Cadernos Especiais

Coronavírus

Florianópolis começa a testar casos suspeitos de coronavírus em 'drive-thru'

Teste Covid-19 em drive-tru

Pessoas com suspeita de terem coronavírus começaram a ser testados nesta quarta-feira (15) em Florianópolis. De acordo com a prefeitura, 750 pessoas serão submetidas ao exame: 400 delas encaminhadas pelo programa Alô Saúde e outras 350 que tiveram contato com pacientes confirmados com a doença.

Os testes rápidos serão feitos nos centros de saúde e em um posto drive-thru montado no Terminal de Integração do Centro (Ticen), das 9h às 16h. Testagens em domicílio também estão sendo feitas, além de testes em pessoas com sintomas que cheguem no aeroporto da capital.

Segundo a Prefeitura de Florianópolis, na primeira hora do serviço foram testadas 31 pessoas e dessas, quatro tiveram resultado positivo. Os dados devem ser encaminhados no final do dia ao Estado. A prefeitura da capital está aplicando os testes mesmo em quem só tem sintomas leves.

Até terça-feira, a capital catarinense somava 233 casos confirmados da doença, conforme dados da Gerência de Vigilância Epidemiológica do município — o último levantamento divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde apontou 207. A maioria deles são em jovens e adultos, com idade entre 20 e 59 anos, e o maior número de casos confirmados está na região central da cidade.

Leia também:

Santa Catarina registrou 26 mortes pela doença e 826 casos confirmados. Desses pacientes, 97 estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), incluindo profissionais de saúde.

Em Florianópolis, a orientação é para que os moradores permaneçam em casa. Após o governador Carlos Moisés (PSL) anunciar a liberação temporária do comércio de rua e o funcionamento de hotéis, pousadas e similares, com restrições, o prefeito Gean loureiro (sem partido), afirmou que essas atividades vão continuar suspensas na Capital.

SMS indica casos confirmados

Os moradores de Florianópolis têm recebido notificações por SMS quando há casos confirmados de Covid-19 a aproximadamente 200 metros de distância de onde moram. Cerca de 93 mil mensagens foram enviadas desde o dia 31 de março, quando o serviço começou a funcionar.

De acordo com a prefeitura, não é preciso se cadastrar para receber os alertas, pois o sistema leva em conta o CEP cadastrado no banco de dados de empresas parceiras da administração municipal.

A prefeitura também anunciou uma série de restrições a serem seguidas pelas empresas autorizadas a funcionar na capital, como limitar o número de atendentes e os mercados usarem termômetros para identificar possíveis clientes com febre.

Além disso, o uso de máscaras é obrigatório na cidade, assim como em outros municípios catarinenses por decretos municipais.

• PUBLICIDADE | AFILIO •

Siga o DiviCity

Pesquisa DiviCity.com

VOCÊ TEM MEDO DO CORONAVÍRUS?
Booking.com
Booking.com

Redes Sociais e Contato

© 2018 DiviCity.com. Todos os direitos reservados.Desenvolvido pela Iniciativa Comunicação Iniciativa

Search