no índice de anulação de contratos, que aumentou nos últimos tempos. “Há casos em que o comprador assina um contrato de compra e venda porque está empregado e tem crédito pré-aprovado no banco para financiar um imóvel, mas no meio do processo ele não tem mais a mesma condição porque perdeu o emprego e não tem como comprovar a renda. Situações como essa aumentam a 'devolução' de imóveis e o financiamento direto pode ser uma opção para seguir com a compra”, diz.

Corte de verba em MG vai afetar até combustível de viaturas da PM

  • Escrito por O Tempo
  • Categoria: Economia
  • Acessos: 1415

viatura pmSem realizar até agora a anunciada reforma administrativa, que pretende cortar cargos e reduzir órgãos para gerar economia aos cofres públicos estaduais, o governo de Minas quer enxugar R$ 2 bilhões em despesas e custeio da máquina em 2016. O objetivo é reduzir o déficit estimado em R$ 8,9 bilhões para este ano. Apesar de o anúncio das medidas estar marcado para a próxima segunda-feira, num evento que deve reunir a cúpula do governo, o decreto está publicado desde nesta quinta no “Minas Gerais”.

Para áreas consideradas prioritárias como segurança pública, meio ambiente e infraestrutura estão previstos cortes de quase R$ 700 milhões.

Leia também: Governo de Minas desembolsa R$ 527 mil para alimentar palácios com carnes nobres

Os anexos do Decreto 46.949, disponível no site da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), apontam que o governo Fernando Pimentel (PT) realizará cortes em custeio, investimentos e inversões financeiras (que também são investimentos). O decreto contempla apenas algumas fontes de recursos e grupos de despesa. Não estão incluídos, por exemplo, despesas de pessoal, de convênio e empréstimos, e ainda os recursos de emendas parlamentares.

Cervejaria Furst abre os portões da fábrica para os clientes em Formiga

cervejas furstA cervejaria Fürst, localizada na cidade de Formiga, deu início no último sábado (30) ao Fürstgarden e foi um sucesso de aceitação entre os amantes de boas cervejas. Este modelo consiste em abrir as portas da fábrica todo primeiro sábado do mês para venda das cervejas aos consumidores na mesma unidade de produção.

Os clientes poderão agora degustar estes premiados rótulos em um ambiente natural e descontraído. Esse projeto tem a intenção de estimular a população regional a conhecer mais sobre cervejas artesanais e ao mesmo tempo incentivar o consumo de cervejas de qualidade.

Leia também: Belo Horizonte pode ganhar trem para percorrer o 'roteiro da cerveja'

Fürst é a primeira cervejaria do Centro-Oeste mineiro e já foi premiada em vários festivais como no Festival da Cerveja de 2015 com a Weissbier e a Marzen com medalha de prata.

O primeiro evento foi no último sábado de janeiro, a exceção é devido a data do carnaval deste ano que dará no primeiro sábado de fevereiro. A partir de março a ideia é que o evento seja no primeiro sábado do mês.


publicidade

Re­ces­são ex­pul­sa alu­nos das es­co­las par­ti­cu­la­res

escola publicaA cri­se na eco­no­mia bra­si­lei­ra es­va­ziou as sa­las de au­la das es­co­las par­ti­cu­la­res em Be­lo Horizonte. Tra­di­ci­o­nal­men­te, no mês de ja­nei­ro, es­sas ins­ti­tui­çõ­es já es­ta­vam com su­as gra­des de en­si­no mon­ta­das e era di­fí­cil con­se­guir ca­dei­ras pa­ra no­vos alunos. Mas, es­te ano, 85% das es­co­las pri­va­das em Mi­nas Ge­rais es­tão com va­gas oci­o­sas e, na es­pe­ran­ça de pre­en­chê-las, pro­lon­ga­ram a ma­trí­cu­la pa­ra o mês de março. Na ou­tra pon­ta, cres­ce o nú­me­ro de es­tu­dan­tes na re­de pública. O cre­den­ci­a­men­to de alu­nos no en­si­no gra­tui­to su­pe­rou, e mui­to, as ex­pec­ta­ti­vas da Se­cre­ta­ria de Es­ta­do de Edu­ção de Mi­nas Ge­rais (SEE). O ór­gão es­ti­ma­va 150 mil ins­cri­çõ­es na re­de, po­rém, fo­ram 166.399 ins­cri­tos pa­ra o ano de 2016.

No fim do ano pas­sa­do, as es­co­las anun­ci­a­ram aos pais os no­vos re­a­jus­tes que, em mé­dia, fi­ca­ram em 15% pa­ra os pre­ços das mensalidades. So­man­do aí a in­fla­ção e o de­sem­pre­go, o re­sul­ta­do es­te ano é de uma di­mi­nui­ção de 7% de alu­nos den­tro das sa­las de au­la do en­si­no pri­va­do, con­for­me da­dos do Sin­di­ca­to das Es­co­las Par­ti­cu­la­res de Mi­nas Ge­rais (Si­nep MG). “Além dis­so, mui­tas es­co­las in­fan­tis, ge­ral­men­te pe­que­nas, fe­cha­ram as por­tas por não te­rem clientes. Na mai­o­ria das ve­zes, os pais de alu­nos das clas­ses C, D e E, ho­je com o or­ça­men­to mais aper­ta­do, es­tão vol­tan­do com seus fi­lhos pa­ra a re­de pú­bli­ca”, co­men­ta o pre­si­den­te do sin­di­ca­to, Emi­ro Barbini. Se­gun­do ele, a si­tu­a­ção é tam­bém no­ta­da no en­si­no su­pe­ri­or, prin­ci­pal­men­te, no tur­no da noite.

Azul cancela todos os voos de saída e chegada no Aeroporto de Confins

  • Escrito por O Tempo
  • Categoria: Economia
  • Acessos: 1667

aviao da azul linhas aereasA chuva e o mau tempo fez com que a companhia área Azul cancelasse todos os seus voos partindo do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte, neste sábado (16).

De acordo com a assessoria de imprensa, a empresa presta toda a assistência para os clientes. A companhia área orienta que os passageiros programados não se dirijam ao aeroporto para remarcarem os voos.

Conforme a Azul, as remarcações podem ser feitas pelos telefones 4003-1118 ou 0800-887-1118 sem nenhum custo.

Veja os voos cancelados:

Notícias de DiviCity

Tecnologia

Seções

Redação

Baladas

REDES SOCIAIS