Notícias de Minas Gerais

Minas Gerais

Supermercados garantem abastecimento e sentem pressão de fornecedores por alta

Supermercado em Divinópolis

No começo da pandemia de coronavírus, o faturamento dos supermercados mineiros aumentou entre 10% e 15%, enquanto consumidores corriam às prateleiras para estocar produtos.

Hoje, mais de um mês após o começo do isolamento social em Minas Gerais, o faturamento retornou a patamares pré-crise sanitária, segundo o presidente da Associação Mineira de Supermercados (Amis), Alexandre Poni.

Poni, que também é sócio e diretor comercial dos supermercados Verdemar, deu a declaração durante a Live do Tempo, entrevista ao vivo conduzida diariamente por Helenice Laguardia e Karlon Aredes.

Leia também:

De acordo com Poni, os gastos das lojas aumentaram no período:

“Nosso custo aumentou muito durante a pandemia, reduzimos o funcionamento das lojas em duas horas, por exemplo”.

Ele também cita gastos com higienização nos mercados. Ainda assim, segundo o presidente da Amis, os supermercados mineiros não estariam cobrando valores abusivos da população.

Ele isenta os supermercadistas do aumento e credita as altas aos produtores. “Não produzimos, simplesmente repassamos o preço de quem produz o produto”, disse. Poni afirmou, ainda, que não percebe desabastecimento de qualquer produto nas prateleiras e que eventuais quedas da qualidade de produtos de hortifrúti devem-se, apenas, à sazonalidade — as verduras, por exemplo, estariam melhores agora, devido à interrupção das chuvas.

Ainda de acordo com Poni, há preços diminuindo: o preço do álcool em gel, que havia disparado no começo da crise, devido à escassez do produto, tem tendência de baratear nos supermercados.

Com a alta do dólar – que bateu R$ 5,55 nesta segunda-feira (27) –, Poni acredita que o futuro é de valorização dos produtos brasileiros. O Verdemar, conhecido pela oferta de importados, afirma que a encomenda desses itens se torna “praticamente impossível” com o atual preço da moeda norte-americana.

Nesse cenário, ele pede que o mercado e o consumidor valorizem, especialmente, produtos de Minas Gerais. Para isso, estimula a criação de selos de certificação dos produtos locais, como as tilápias do rio São Francisco, a exemplo de alguns queijos do Estado.

Amis pede a consumidores para irem ao mercado em horários alternados

Para evitar contágio nos supermercados, Poni recomenda que clientes obedeçam às regras municipais e utilizem máscaras nesses espaços, assim como os funcionários. Ele também alerta que é melhor evitar os dias com maior volume de clientes, entre as 17h e as 20h de quintas e sextas-feiras. O ideal seria fazer compras após o horário reservado aos idosos (das 8h às 9h) e após o almoço durante segunda a quarta-feira.

Poni também disse que supermercados onde funcionários não utilizam máscara são exceções e que a orientação da Amis é para que sigam os decretos que obrigam o uso do acessório – cuja fiscalização fica a cargo do poder público.

Ele estima que as lojas da rede Verdemar tenham suspendido o contrato de trabalho de 160 a 170 funcionários, mas garante que a intenção é colocá-los de volta à ativa quando houver normalização das atividades.

More about: | |

Siga o DiviCity

ASSINA NOSSAS NOTÍCIAS

Receba diariamente as notícias de DiviCity por e-mail

Pesquisa DiviCity.com

VOCÊ TEM MEDO DO CORONAVÍRUS?
Booking.com
Booking.com
Banner DiviCity.com
Portugal.Com.Vc tudo para quem quer morar em Portugal

Redes Sociais e Contato

© 2018 DiviCity.com. Todos os direitos reservados.Desenvolvido pela Iniciativa Comunicação Iniciativa

Search